Programa completo para impressão

Programa em constante atualização

A água: um recurso inesgotável?

Os recursos aquíferos e a sua importância para a vida na Terra

Nesta atividade vamos mostrar que os recursos aquíferos (água potável) não são inesgotáveis. A sua sobre-exploração, a poluição dos recursos aquíferos superficiais e subterrâneos, e as mudanças climáticas podem causar graves problemas de abastecimento de água potável nas regiões mais populosas do planeta

Dia: 28-nov 11h00, 14h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Geociências

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 24

Inscrição Obrigatória


A biologia e a química no tratamento de águas residuais...

As águas residuais são uma consequência inevitável de diversas atividades humanas (doméstica, industrial, comercial, agrícola, etc.) e quando lançadas no meio ambiente podem provocar graves problemas de desequilíbrio nos ecossistemas naturais. Para minorar esses problemas existem várias opções de tratamento. Nas situações mais comuns, um sistema completo de tratamento de águas residuais envolve operações físicas e processos químicos e biológicos.

Esta atividade pretende ilustrar alguns aspetos do tratamento de águas residuais por técnicas físico-químicas e por processos biológicos. Os participantes poderão realizar ou observar uma pequena experiência laboratorial de tratamento de uma água residual industrial por um processo físico-químico. Poderão também observar o funcionamento de reatores biológicos no tratamento de águas residuais bem como observar ao microscópio a variedade de microrganismos que se desenvolvem nesses reatores. A atividade será composta por duas partes principais: 1 - Realização de experiência de tratamento físico-químico de uma água residual industrial, semelhante a um dos processos que ocorrem nas ETARs. Será seguido um protocolo simples em que a determinados volumes de água residual são adicionadas, sob agitação, pequenas quantidades de produtos químicos (coagulante e floculante). Após um período de repouso observa-se a formação de flocos e a sedimentação. O resultado é um sobrenadante límpido com um aspeto muito diferente da água residual inicial. 2 – Visita guiada para observação do funcionamento de reatores biológicos laboratoriais utilizados para tratamento de águas residuais e recolha de amostras para observação ao microscópio. Nestes sistemas a água residual poluída é alimentada ao reator, no interior do qual os microrganismos decompõem a matéria orgânica para se alimentarem, resultando numa corrente líquida de saída com concentração de poluentes reduzida. Num reator biológico serão colhidas amostras que permitirão observar ao microscópio a variedade de microrganismos presentes no sistema.

Dia: 25-nov 16h15
Dia: 26-nov 12h15

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - Laboratório C

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 8

Inscrição Obrigatória


A cidade em três dimensões

A atividade proposta visa discutir aspetos relacionados com a cidade existente e com cenários possíveis de transformação da mesma.

Partindo de uma situação urbana concreta, os participantes serão confrontados com cenários futuros de crescimento de uma cidade. Tópicos como espaço público, espaços verdes, sustentabilidade e mobilidade serão abordados num debate inicial, conjunto com docentes do departamento ligados ao planeamento regional e urbano. Numa segunda parte da atividade proceder-se-á à experimentação de alguns destes conceitos sobre maquetes representativas de uma parte da cidade de Aveiro. Os participantes, organizados em grupos serão convidados a construir novos espaços urbanos. Diferentes modelos de construção da cidade, com densidades variáveis e com formas de organização de espaços públicos surgirão desse trabalho com materiais previamente preparados por alunos do departamento. No final serão discutidas as soluções criadas e será votada a melhor proposta.

Dia: 24-nov 10h00, 11h30
Dia: 28-nov 14h00, 15h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Sala 12.1.22

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


A ciência das sondagens eleitorais

Como se realiza uma sondagem eleitoral? Como é possível conhecer atributos de vários milhões de pessoas através do estudo de somente algumas centenas delas?

As sondagens eleitorais são uma realidade no nosso quotidiano e desempenham um papel preponderante no funcionamento da nossa democracia. Mas como se realiza uma sondagem? Como é possível conhecer atributos de vários milhões de pessoas através do estudo de somente algumas centenas delas? Nesta palestra, através de exemplos e simulações, será apresentada e discutida a ciência por detrás das sondagens.

Dia: 26-nov 10h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Matemática - sala 11.2.7

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 50

Inscrição Obrigatória


A Difração de Raios-X ao serviço da investigação criminal

Foi encontrado, na bagageira de um automóvel, um animal premiado dado como desaparecido pelo seu dono. Sem outras pistas que possam indicar quem levou a cabo o cativeiro e onde ficou preso o animal, a análise de amostras arenosas encontradas no carro poderá identificar o local do cativeiro. Como? Venham descobrir connosco!

Com esta atividade pretende-se, através da preparação física de amostras (moagem) e posterior análise das mesmas por Raios X para identificação dos seus constituintes minerais, localizar o local de cativeiro e, assim, contribuir para desvendar o crime.

Dia: 24-nov 10h00
Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00
Dia: 27-nov 10h00
Dia: 28-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Geociências - Lab. de Materiais (16.1.6) e Lab. RX (16.3.43)

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 8

Inscrição Obrigatória


A Magia do Vento

Qual o papel do vento nas nossas vida?
Desde fonte de energia a mecanismo de purificação do ar que respiramos. Nas zonas urbanas contamos com a ajuda do vento para dispersar os poluentes emitidos e manter o ar mais limpo.

Nesta atividade vamos aprender como o vento contribui para manter o ar respirável, tendo como base ensaios experimentais em túnel de vento.
No laboratório de túnel de vento da UA vais perceber a importância do vento para a qualidade do ar, falamos sobre os poluentes mais comuns e respetivas fontes de emissão. Vamos ainda analisar o contributo do vento para a preservação do ambiente através de alguns ensaios de dispersão em túnel de vento usando um modelo em maqueta de uma zona urbana.
No final da atividade, os participantes compreendem a importância que o vento pode ter na redução da poluição atmosférica, a forma como o vento atua na dispersão de poluentes à escala urbana e a importância dos ensaios em túneis de vento para nos ajudar a perceber como diferentes escoamentos e geometrias urbanas podem afetar a qualidade do ar.

Dia: 24-nov 09h30, 10h30
Dia: 25-nov 14h30, 15h30
Dia: 26-nov 09h30, 10h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - Laboratório Túnel de Vento

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


A mexer é que se aprende… Matemática!

Conheces a expressão - ver com as mãos! É isso que te propomos, para resolveres tarefas divertidas e desafiantes! E, assim, fazes e aprendes matemática =)

As tarefas corporizam grande parte do trabalho que se desenvolve em Matemática. Boas tarefas e a adequada ação sobre as mesmas, devidamente suportada por materiais criteriosamente selecionados, são fundamentais para o desenvolvimento da competência matemática. De facto, ao mobilizar uma série de conhecimentos, capacidades e atitudes, a criança também os aprofunda e expande. Nesta oficina, os alunos, em pequenos grupos, a partir de tarefas que variam quanto à sua natureza e cuja resolução é devidamente apoiada por materiais diversos e apelativos, vão desenvolver, em particular, o sentido do número. E serão devidamente orientados por futuros professores do 1º CEB que, assim, também se vão desenvolvendo pessoal e profissionalmente.

Dia: 26-nov 10h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Educação - Sala 5.2.50

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


A simulação nas ciências da saúde como ferramenta educacional

A simulação nas ciências da saúde é uma ferramenta educacional inovadora que permite ao aluno experienciar várias técnicas e cenários, de maneira absolutamente segura para o paciente, uma vez que são utilizados modelos de simuladores em ambiente garantido e repetido, com a mais elevada tecnologia aproximada à realidade. A simulação permite não só o treino em diversas competências técnicas, como também competências comportamentais, nomeadamente o trabalho em equipa ou a gestão de eventos críticos, tão comuns nas ciências da saúde. O centro de Simulação Clínica da Universidade de Aveiro (SIMULA) tem como missão formar, através de um treino experiencial, estudantes de graduação e de pós-graduação, contribuir para a formação pós-graduada de diversos profissionais de saúde, bem como fomentar a investigação científica e multidisciplinar.

Pretende-se com esta atividade o contacto dos participantes com a realidade da simulação, realizando-se uma pequena contextualização teórico-prática inicial, para de seguida se proceder a uma explicação prática do funcionamento do Centro de Simulação Clínica da Universidade de Aveiro (SIMULA). Os participantes terão ainda oportunidade de observar um exemplo de simulação para compreenderem a “interação” entre formando, formador e modelos de simulação.

Dia: 26-nov 10h30, 14h30

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra, Visita Guiada

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - Centro de Simulação Clínica da Universidade de Aveiro (SIMULA)

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


A viagem da gotinha de água

Esta atividade pretende alertar para os problemas do consumo e da poluição da água.

A gotinha de água viaja pelo planeta Terra. Aaah!.. mas não vai sozinha! Nessa viagem muita coisa pode acontecer… a gotinha pode ficar poluída quando usada pelo Homem. O que fazer para evitar que tal aconteça? Nós podemos ensinar-te, mas tu com certeza também tens ideias fantásticas que a podem ajudar! A atividade consiste numa apresentação interativa sobre o ciclo da água e os tratamentos que a água pode sofrer antes e depois de ser usada pelo Homem. Indicam-se ainda algumas medidas preventivas do consumo de água. Para finalizar propõe-se um jogo para aferição de conhecimentos.

Dia: 25-nov 11h00, 12h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - sala 320

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Água com sabor a ciência

A hidráulica é uma disciplina de formação dos engenheiros civis em que se estuda o comportamento dos fluídos em movimento ou em repouso. Ao mergulharmos numa piscina, a água irá exercer uma pressão sobre nós. A pressão exercida pela água é chamada de pressão hidrostática. Para que o submarino afunde, devemos aumentar o seu peso, o que se consegue armazenando água em reservatórios adequados, no seu interior. Controlando a quantidade de água nos seus reservatórios, ajustamos o peso do submarino para o valor desejado. Para que o submarino volte a flutuar, a água deve ser expulsa dos seus reservatórios para reduzir o peso do submarino e fazer com que a impulsão (resultante da pressão hidrostática) se torne maior que o peso. Quando um jato de água, com uma dada velocidade, incide numa superfície sólida, a água é defletida pela superfície. A mudança de direção do jato de água após impacto apresenta uma configuração que depende da forma da superfície alvo.

Nesta atividade os alunos serão introduzidos nos estudos dos fluídos, sendo feita a demonstração: a) da pressão hidrostática, com recurso à balança hidrostática, com a sua variação da pressão em função da altura de água; b) do impacto de um jato de água em alvos de formas diferentes, no aparelho de avaliação de impacto de um jato. As demonstrações decorrerão em equipamentos do laboratório do Departamento de Engenharia Civil, e permitirão aos alunos observarem aspetos relacionados com o estudo de fluídos, e eles próprios poderão realizar as experiências.

Dia: 25-nov 15h00

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Engenharia Civil

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Análise da Marcha e do Equilíbrio Postural

Estabilometria e análise da marcha com recurso a captação de imagem, plataforma de forças e eletromiografia de superfície.

A atividade laboratorial contempla: (i) a avaliação do equilíbrio postural (estabilometria) em diferentes condições. Pretende-se dar uma perspetiva do controlo motor em função de alterações no feedback proprioceptivo, visual e auditivo; (ii) a avaliação da marcha humana com recurso a captação de imagem, plataforma de forças e eletromiografia de superfície.

Dia: 26-nov 10h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - Laboratório de Movimento Humano e Reabilitação

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Aprender Ciência a Brincar – Uma Experiência Indiana

Vem descobrir como se brinca na Índia e a ciência e tecnologia que estes brinquedos encerram.

Workshop com materiais acessíveis, como papel, elásticos, garrafas de plástico, clips, etc. e, claro, muita ciência… Vamos brincar com brinquedos que, em tempos, fizeram as delícias das crianças, mas que hoje ainda são capazes de surpreender pela sua simplicidade e beleza! A observação do seu funcionamento permite-nos a apreensão de conceitos básicos de ciência.

Dia: 27-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Sala Exposições Temporária

Destinatários preferenciais: Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Aprender Ciência a Brincar – Uma Experiência Indiana (alunos do pré-escolar, 1º e 2º ciclo)

Vem descobrir como se brinca na Índia e a ciência e tecnologia que estes brinquedos encerram.

Workshop com materiais acessíveis, como papel, elásticos, garrafas de plástico, clips, etc. e, claro, muita ciência… Vamos brincar com brinquedos que, em tempos, fizeram as delícias das crianças, mas que hoje ainda são capazes de surpreender pela sua simplicidade e beleza! A observação do seu funcionamento permite-nos a apreensão de conceitos básicos de ciência.

Dia: 25-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Sala Exposições Temporária

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


As Aventuras da Mia e do Max

Vem construir, programar e colocar um robô a executar os desafios!

Através da construção e do uso de um interface de programação simples, de clicar e arrastar, as crianças aprendem a desenvolver um sistema robótico feito de peças Lego, sensores, motores e o próprio computador.

Dia: 24-nov 14h00
Dia: 25-nov 14h00
Dia: 26-nov 14h00
Dia: 27-nov 14h00
Dia: 28-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Oficina dos Robôs

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Atelier de desenho paleontológico

Dar vida aos seres extintos através do desenho — uma atividade com muitos riscos
Queres aprender a desenhar dinossauros? Pterossauros? Trilobites? Arrisca e vem riscar connosco para recriares aqueles extraordinários animais que apesar de já não existirem, irão viver nas folhas de papel onde os desenhares.

A ciência também é visual e a comunicação das novas descobertas passa muitas vezes pela ilustração científica. Esta tem tantas especializações, quanto domínios e ciências existem, mas uma das que mais apaixona pequenos e graúdos é, sem dúvida, a ilustração paleontológica (muitas vezes designada também por “paleoarte”). Desenham-se com todo o rigor científico, os fósseis, mas também se reconstituem os seres que se extinguiram ou fossilizaram durante milhões de anos e que são agora descobertos, mostrando como eles poderiam ter sido em vida através da ilustração paleontológica.
Neste atelier, vais aprender a desenhar estes extraordinários seres terrestres, alados ou aquáticos — os dinossauros, um pterossauro, ou as nossas trilobites — através da observação dos fósseis, modelos ou outras ilustrações que poderás encontrar no átrio da Reitoria.

Dia: 24-nov 14h00
Dia: 25-nov 14h00
Dia: 26-nov 14h00
Dia: 27-nov 14h00

Duração: 3h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Reitoria

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Avaliação e análise das caraterísticas da tua voz

Conhece algumas das áreas de atuação do Terapeuta da Fala na sua prática clínica e na investigação aplicada

Vem conhecer o papel do Terapeuta da Fala na área das perturbações da voz: Alerta para condutas de mau uso e abuso vocal e hábitos de higiene e saúde vocal. Avaliação da qualidade vocal (análise acústica, percetiva e aerodinâmica).

Dia: 25-nov 11h00, 14h00, 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: Escola Superior de Saúde - Salas 30B.2.13 e 30B.1.62

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 12

Inscrição Obrigatória


Banho de bolhas

Vamos fazer um produto que vai tornar o nosso banho uma experiência mais agradável, cheirosa e efervescente

Numa viagem pela história da higiene, são exploradas as propriedades de algumas plantas e óleos essenciais, em particular do óleo de amêndoas doces.

Dia: 24-nov 12h00, 15h00
Dia: 25-nov 12h00, 15h00
Dia: 26-nov 12h00, 15h00
Dia: 27-nov 12h00, 15h00
Dia: 28-nov 12h00, 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Biomateriais… Podíamos viver sem eles? Podíamos mas não era a mesma coisa!

O corpo humano é uma máquina fascinante e complexa. Como em qualquer máquina, para a manter em boas condições de funcionamento, é preciso fazer reparações, substituir “peças”…

É aqui que entram os biomateriais! Mas será que os biomateriais só servem para substituir partes danificadas? Haverá materiais capazes de fazer com que os tecidos regenerem, como nas salamandras? Estará longe o dia em que se possa trocar um órgão doente por outro saudável, produzido no laboratório?

Dia: 26-nov 09h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica - Anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 70

Inscrição Obrigatória


Capitão GPT

Põe à prova os teus conhecimentos em turismo

Neste jogo pedagógico, que inclui uma série de perguntas com múltiplas respostas, vais conhecer a atividade turística em Portugal e alguns projetos de investigação em turismo realizados na universidade.

Dia: 24-nov 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop, Exposição

Local: Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial - sala 10.1.11

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 40

Inscrição Obrigatória


Carro de Corrida Norma M20FC

Modestamente falando a equipa Torres Rally Team tem o enorme orgulho de poder contribuir com uma grande e prestigiante instituição, a Universidade de Aveiro. Embora saibamos que conhecemos os automóveis, temos a perfeita noção que estamos longe de saber tudo! Desta forma, o nosso desafio é estar ligado a pessoas, parceiros e instituições que busquem o conhecimento! Assim, errando, melhorando e aperfeiçoando (...) queremos estar com os melhores, mas nunca com os que sabem tudo! Julgamos que a humanidade tem evoluído com o pequeno contributo que cada indivíduo individualmente dá na sua área específica, o que em conjunto faz o todo que conhecemos hoje. Podemos dizer que não conhecemos ninguém ao longo da história que tenha contribuído sozinho de forma categórica, concludente e grandemente para a melhoria da sociedade. Conhecemos, sim, pessoas que melhoraram algo, seja na sua profissão, investigação, pessoalmente ou em sociedade, etc. Por tudo isto, a nossa equipa propôs à Universidade de Aveiro melhorar o conhecimento na área da competição automóvel, desafio que foi bem aceite pelos seus responsáveis. Assim sendo, o que a Torres Rally Team e a Universidade propõe aos seus alunos e professores é melhorar até onde for possível a performance própria deste nosso desporto, quer seja em velocidade de ponta, arranque, recuperação de rotações, no comportamento geral do carro (...) de modo a proporcionar que os nossos bólides sejam melhores! E no futuro, não sabemos se a própria Universidade partilhará os conhecimentos adquiridos com outras equipas e pilotos (nacionais ou estrangeiros). Salientamos que a atividade desportiva relacionada com o automóvel é bastante valorizada e até bem remunerada. No entanto, aconselhamos vivamente, que qualquer indivíduo não deverá escolher a profissão de uma vida, pura e simplesmente, pelo factor dinheiro mas pelo saber fazer e principalmente porque gosta da mesma! O dinheiro será apenas uma consequência. Texto de Carlos Torres, Director da Torres Rally Team

Nesta atividade os visitantes podem observar de muito perto um carro de corrida Norma M20FC, que entre outros troféus, concorre ao Campeonato Nacional de Montanha. Podem assim notar ao pormenor as diferenças destes carros no que respeita a materiais de construção, aerodinâmica, instrumentação, suspensões, motores, sensores, pneus… e assim perceberem como estes bólides podem atingir velocidades muito elevadas, nomeadamente em curva. Serão ainda apresentados detalhes da parceria entre a Torres Rally Team e a Universidade de Aveiro que tem, entre outros, os objetivos de melhorar e incrementar a panóplia de sistemas eletrónicos da referida viatura e dar oportunidade de alguns alunos da última poderem trabalhar num domínio de atividade tão entusiasmante quanto exclusiva.

Dia: 24-nov
Dia: 25-nov
Dia: 26-nov
Dia: 27-nov
Dia: 28-nov

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto, Exposição

Local: Junto ao Complexo Pedagógico, Científico e Tecnológico

Destinatários preferenciais: Público em Geral

Entrada Livre


Carros que falam

Apresentação e demonstração recorrendo a vídeos

Breve apresentação sobre o conteúdo da demonstração e de que forma os alunos podem interagir. Apresentação (interactiva) de um conjunto de experiências com comunicação entre veículos, mostrando alguns testes reais.

Dia: 24-nov 09h30, 10h15

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: IT - Instituto de Telecomunicações - Anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 40

Inscrição Obrigatória


Circo Matemático

Espetáculo de circo matemático com atividades lúdicas atrativas e variadas, todas de cariz matemático.

O Circo Matemático é tem por finalidade fomentar a curiosidade geral para a matemática mediante a realização de atividades lúdicas atrativas e variadas. O nome encerra em si o conceito que lhe subjaz, o de espalhar, de forma itinerante, o deslumbramento e o fascínio da matemática. A magia, o esplendor, a surpresa e o deslumbramento associados ao circo serão os meios a que o Circo Matemático recorrerá para exibir alguns efeitos matemáticos. Todas as atividades que estão incluídas ou que venham a fazer parte do reportório do Circo, têm cariz matemático e muitas delas estão associadas a problemas matemáticos que, apesar de motivarem experiências lúdicas, têm a ver com áreas bastante relevantes e complexas. O espetáculo destina-se a crianças dos 8 aos 88.

Dia: 24-nov 09h30

Duração: 1h15

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - Anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 230

Inscrição Obrigatória


Claro como água!

“Claro como água!” é uma peça de teatro para comunicar ciência, dirigida ao público em geral, maiores de 10 anos. É uma produção da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro, tendo como pano de fundo o “Ano Internacional da Cooperação pela Água ” (2013). Na peça aborda-se o tema Água de diversos pontos de vista do conhecimento: da Física, da Química, da Geologia, da Engenharia Ambiental e também da Língua Portuguesa.

Um conflito de gerações serve de pano de fundo a um discurso que (espelhando um assunto familiar a todos os públicos e num registo que se pretende cativante), se deixa perpassar pelo grande tema da Água – recurso natural e único (escasso e indispensável), com propriedades físicas e químicas que vão fluindo no palco.

Dia: 25-nov 12h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Auditório

Destinatários preferenciais: Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


Como serão as nossas praias daqui a 100 anos?...

A evolução da linha de costa e o papel da engenharia civil na procura de soluções para reduzir os problemas de erosão das praias

As zonas costeiras estão em permanente evolução, já que a relação entre o mar e as praias é dinâmica. Por vezes, a erosão que se verifica nas praias interfere com a ocupação humana ou com as suas atividades. Daí a necessidade de estudos sobre a evolução da linha de costa e sobre intervenções de defesa costeira.
A engenharia civil representa neste campo um papel importante, conhecendo o comportamento dos materiais, o tipo de ações e podendo também intervir ao nível do planeamento das frentes urbanas. Os estudos de engenharia civil nesta temática englobam assim os conhecimentos de hidráulica, geotecnia, planeamento, etc.

Dia: 26-nov 11h00

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Civil

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Competências digitais e o mundo do trabalho

Sessão sobre a importância de competências digitais para a empregabilidade

Apresentação das novas profissões do 3º milénio com sessão de esclarecimento sobre a importância de competências digitais para a empregabilidade.

Dia: 24-nov 10h00, 14h30

Duração: 90 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Filme

Local: Departamento de Educação - Sala C.3.27

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 50

Inscrição Obrigatória


Comunicações M2M

Sensores, Actuadores, Computadores na Cloud e aplicações móveis que comunicam sozinhas.

As nossas casas começam já a possuir alguma inteligência mas dentro do espírito maker podemos fazer muito melhor! Vamos ver como funcionam alguns equipamentos que habitualmente possuímos, como eles comunicam, como podem ser integrados de forma a aumentar a inteligência das nossas casas. Também vamos ver como é simples e barata a criação de soluções à medida de cada um. Vamos dar voz a todos os nossos equipamentos, peças de mobiliário, plantas e animais de estimação para que também tenham acesso às redes sociais, ou enviem SMS para os telemóveis.

Dia: 24-nov 15h00
Dia: 26-nov 10h30
Dia: 28-nov 15h00

Duração: 20 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: IT - Instituto de Telecomunicações

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Comunicações quânticas em fibras óticas

Desde os primórdios das civilizações que comunicamos e temos a necessidade de preservar a privacidade das comunicações. Os registos mais antigos de utilização das técnicas de ocultação de informação, a criptografia, remontam ao tempo dos Egípcios. Já na nossa era surge a mais famosa máquina de encriptação, a Enigma, utilizada pelo exército alemão durante a segunda guerra mundial e associada à derrota da Alemanha.

Nesta atividade vamos mostrar algumas das componentes chave para as comunicações atuais, como as fibras óticas e os lasers. Falamos, ainda, sobre a história das comunicações até aos dias de hoje e com experiências simples explicamos as diferenças entre as comunicações clássicas e quânticas. No final vamos perceber as potencialidades e vantagens das comunicações quânticas, o seu estado atual e os possíveis desenvolvimentos futuros.

Dia: 24-nov 14h00
Dia: 26-nov 14h00
Dia: 28-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Instituto de Telecomunicações - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 40

Inscrição Obrigatória


Comunicações Rádio e Transmissão de Energia sem Fios com Plataforma Arduino

Apresentação, desenvolvimento e demonstração de identificação por rádio frequência (RFID) usando a plataforma Arduino e apresentação, demonstração e demonstração de transmissão de energia sem fios (Wireless Power Transmission) utilizando Arduino para medição.

Esta atividade está internamente dividida em 2 subatividades que incluem: Comunicações Rádio e Transmissão de Energia sem Fios com Plataforma Arduino Nesta subatividade (1º grupo) será introduzida a plataforma Arduino que permite programação de alto nível (fácil entendimento) para demonstração de conceitos básicos de comunicações rádio (RFID) e transmissão de energia sem fios (WPT) para aplicações em futuras redes de sensores sem bateria. Os visitantes terão a oportunidade de “brincar” um pouco com as plataformas apresentadas e fazerem a sua própria programação muito básica para entendimento dos conceitos. Visita ao Edifício do IT - Aveiro e Apresentação de Projetos Referência Os visitantes (2º grupo) vão visitar as instalações do Edifício 2 do Instituto de Telecomunicações – Aveiro, mais especificamente o laboratório de rádio frequência onde será dado algum enfoque aos vários projetos que aí decorrem. Os visitantes (1º grupo e 2º grupo) trocam depois de subatividade.

Dia: 25-nov 10h30, 14h30
Dia: 26-nov 10h30, 14h30

Duração: 90 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto, Atelier/Workshop, Visita Guiada

Local: IT - Instituto de Telecomunicações - Edifício 2

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 16

Inscrição Obrigatória


Condução Autónoma

O Departamento de Eletrónica, Telecomunicações e Informática participa desde 2001 na prova de condução autónoma do Festival Nacional de Robótica, tendo alcançado o pódio em quase todas as participações. Nesta prova, um carro-robô deve autonomamente completar um percurso ao longo de uma pista fechada, que apresenta muitas semelhanças com a condução de um veículo numa estrada convencional. A pista possui a forma de um oito, um cruzamento no centro com passadeira, dois painéis sinaléticos (semáforos) e um túnel.

A condução autónoma é uma área que entronca na robótica autónoma e móvel. Nesta atividade apresenta-se o processo de construção (desde a mecânica até ao software) de um carro autónomo que compete na prova de condução autónoma do Festival Nacional de Robótica.

Dia: 28-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: Edifício de Comunicações Óticas, Rádio e Robótica, IEETA – IRIS LAB

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 45

Inscrição Obrigatória


Construção de um termóstato digital

A atividade será a construção da eletrónica de um dispositivo que mede a temperatura e liga/desliga a fonte de calor, controlando assim a temperatura.

No início da sessão haverá uma pequena explicação sobre o funcionamento dos equipamentos usados num laboratório de eletrónica e a forma de os manusear. Os componentes eletrónicos que serão usados serão brevemente apresentados assim como a forma de os ligar. De seguida os intervenientes implementarão o dispositivo seguindo um esquema previamente fornecido e farão todos os testes ao sistema final.

Dia: 25-nov 09h30

Duração: 3h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Contabilista por um dia

No jogo “Contabilista por um dia” vais criar e gerir a tua própria empresa num ambiente virtual!

A atividade “Contabilista por um dia” consiste num jogo de simulação empresarial onde cada aluno, inserido num grupo de 2 ou 3 elementos, assume o papel de contabilista. As tarefas propostas para cada grupo são as seguintes: A cada grupo é atribuído um determinado montante de dinheiro para a criação e desenvolvimento da sua atividade empresarial. Cabe ao grupo gerir e rentabilizar o dinheiro da melhor forma, para que no final do jogo obtenha o maior lucro possível. Cada grupo constitui uma empresa que perante uma lista exaustiva de fornecedores dos diferentes serviços e respetivos custos, terá que realizar transações no mercado e fazer o registo contabilístico e financeiro das mesmas. Todas as operações vão ser realizadas numa realidade fictícia, gerada em computador com software apropriado.

Dia: 25-nov 15h00, 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Instituto Superior de Contabilidade e Administração

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Conto com Ciência

O único requisito é não ter medo do escuro. E tu, serás capaz?

Este ano o PmatE convida-vos a participar no Conto com Ciência. Este atelier consiste na narração de um conto a partir do qual serão expostas e explicadas cientificamente várias situações do quotidiano que se enquadram em fenómenos físicos, químicos e biológicos relacionados com a luz. Desta feita, e como comemoração do Ano Internacional da Luz (2015), este atelier pretende explorar com os seus participantes alguns fenómenos e propriedades da luz, a sua importância para a Natureza e o seu papel na evolução tecnológica e aplicações no dia a dia. A equipa do PmatE procura que as atividades propostas sejam transversais, abrangendo conteúdos programáticos de diferentes áreas curriculares aliando a tecnologia às suas intervenções. Adaptadas aos diferentes ciclos de ensino, serão realizadas atividades na área da física e química sobre os temas: composição da luz, corpos luminosos e corpos iluminados, reflexão e refração da luz; da biologia, incidindo nos temas bioluminescência, fotossíntese e adaptação dos seres vivos às condições luminosas do meio ambiente e da matemática com atividades sobre ângulos no sistema sexagesimal e/ou sistema circular.

Dia: 24-nov 10h00, 11h15, 14h00, 15h15
Dia: 25-nov 10h00, 11h15, 14h00, 15h15
Dia: 26-nov 10h00, 11h15, 14h00, 15h15
Dia: 27-nov 10h00, 11h15, 14h00, 15h15
Dia: 28-nov 10h00, 11h15, 14h00, 15h15

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Matemática - Sala Sousa Pinto

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Conversão energética de biomassa florestal: um contributo para a economia e sustentabilidade energética de Portugal

A depleção de recursos energéticos de origem fóssil e os problemas de índole ambiental relacionados com a sua utilização, associados ao aumento do consumo de energia pela humanidade e ao seu impacto na economia, exigem uma consciencialização no sentido da utilização de recursos energéticos renováveis. Num país como Portugal, pobre em recursos energéticos de origem fóssil, e com uma economia bastante dependente deles, a necessidade de diversificação dos recursos energéticos e o aproveitamento de recursos endógenos e renováveis é de extrema importância para a economia do país. Neste contexto, a utilização da biomassa florestal para produção de energia térmica e elétrica coloca-se como uma de entre as várias opções que devem contribuir para o desenvolvimento de cenários energéticos mais sustentáveis. A utilização de biomassa residual para fins energéticos constitui também uma importante força motriz na perspetiva de uma gestão mais eficiente da floresta e da agricultura, e para o desenvolvimento industrial do país e respetiva criação de emprego, tal como se observa nas economias desenvolvidas de países Escandinavos. De facto, verifica-se que a adoção de soluções energéticas eficientes baseadas na biomassa fomentam o desenvolvimento de setores industriais e de serviços associados, e um correspondente nível elevado de conhecimento científico e tecnológico, conducentes ao respetivo desenvolvimento económico e competitividade. Em Portugal, esta opção poderá contribuir ainda para inverter a tendência de abandono para o qual têm sido remetidas a floresta e agricultura, setores fundamentais para o desenvolvimento económico e social do país, com as consequências que daí advêm para o ambiente, a sociedade e a economia.

Nesta atividade pretende-se dar a conhecer alguns tipos de biomassa florestal residual com potencial para produção de energia térmica e elétrica. Será efetuada a apresentação de alguns aspetos relacionados com a origem e principais caraterísticas da biomassa florestal, bem como alguns processos em que pode ser utilizada para produção de energia térmica e elétrica, e impactos ambientais associados. A atividade decorrerá num laboratório de processos termoquímicos existente no Departamento de Ambiente e Ordenamento, onde são realizados estudos de desenvolvimento tecnológico em colaboração com empresas do setor industrial no domínio da conversão energética de alguns tipos de biomassa florestal. Serão apresentadas algumas tecnologias utilizadas no Departamento de Ambiente e Ordenamento para estudar e desenvolver os processos conversão energética de biomassa, e os respetivos princípios de funcionamento.

Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Visita Guiada

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - Laboratório 40

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Cor, luz e matéria - a simplicidade dos complexos

Porque é que o nosso sangue é vermelho e o dos caracóis é azul? Porque que é que o rubi é vermelho e a esmeralda é verde? A resposta a estas e outras perguntas vai ser obtida nesta atividade experimental, em que, através da observação e da análise da estrutura de diferentes compostos, relevantes em termos da química da vida, se irá obter uma explicação para a cor que estes apresentam.

Nesta atividade experimental, os participantes irão preparar soluções de compostos de iões metálicos e observar a sua cor. A cor de uma substância está relacionada com a sua interação com a luz; a cor das soluções preparadas vai depender da sua composição, nomeadamente o ião metálico e o seu envolvimento químico. A cor das soluções de compostos de coordenação dos metais de transição vai ser observada visualmente e medida por espectrofotometria; será encontrada uma relação entre a cor observada e o espectro obtido. Os participantes vão verificar que a cor das soluções depende da natureza e do estado de oxidação do ião metálico, e dos átomos a que este ião está ligado. Esta experiência permitirá compreender, por exemplo, porque é verde a clorofila ou porque o nosso sangue é vermelho e o dos caranguejos azulado...

Dia: 26-nov 14h30

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Química - Laboratório de Química Física

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 24

Inscrição Obrigatória


Demonstração de sistemas embutidos

Apresentação de um conjunto de demonstrações na área de sistemas embutidos. Estas demonstrações têm por objetivo dar a conhecer a infraestrutura computacional subjacente aos sistemas embutidos, bem como alguns dos problemas que lhes estão associados

Esta atividade centrar-se-á na observação funcional de dois demonstradores, seguida de uma breve explicação da sua arquitetura interna e princípios de funcionamento. O primeiro destes demonstradores é um pequeno robô, com apenas duas rodas, que se autoequilibra (pode ser visto como uma versão reduzida de um Segway). Para além da observação do seu funcionamento, será apresentada a sua arquitetura interna, sensores, atuadores e princípios de controlo. Este robô possui alguns controlos que permitem experimentação De seguida, será apresentado um protótipo de um sistema de videovigilância, baseado no protocolo Ethernet tempo-real HaRTES. Este demonstrador contém 3 câmaras e é capaz de seguir automaticamente um dado objeto, dando automaticamente maior Qualidade de Serviço (QdS) à câmara em que o objeto é detetado. Este demonstrador possui uma interface de operador que permite controlo direto, possibilitando, assim, experimentação pela audiência.

Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto

Local: IT - Instituto de Telecomunicações - Edifício 1 - Sala 19.2.11

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


É sempre possível poupar!

E tu, tens vontade de poupar? Então, serás capaz!

Este ano o grupo de Literacia Financeira do PmatE convida-vos a participar na palestra/workshop – “É sempre possível poupar!”. Esta palestra consiste na apresentação de exemplos e dicas úteis acerca de como podemos poupar no dia a dia mesmo quando consideramos isso uma “missão impossível”. A poupança tem sido, ao longo dos últimos anos, um tema muito presente e que tem dado para repensar os consumos e os valores que tínhamos vindo a assumir anteriormente. Nesta interação pretende-se sensibilizar os participantes para o tema e colocá-los num processo de reflexão individual (devido à delicadeza do tema) sobre as opções do quotidiano. Será criado um momento de brainstorming onde todos serão convidados a partilhar as suas reflexões A equipa de Literacia Financeira do PmatE procura sempre adequar as atividades propostas, aos interesses dos participantes, tornando assim mais interessantes as suas intervenções. Nesta sessão pretendemos analisar e refletir sobre questões como: - É sempre possível poupar! - Quer mesmo poupar? - Eu preciso ou eu quero? - Felicidade vs dinheiro. - Análise dos descontos e campanhas promocionais. A sessão será organizada da seguinte forma: Contextualização do tema Poupança na Educação Financeira e conceitos associados. Análise e reflexão sobre as questões problemáticas e exploração de casos. Apresentação de exemplos práticos e dicas úteis. Considerações finais com reflexão individual e brainstorming.

Dia: 24-nov 10h00, 11h00
Dia: 25-nov 10h00, 11h00
Dia: 26-nov 10h00, 11h00
Dia: 27-nov 10h00, 11h00
Dia: 28-nov 10h00, 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop, Conversa/Palestra

Local: Livraria - Sala do Centro de Estudos de Jazz

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Eletrónica em Papel. Why not?

Criar circuitos eletrónicos, geralmente, é trabalhoso, demorado e caro, ou era, até desenvolverem uma impressora convencional que permite imprimir circuitos eletrónicos em vários tipos de materiais, como por exemplo o papel. Dessa maneira, a criação de protótipos torna-se extremamente rápida, flexível e acessível a qualquer pessoa.

O objetivo será fazer uma pequena exposição de circuitos eletrónicos feitos em papel convencional. Irão ser explicadas as diversas possibilidades de aplicação para esta tecnologia.

Dia: 26-nov 16h00

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Exposição

Local: Departamento de Eletrónica, Telecomunicações e Informática - Anfiteatro IV

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 50

Inscrição Obrigatória


Energia e ambiente: Os desafios do século XXI

Conversamos sobre o tema Energia e Ambiente

A compreensão do binómio energia ambiente é hoje essencial para apreender o significado do conceito de “desenvolvimento sustentável”. Neste âmbito, a questão do desenvolvimento sustentável e, em particular, a problemática das alterações climáticas são discutidas e são apresentados instrumentos de política ambiental.

Dia: 27-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto, Conversa/Palestra

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - sala 224

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Energia e Materiais

Estás preocupado com o consumo excessivo de energia? Queres saber como pode ser feita a captura e armazenamento de CO2? Gostavas de saber como são utilizadas as energias renováveis noutros países?

Nesta atividade vais ter a oportunidade de esclarecer com o professor Jorge Frade algumas das tuas dúvidas...

Dia: 28-nov 09h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica - Anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 70

Inscrição Obrigatória


Equilibrar o Equilíbrio

Com o passar dos anos o organismo humano suporta diversas alterações, quer a nível estrutural quer a nível funcional. O envelhecimento compromete as funções do sistema nervoso central responsáveis pelo equilíbrio postural. O aumento do risco de queda é uma das consequências destas alterações. À medida que envelhecemos, as quedas, enquanto acidente adverso, podem significar uma diminuição drástica na qualidade de vida. Assim, o envelhecimento bem-sucedido enquanto conceito emergente na sociedade atual, implica uma abordagem global, integrada e abrangente das diferentes condições de saúde associadas a este processo.

Com base nas baterias de Fullerton será elaborado um circuito com cinco etapas. Em cada etapa serão realizados exercícios de avaliação do equilíbrio, bem como exercícios que promovem o desequilíbrio (demonstrando artificialmente o que vai acontecendo no processo de envelhecimento).

Dia: 27-nov 10h00, 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Saúde - laboratório de gerontologia

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Era uma vez um grão de areia - Viagem no tempo ao litoral de Aveiro

Como surgiu a Ria de Aveiro? Qual o futuro das nossas praias?

No passado, entre Espinho e o Cabo Mondego, a costa apresentava uma configuração totalmente diferente da atual. Ao longo dos anos, devido a um lento processo de deposição de areias e consequente formação de cordões dunares, começou a surgir a Ria de Aveiro, bem como as praias tais como as conhecemos.
Hoje em dia, devido à ação humana e aos fenómenos decorrentes das alterações climáticas, como a subida do nível médio do mar, a Ria de Aveiro e as praias do litoral adjacente estão a sofrer alterações, sendo que estas praias correm mesmo o risco de desaparecer.
Os engenheiros civis são chamados a apresentar soluções para estes problemas, tendo-se dedicado e a estudar e a antecipar o futuro com recurso a modelos numéricos, de forma a conservar e proteger este património natural.

Dia: 25-nov 10h00

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Civil

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Esparguete à estrutuguesa

Uma série de desafios únicos envolvendo esparguete, criatividade e estruturas complexas...

Nesta atividade vais construir … estruturas em esparguete! Neste projeto da área da mecânica das estruturas, vais poder dar largas à tua imaginação para criar e colocar em prática diferentes soluções estruturais, num intervalo de tempo limitado. No final testamos as estruturas construídas e escolhemos a mais resistente, eficiente e criativa.

Dia: 26-nov 14h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto

Local: Departamento de Engenharia Mecânica - Sala 22.3.9

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Espetáculo da Física

Exposição interativa baseada em pequenas demonstrações de princípios físicos, explorando-se de forma lúdica e educativa os conteúdos apresentados.

A exposição interativa “O Espectáculo da Física” pretende reunir num só espaço a oportunidade de contacto com experiências de carácter científico e pedagógico que ajudem a compreender melhor os fenómenos naturais que são estudados pela Física. Através da manipulação de diversos equipamentos e materiais é possível experimentar os princípios da Física Aplicada num itinerário de jogos simples e estimulantes, pelos mais diversos campos da Física. Esta exposição tem como principais objetivos atrair e divertir os participantes e promover o estudo da física junto dos mais novos.

Dia: 24-nov 14h30, 15h30
Dia: 25-nov 10h00, 11h00, 14h30, 15h30
Dia: 27-nov 10h00, 11h00, 14h30, 15h30
Dia: 28-nov 10h00, 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Exposição

Local: Departamento de Física - átrio

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Eucleia

Jogo educativo de matemática para o 2.º Ciclo

Vem ajudar os guardiões de Eucleia a vencer a terrível ameaça que se abateu sobre os seus cidadãos. Para isso só é preciso que tragas boa disposição e engenho. Se és dos que não gosta de perder nem a feijões este é a atividade certa para ti!

Dia: 24-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Jogo

Local: Departamento de Matemática

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 28

Inscrição Obrigatória


Explorar o interior do corpo humano através da imagem médica

As modernas modalidades de imagem médica, através da utilização de diferentes técnicas, permitem explorar a anatomia e fisiologia do corpo humano de uma forma surpreendente! Vem navegar connosco no interior do corpo humano e descobre as potencialidades da imagem médica!

As modernas modalidades de imagem médica utilizadas para diagnóstico e investigação, particularmente a Tomografia Computorizada, a Ressonância Magnética e a Ecografia, permitem obter informação tridimensional (ou até tetra dimensional, se considerarmos a imagem dinâmica!) do corpo humano. Utilizando um software de processamento de imagem desenvolvido para o efeito, podemos visualizar os órgãos no interior do corpo e até “navegar” nas suas cavidades! A atividade proposta realiza-se no laboratório de processamento de imagem médica da Escola Superior de Saúde. Após uma breve introdução às modalidades imagiológicas, onde se explicará sucintamente com que tipo de equipamento e de que forma as imagens são obtidas, os participantes poderão utilizar o software de processamento de imagem disponível no laboratório (Syngo, Siemens) para descobrir os órgãos no corpo e o seu funcionamento.

Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 11h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - Sala 30B.2.12

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Faz a tua pasta dos dentes

Vem fazer a tua pasta dos dentes a partir de produtos naturais

A pasta de dentes que aqui produzimos utiliza apenas produtos naturais. É feita de plantas com caraterísticas adequadas para matar as bactérias que se alojam na nossa boca. Através de infusões, e utilizando óleos essenciais de algumas plantas, podemos tirar partido das suas propriedades que tratam e previnem as cáries. E nada melhor do que experimentar, à noite já em casa, a pasta de dentes feita no nosso laboratório com paredes de vidro.

Dia: 24-nov 10h00, 17h00
Dia: 25-nov 10h00, 17h00
Dia: 26-nov 10h00, 17h00
Dia: 27-nov 10h00, 17h00
Dia: 28-nov 10h00, 17h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Laboratório

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Física Viva

Física Viva é um espectáculo vivo de física do quotidiano

O Show de Física é uma atividade de palco, onde se realizam, de forma lúdica e divertida, diversas atividades laboratoriais. Trata-se de uma viagem ao mundo da física, que visita temas como ótica, termodinâmica, mecânica, eletricidade e magnetismo. Alguns participantes serão convidados a subir ao palco e colaborar nalguns desafios.

Dia: 28-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


Física Viva (alunos do 1º e 2º ciclo)

Física Viva é um espectáculo vivo de física do quotidiano

O Show de Física é uma atividade de palco, onde se realizam, de forma lúdica e divertida, diversas atividades laboratoriais. Trata-se de uma viagem ao mundo da física, que visita temas como ótica, termodinâmica, mecânica, eletricidade e magnetismo. Alguns participantes serão convidados a subir ao palco e colaborar nalguns desafios.

Dia: 28-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


FisLab

Visitas guiadas a laboratórios do Departamento de Física

Serão formados grupos para visitar os principais laboratórios e equipamentos de investigação (lasers, câmaras de vácuo, crióstatos, espectrómetros, etc.), sendo fornecida uma breve explicação sobre cada um, num ambiente informal e interativo. A atividade visa satisfazer/suscitar a curiosidade sobre os temas de investigação em curso no departamento, bem como mostrar as infraestruturas que o apoiam. Serão visitados laboratórios de áreas diferentes como a espectroscopia, crescimento de materiais amorfos e cristalinos, medidas elétricas e magnéticas, ótica, etc., chamando-se à atenção para a relação entre os assuntos estudados e os fenómenos do quotidiano. Os grupos visitarão os mesmos laboratórios de forma intercalada, de modo a proporcionar uma discussão posterior com referências comuns.

Dia: 24-nov 14h30
Dia: 25-nov 11h00, 14h30
Dia: 27-nov 11h00, 14h30
Dia: 28-nov 11h00(Esgotado)

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Visita Guiada

Local: Departamento de Física

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Geofísica, Ambiente e Água

Geofísica, Ambiente, Recursos e Água

Conversa aberta, apresentação de powerpoints, posters e equipamento

Dia: 27-nov 14h00, 15h00

Duração: 50 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra, Filme

Local: Departamento de Geociências - Sala 16.2.7

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 24

Inscrição Obrigatória


Hológrafo por um dia

Sessão experimental no Laboratório de Holografia da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro que dará a conhecer a técnica de registo holográfico de gravação a 3D com luz laser e permitirá construir um holograma.

O Laboratório de Holografia da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro abre as portas e convida os mais curiosos e destemidos a conhecerem o mundo dos hologramas. Os participantes irão trabalhar no laboratório, tornando-se “Hológrafos por um dia”. Nesta atividade será introduzida a teoria da holografia e explicada uma técnica de registo holográfico. Pretende-se que os participantes façam o seu próprio holograma durante uma sessão experimental, podendo para isso trazer pequenos objetos de metal.

Dia: 24-nov 14h00
Dia: 26-nov 14h00
Dia: 27-nov 14h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Laboratório de Holografia

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Implementação de sistemas de monitorização e controlo de um motor elétrico

Introdução aos sistemas de supervisão e controlo de processos industrias

A atividade permitirá aos alunos terem um primeiro contacto com um software de supervisão e controle de processos industriais utilizado no meio empresarial. Terá início com uma pequena apresentação de contextualização que inclui uma demonstração prática da monitorização e controlo de processos industrias tais com uma linha de maquinação ou tratamentos de águas. Em seguida, os alunos serão solicitados a definir um algoritmo para colocar um motor elétrico em funcionamento. Pretende-se que os alunos consigam fazer um programa para a o funcionamento do motor assim como inserir pequenas alterações de modo a introduzirem novas funcionalidades ao modo de funcionamento do motor.

Dia: 28-nov 09h30

Duração: 3h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Jardim dos insetobos

Temos robôs que pintam, que seguem a luz, que se desviam de objetos, que se movimentam em qualquer direção, que falam português, que apanham caixotes e até um que parece um verdadeiro Ginasta Olímpico.

A interacção com os amigos dos insetobos (insetos robôs) leva à descoberta de diversas capacidades que se conseguem com robôs. Pintar flores, “conversar” com os guardas do jardim dos insetobos e apanhar caixotes e colocá-los na reciclagem são algumas das habilidades destes robôs. A aventura vai com certeza entusiasmar os mais pequenos.

Dia: 24-nov 10h00, 12h00
Dia: 25-nov 10h00, 12h00
Dia: 26-nov 10h00, 12h00
Dia: 27-nov 10h00, 12h00
Dia: 28-nov 10h00, 12h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Sala Sítio dos Robôs

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Jardins de Sal do Atlântico

Fica a conhecer o papel do sal ao longo da história e a sua produção de forma artesanal em salinas tradicionais.

Com a ajuda da "Sal-e", uma maleta pedagógica, vamos poder, de forma lúdica, ficar a saber um pouco mais sobre o sal, as salinas, a flora e a fauna dos espaços salineiros que fazem parte da rota “SAL TRADICIONAL – Rota do Atlântico”. Um conjunto de jogos e atividades experimentais vão permitir conhecer como se fabrica o sal, as formas das salinas e como se cuidam delas, as ferramentas de trabalho dos marnotos / salineiros, a linguagem do sal, as caraterísticas das plantas e os animais que vivem nestes espaços.

Dia: 26-nov 10h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Visita Guiada

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - sala 218

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Jogos Combinatórios

Jogos de estratégia para pré-universitários

Se gostas de jogar e tens bom raciocínio combinatório, esta é uma actividade a não perderes. Contamos contigo!

Dia: 26-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Jogo

Local: Departamento de Matemática

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Jogos Matemáticos

Com matemática também se joga!

A sala dos jogos matemáticos abrange todas as idades. Através do raciocínio matemático implícito, jogar estes jogos implica o desenvolvimento de conhecimentos, aprendizagens e destrezas que se constroem quando se joga. Depois de uma introdução geral às estratégias de cada jogo e consoante a faixa etária, os grupos (são jogos de 2 jogadores) podem começar a jogar! O Semáforo e o Amazonas são dirigidos a jovens e crianças a partir dos 8 anos. O Hex e o Ouri dirigem-se a idades a partir dos 12 anos. O Go é um jogo para jovens e adultos acima dos 14 anos. Finalmente, o Pontos e Quadrados é dirigido a crianças com idades entre os 5 e os 8 anos. A duração de cada jogo é variável.

Dia: 24-nov 10h00, 15h00
Dia: 25-nov 10h00, 15h00
Dia: 26-nov 10h00, 15h00
Dia: 27-nov 10h00, 15h00
Dia: 28-nov 10h00, 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Jogo

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro -Sala de Jogos Matemáticos

Destinatários preferenciais: Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Linha de montagem de aviões

Vamos simular a operação de uma linha de montagem de aviões de papel e melhorar o seu funcionamento em colaboração com os alunos do Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial da UA.

Será implantada, em sala de aula, uma linha de montagem de aviões de papel, com a colaboração dos alunos do Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial (no âmbito da UC de Simulação Aplicada). Os participantes serão operadores da linha, controladores de qualidade e membros do departamento de medição do trabalho. Far-se-ão duas simulações: 1) trabalho não organizado em lógica push 2) introdução de pequenas alterações no funcionamento da linha em lógica pull. Serão observados e registados os principais impactos decorrentes das alterações introduzidas no funcionamento da linha, em termos de gestão das operações. Os participantes serão convidados a sugerir melhorias para o funcionamento da linha.

Dia: 24-nov 14h00, 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial - Sala 10.3.2

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 8

Inscrição Obrigatória


Mãos na massa

Exposição interativa composta por numerosos módulos, envolvendo diversas áreas da ciência

A exposição interativa “Mãos na Massa” integra um conjunto de, aproximadamente, trinta módulos envolvendo várias áreas da ciência. Entre os módulos interativos que integram esta exposição, incluímos fenómenos e descobertas científicas relevantes para a sociedade, bem como equipamentos tecnológicos atuais, que muitas vezes utilizamos no nosso dia-a-dia sem nos apercebermos da sua importância. Pode presenciar-se a Mecânica das Rodas Dentadas através de um sistema de desmultiplicação de forças, observar as leis de ótica através do manuseamento de um Labirinto Ótico, entre muitos outros módulos interessantes. O visitante ao longo da exposição é estimulado a interagir com os módulos, de forma a assimilar autonomamente os fenómenos científicos apresentados!

Dia: 24-nov 10h00, 11h00, 12h00, 13h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 25-nov 10h00, 11h00, 12h00, 13h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 26-nov 10h00, 11h00, 12h00, 13h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 27-nov 10h00, 11h00, 12h00, 13h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 28-nov 10h00, 11h00, 12h00, 13h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Exposição

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Sala Mãos na Massa

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 28

Inscrição Obrigatória


Método de resolução de problemas

Descobre as diferentes fases para resolveres pequenos problemas do dia-a-dia

Vamos falar sobre os padrões de resolução dos problemas mais comuns (impulsivo, evidente e reflexivo) e das diversas fases do método de resolução de problemas reflexivos. Coloca o teu problema e nós ajudamos-te a aplicar o método de resolução de problemas.

Dia: 27-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Reitoria - Sala do Senado

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 100

Inscrição Obrigatória


Microscopia, microanálise e difracção de raio-x nas tecnologias

Desvendamos materiais que revolucionam as comunicações, as energias sustentáveis e a saúde

Nesta atividade de microscopia eletrónica e microanálise vamos analisar amostras de materiais usadas em diversas tecnologias (fibras óticas, iluminação, eletrónica, energias renováveis, biomateriais) e ainda explicar como utilizamos os Raios-X no estudo de materiais.

Dia: 25-nov 09h30
Dia: 27-nov 09h30

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica - Anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Minerais: experimentar e conhecer para utilizar

Sabes porque os minerais têm cores tão diferentes? E porque pequenas amostras de certos minerais são mais pesadas que amostras grandes de outros minerais? Sabias que há minerais fluorescentes? Porque são tão procurados e caros os diamantes? Alguns minerais são até capazes de produzir energia! Sabes quais? Fazes ideia da quantidade e quais os tipos de minerais que estão presentes na tua casa? E que há minerais capazes de cortar rocha? Qual foi um dos primeiros minerais a ser utilizado pelo Homem e qual a razão para isso acontecer?

Os minerais são substâncias naturais, que dependendo da sua composição e das condições em que se formaram na Terra, apresentam propriedades que foram decisivas na construção da história da humanidade, desde a pré-história até à atualidade. Nesta atividade vais perceber as diferentes propriedades dos minerais, comparar as diferenças que existem entre eles e as suas caraterísticas.
Este é o desafio que te propomos: vem conhecer os minerais e as suas propriedades, e perceber porque são tão importantes na nossa vida! Estudar minerais não é partir pedra, mas também te vamos propor esse desafio…

Dia: 25-nov 09h30, 10h30, 14h30, 15h30
Dia: 28-nov 09h30, 10h30, 14h30, 15h30

Duração: 50 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Exposição

Local: Departamento de Geociências - sala 16.2.14

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Modelação e maquinação de uma peça recorrendo à tecnologia de fabricação CAD/CAM

Desenho do componente em computador usando o software Inventor, seguida da simulação da maquinação e produção do programa de maquinação no software PowerMill, e posterior maquinação num centro de maquinação vertical com comando numérico.

A atividade será constituída pelas fases seguintes: primeiro os participantes desenham e modelam uma peça em computador, com o auxílio do software Inventor; em seguida transferem a peça modelada para o software PowerMill, onde simulam o processo de maquinação a partir do qual é gerado o respetivo programa de maquinação; por último, é realizada a fabricação da peça no centro de maquinação vertical. Entretanto, os participantes para perceberem os princípios de simulação e operação das ferramentas utilizadas recebem formação básica sobre o software Inventor, PoweMill e sobre a operação do próprio centro de maquinação.

Dia: 26-nov 09h30, 14h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Moléculas “sensíveis” aos problemas ambientais

Fazes ideia dos tipos de resíduos que ameaçam a nossa vida e o nosso planeta? Haverá forma de os monitorizar ou mesmo reduzir?

Como sabes, o aumento da população mundial leva à necessidade de uma maior produção de energia e alimentos, que nas atuais práticas conduz a um aumento dos resíduos poluentes. Fazes ideia dos tipos de resíduos que ameaçam a nossa vida e o nosso planeta? Haverá forma de os monitorizar/reduzir? Sabias que dentro dos presentes poluentes no meio ambiente os aniões provocam sérios desequilíbrios nos ecossistemas? Já ouviste falar de chuvas ácidas e dos estragos que provocam na agricultura ou mesmo nos monumentos? Se o ambiente é um assunto que te interessa vem descobrir como os investigadores da Universidade de Aveiro planeiam desenvolver novas moléculas para funcionarem como (quimios) sensores. Estas e outras descobertas serão alvo de discussão, mostrando que é possível quantificar e limpar/remover vários desses poluentes existentes em meios contaminados.

Dia: 25-nov 10h00, 16h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Complexo Pedagógico - Anfiteatro 23.1.7

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 90

Inscrição Obrigatória


Moléculas fotoexcitáveis versus fotossensíveis

Sabias que combinando moléculas fotoexcitáveis (fotoativas), luz visível e oxigénio podemos tratar inúmeras doenças?

A luz tem-se mostrado bastante útil no tratamento de vários cancros, da degeneração macular da retina relacionada com a idade, do acne, assim como na eliminação de microrganismos multirresistentes aos atuais antibióticos. Estas e muitas outras curiosidades serão apresentadas e explicadas na rubrica “Moléculas fotoexcitáveis versus fotossensíveis”, que o Investigador João Tomé e o seu grupo, do Departamento de Química da Universidade de Aveiro, prepararam para ti. Serão exibidas: colunas de cromatografia com vários fotossensibilizadores (moléculas fotoativas); placas 96-poços com teste MTT em células cancerígenas; lâminas com células cancerígenas e placas com microrganismos antes e depois de irradiadas; montagens utilizadas nos ensaios de terapia de cancro e eliminação de microrganismos; slides com imagens antes e depois de tratamentos; imagens de microscopia confocal de células cancerígenas e microbianas; fontes de irradiação, nomeadamente de fibra ótica e LEDs com diferentes luzes (branca, vermelha, azul); experiências para visualização da produção de oxigénio singleto (a espécie citotóxica, mas bastante segura!); experiências com nanoparticulas magnéticas fotoactivas, evidenciando as suas propriedades biológicas e magnéticas, nomeadamente sob agitação e filtração por ação de um campo magnético. Esta atividade poderá ser complementada com a participação na palestra “Terapia Fotodinâmica – A fotomedicina no tratamento do cancro e infeções”.

Dia: 26-nov 15h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Complexo Pedagógico - Anfiteatro 23.1.6

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 90

Inscrição Obrigatória


Na tacinha das natas

História com ciência que, a partir de um enredo ficcionado, desperta a curiosidade e o interesse por conceitos básicos de ciência que a seguir se exploram num momento prático.

- Oh, nnnnnãããããooooo! E agora?! Curiosas, à espreita de um piquenique, duas rãs caíram sem querer na mais apetitosa das taças de natas! - Mexe, mexe; agita, agita; estica e encolhe; saltita, saltita, sem nunca parar!— repetiam uma para a outra, para saírem. Até que… Uffff! - Salvas pela ciência por trás dos glóbulos de gordura!

Dia: 24-nov 11h00
Dia: 26-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Na Barriga do Caracol

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Nanocoisas engenhosas para um futuro melhor

Nesta sessão de cerca de 45 minutos, os participantes terão a oportunidade de se inteirarem da aplicação de nanotecnologia em produtos de setores industriais tais como: automóvel, aeronáutica, marítimo, ambiente, energia, medicina, entre outros. A aplicabilidade e benefícios serão abordados, assim como aspetos de segurança humana e ambiental.

Nanotecnologia é um termo que já está perfeitamente incorporado na terminologia de qualquer um de nós. A indústria e o mercado têm vindo a introduzir nos seus produtos as vantagens competitivas desta tecnologia, sendo que já são poucos os produtos que nos rodeiam que não utilizem nanopartículas, nanomateriais ou nanofluídos (nano-coisas!...). Hum… Ai sim?... Então, onde é que estão essas nano-coisas? E, são seguras? Nesta sessão de cerca de 45 minutos, os participantes terão a oportunidade de conversar sobre o que é nanotecnologia, nanoengenharia, aplicações atuais e aplicações potenciais futuras, para além de abordar aspetos de segurança, para as pessoas e para o meio ambiente, da utilização de nanotecnologia. Serão apresentados casos práticos de utilização de nanotecnologia na área automóvel, aeronáutica, marítima, ambiente, energia, medicina, entre outras.

Dia: 26-nov 16h00

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Mecânica - Sala 22.3.9

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Nanotecnologias: Grandes coisas a partir de um pequeno mundo!

Tal como os homens as tecnologias não se medem aos palmos.

É o caso das Nanotecnologias que constroem e utilizam materiais, dispositivos e máquinas à escala do nanómetro. E um nanómetro é um bilionésimo de um metro, ou seja, 1000000000 de vezes mais pequeno do que 1 metro, é mesmo pequeno… Mas assim sendo como é que as Nanotecnologias irão resolver alguns dos problemas do mundo? Energia limpa, materiais mais leves e duráveis, dispositivos médicos e medicamentos para detetar e tratar doenças com menos efeitos colaterais…?

Dia: 24-nov 09h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica - Anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 70

Inscrição Obrigatória


O ecossistema florestal: evolução, potencialidades e ameaças

Vamos falar um pouco sobre as nossas florestas...

Segundo dados do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, as florestas representam 31% da cobertura terrestre do planeta, servindo de abrigo para 300 milhões de pessoas de todo o mundo e, ainda, garantindo, de forma direta, a sobrevivência de 1,6 biliões de seres humanos e 80% da biodiversidade terrestre. A floresta atual resulta de um longo processo evolutivo de milhões de anos, marcado por alterações climáticas, pela evolução genética e pela ação modeladora/destruidora do Homem. Este, desde que apareceu há cerca de 1 milhão de anos, foi o principal agente das grandes transformações em extensão e composição que sofreram os espaços florestais primitivos. Desde a Laurissilva, floresta do Terciário que ocupava toda a área da bacia do Mediterrâneo, Sul da Europa e Norte de África e que quase desapareceu com a última glaciação, à floresta dos nossos dias, houve sempre uma ligação muito estreita, entre a História dos Homens e a História das Florestas. Em Portugal, a evolução do ecossistema florestal tem seguido nos últimos milhares de anos um padrão comum em todo o Mediterrâneo, com a destruição da floresta autóctone por fogos frequentes destinados a favorecer o pastoreio, com a utilização dos melhores solos para a cultura de cereais, e com o uso do material lenhoso para combustível e para a construção. O importante património natural que este ecossistema integra, tem sofrido constantes pressões e ameaças que conduzem à sua progressiva degradação e destruição. É urgente alertar e sensibilizar para a necessidade de proteger e salvaguardar o nosso valioso, mas infelizmente vulnerável património florestal.

Dia: 26-nov 15h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial - sala 10.1.6

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 60

Inscrição Obrigatória


O que é um herbário, a sua importância e como se faz

Um herbário é formado basicamente por amostras de plantas devidamente conservadas e organizadas para estudos científicos e pode albergar coleções dos vários grupos vegetais, preparados e preservados de acordo com as características de cada um. Através dessas coleções, podem ser obtidas informações a respeito da morfologia, sistemática, distribuição geográfica, habitat e utilidade das plantas, que são a base para a realização de qualquer trabalho na área da Botânica.

Esta visita permitirá ao visitante ficar com uma noção da importância de um Herbário e conhecer todas as etapas pelas quais passa o material vegetal até ser inserido na coleção. Desde a colheita, passando pela secagem, etiquetagem, desinfestação, montagem, todos estes passos serão explicados. Serão abordados temas como o estudo da flora, vamos falar da flora espontânea em Portugal e da flora introduzida. O que são plantas invasoras e quais os prejuízos causados pelas mesmas. O que são os Estudos de Impacte Ambiental e qual a sua relação com o Herbário Os visitantes farão uma consulta ao Herbário, para perceberem a disposição do material vegetal.

Dia: 24-nov 15h00
Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Visita Guiada

Local: Departamento de Biologia - Herbário

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Oficina de robôs NXT

Vem construir, programar e competir com um robô!

Construir um robô e escrever a programação do robô. Essas são tarefas que parecem apenas acessíveis a engenheiros ou técnicos altamente especializados. Mas aqui, crianças, jovens, adultos e idosos têm a possibilidade de o fazer e satisfazer a curiosidade. Recorrer à capacidade inventiva é obrigatório na resolução dos desafios colocados.

Dia: 24-nov 11h00
Dia: 25-nov 11h00
Dia: 26-nov 11h00
Dia: 27-nov 11h00
Dia: 28-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Sala Oficina de Robôs

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Os ensaios de resistência ao fogo

Vem conhecer o Laboratório de Estruturas e Resistência ao Fogo (LERF)

O Laboratório, que está equipado com um forno vertical com 3,10 m x 3,10 m de abertura livre, é capaz de realizar ensaios normalizados de resistência ao fogo de acordo com a regulamentação europeia em vigor. Para além da investigação experimental no domínio da Resistência ao Fogo, este Laboratório, único no país, permite determinar a resistência ao fogo de acordo com as funções desempenhadas pelos elementos de construção, nomeadamente, suporte de cargas (critério R), estanqueidade a chamas e gases quentes (critério E) ou isolamento térmico (critério I). Alguns dos exemplos da determinação desta resistência ao fogo são os ensaios realizados a portas corta-fogo.

Dia: 24-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Visita Guiada

Local: Departamento de Engenharia Civil - Laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Paleontologia Visual - os "riscos" de uma ciência

O que são os fósseis? Como se formam? Que animais ou plantas estiveram na base da sua formação? Como eram em vida? São a estas e muitas outras perguntas que os palestrantes irão procurar dar resposta, de forma amplamente ilustrada e sustentada pelas ilustrações que surgem do génio dos ilustradores científicos e da sabedoria dos paleontólogos, que juntos e em equipa, dão novos corpos a quem já deixou de existir à muitos milhões de anos atrás.

Este ciclo de palestras conta com a participação de vários profissionais, entre ilustradores, paleontólogos e editores que lidam no dia a dia com a chamada Paleontologia Visual, isto é, a ilustração paleontológica, verdadeiro complemento — e por vezes suplemento — do discurso científico paleontológico. Através das conversas dos convidados, profusamente apoiadas nas muitas imagens de invertebrados e vertebrados desenhadas, serão contadas peripécias, aventuras e muitas outras histórias que tornam a vida destes profissionais tão preenchida e colorida — muitas das vezes fazendo relembrar as descobertas do mítico “Indiana Jones” ou as aventuras narradas no Jurassic Park. Nestas palestras, a rainha das conversas será a “paleoarte” e a paleontologia, que está na sua origem.
PROGRAMA
14h00-14h40 Ilustração Paleontológica, Paleontologia e o Apóstolo São Tomé - ver para crer...
Mestre Fernando Correia, dbio/UA, Diretor LIC, Coordenador CFIC
14h45-15h25 Vislumbres de um passado remoto: A ilustração científica em Paleontologia
Prof. Dr. Carlos Marques da Silva, Paleontólogo, FC/UL
15h30-16h10 O lugar da ilustração científica/paleontológica nos jornais
Dr.ª Teresa Firmino/Editora Ciência Jornal Público
16h20 Encerramento

Dia: 28-nov 14h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Reitoria - sala de atos

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 100

Inscrição Obrigatória


Pequenos exploradores no Jardim da Ciência

Como posso elevar-me com menos esforço? Que espécies posso encontrar no ambiente estuarino da costa da região de Aveiro? Por que é que a minha imagem aparece deformada? Os pequenos exploradores do Jardim da Ciência são desafiados a encontrar respostas a estas e a outras perguntas experimentando diversos módulos interativos.

No Jardim da Ciência, os pequenos exploradores poderão explorar os módulos interativos dos três circuitos temáticos: Forças e Movimento (ex. alavancas e roldanas); Água (ex. ambiente estuarino); e Luz (ex. espelhos planos e curvos e prisma de água). No espaço “Oficina dos desafios” os pequenos exploradores poderão ainda construir, testar e explorar o funcionamento de dispositivos, maquetas e mecanismos. Durante a visita ao Jardim da Ciência, pretende-se despertar o gosto, a curiosidade, o questionamento sobre temas de ciências, através do envolvimento ativo das crianças na sua missão exploradora do Jardim da Ciência.

Dia: 26-nov 14h00
Dia: 27-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Visita Guiada

Local: Jardim da Ciência

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 26

Inscrição Obrigatória


Produtos Naturais e a Saúde

As plantas ao serviço da saúde

A medicina tradicional baseia-se nas propriedades farmacológicas de compostos existentes na constituição das plantas. A descoberta da estrutura desses compostos levou ao desenvolvimento de compostos semelhantes que são os princípios ativos de muitos medicamentos. Nesta atividade vamos apresentar alguns exemplos de compostos naturais e explicar como o trabalho do investigador pode contribuir para a descoberta de novos fármacos.

Dia: 25-nov 10h30
Dia: 27-nov 15h30

Duração: 60 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Mecânica - Anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 60

Inscrição Obrigatória


Programação de um jogo de computador

Construir um jogo de computador com recurso a uma ferramenta, Scratch, que permite programar sem recorrer a uma linguagem formal de programação.

Faz-se uma apresentação geral do Scratch, após o que se propõe aos alunos o desenvolvimento de um jogo simples onde os docentes explicam, de forma interativa, as características da ferramenta fornecendo pistas e sugestões para ultrapassar as dificuldades que vão surgindo aos alunos.

Dia: 26-nov 14h30

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda - Laboratório 5.1.28

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 26

Inscrição Obrigatória


Promover a interdisciplinaridade

Métodos gráficos que utilizam palavras-chave para abordar conteúdos interdisciplinares, relacionando conceitos com diferentes origens de modo apelativo.

A inter-relação entre duas ou mais disciplinas de maneira clara e útil para a compreensão de alguns assuntos, embora fortemente desejável é, de um modo geral, difícil de conseguir. Quer os alunos quer os docentes têm muitas vezes dificuldades de vária ordem na utilização de conceitos / conhecimentos provenientes de outra(s) disciplina(s) / área(s). A aprendizagem e os conhecimentos adquiridos são como que colocados em compartimentos estanques, o que além da pouca flexibilidade na sua utilização imediata e da dificuldade em os relacionar, também leva à “incredulidade” da verdadeira utilidade, num futuro mais ou menos próximo, da aprendizagem, quase que “forçada”, de muitos desses conhecimentos. Assim, a construção de esquematizações que promovam a interdisciplinaridade e que sejam em simultâneo visualmente apelativos e motivantes, apresenta-se-nos como podendo ser de grande utilidade na implementação da “transferência” de conhecimentos entre diferentes disciplinas, as quais, à primeira vista, pouco terão em comum. Serão dados exemplos variados, que se espera sejam também visualmente interessantes, de algumas destas esquematizações. Num ambiente de comunicação oral informal, serão apresentados alguns exemplos de “esquematizações interdisciplinares”, sob a forma de “slides” em Power Point, sobre assuntos claramente interdisciplinares, a partir dos quais, em diálogo aberto com a assistência, será: discutido o modo de os construir, usando técnicas hoje em dia comuns em publicidade; feita a análise da relação entre os conteúdos de cada slide / exemplo; feita, para cada slide / exemplo, a contextualização dos assuntos / temas no âmbito do(s) programa(s) da(s) disciplina(s) envolvidas.

Dia: 28-nov 11h30

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Civil - Sala 28.01.10

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Professores do Ensino Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Psicologia em ação no laboratório

Abrimos as portas do Psylab - Laboratório de Psicologia Experimental e Aplicada da UA. Visita-nos!!

Visita o PsyLab e fica a conhecer os diferentes espaços do laboratório: o NeuroLab (dedicado a investigação em neurociências cognitivas), o OlfactionLab (estuda olfacto e processos emocionais associados), Evo-CogLab (que investiga processos psicológicos básicos, especialmente o estudo da memória), Sleep & ChronoLab (estuda a área da cronopsicologia e o sono) e o StressLab (investiga os sintomas e fatores de gestão do stress)

Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto, Visita Guiada

Local: Departamento de Educação - Sala C.2.53

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 40

Inscrição Obrigatória


Quando os fósseis ganham vida - Exposição de Paleoarte e Fósseis

Como eram os dinossauros? Ou os Pterossauros? Ou as Trilobites? Nada melhor que visitar a Exposição de Paleoarte e Fósseis “Quando os fósseis ganham vida” para poder apreciar alguns daqueles extraordinários animais que, apesar de já não existirem, ainda “vivem” na arte e ciência dos “paleoartistas” ou nos vários tipos de fósseis — alguns de grandes dimensões, como o crânio de um Triceratops, outros mais diminutos, com as Trilobites — que também vais poder observar.

A exposição conta com vários módulos temáticos que compõem um interessante e diversificado percurso expositivo. Nela poderás ver desde as pequenas trilobites de Valongo a outras maiores de Arouca (da coleção particular de Carlos Dias), bem como outros invertebrados fossilizados. Poderás, ainda, ver vários modelos ao tamanho real de dinossauros, alguns dos quais portugueses e oriundos da Lourinhã.
Convidamos-te ainda a apreciar magníficas ilustrações de “paleoilustradores” de todo o mundo que participaram na primeira edição do Concurso Internacional de Ilustração Paleontológica (organizado em 2011 pelo Laboratório de Ilustração Científica do Dep. de Biologia da Universidade de Aveiro e o Dep. de Geologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil), bem como outras obras do biólogo e ilustrador Fernando Correia e de vários alunos do Curso de Formação em Ilustração Científica. Da observação de vários pendões e bandas de grandes dimensões poderás ainda aprender como se faz ilustração paleontológica e se reconstitui, de forma científica, um dinossauro a partir apenas do esqueleto restaurado com os elementos fósseis escavados.

Dia: 24-nov
Dia: 25-nov
Dia: 26-nov
Dia: 27-nov
Dia: 28-nov

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Exposição

Local: Reitoria

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

Entrada Livre


Quando os fósseis ganham vida - visita guiada à exposição e palestra

O que são os fósseis? Como se formam? Que animais ou plantas estiveram na base da sua formação? Como eram em vida?
São a estas e muitas outras perguntas que os visitantes irão poder ver respondidas, junto com várias histórias e peripécias, numa conversa informal com o paleontólogo Octávio Mateus e o biólogo/ilustrador científico, Fernando Correia, aquando da inauguração oficial da Exposição “Quando os fósseis ganham vida”. A esta segue-se uma palestra de Octávio Mateus “Olhando para o passado” a decorrer entre as 14h30 e as 15h30.

Esta visita e palestra conta com a participação especial de um dos paleontólogos portugueses mais ativos e que lida no dia a dia com os trabalhos de campo e laboratório de Paleontologia e, ainda, a chamada Paleontologia Visual. Através de uma conversa informal com este convidado e Fernando Correia, apoiada no discurso expositivo da exposição “Quando os fósseis ganham vida”, serão contadas peripécias, aventuras e muitas outras histórias que tornam esta ciência tão atraente. Finda a visita guiada, termina-se a conversa com uma palestra do Paleontólogo, cujo sugestivo título “olhando o passado” ilustra os mistérios que aí vão ser contados…

Dia: 24-nov 14h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Visita Guiada

Local: Reitoria

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 100

Inscrição Obrigatória


Química por tabela 2.0 (alunos do 1.º e 2.º ciclo)

Uma sequência de transformações químicas proporciona um espetáculo apelativo, que procura fazer a ligação constante com a química que nos rodeia no quotidiano.

“Química por Tabela” é uma actividade da Fábrica criada com base no trabalho de Paulo Claro e Brian Goodfellow do Departamento de Química da Universidade de Aveiro.

Dia: 24-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


Química por tabela 2.0 (alunos do 3.º ciclo e ensino secundário)

Uma sequência de transformações químicas proporciona um espetáculo apelativo, que procura fazer a ligação constante com a química que nos rodeia no quotidiano

Dia: 24-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


Reci...quê?

O que fazes ao lixo que produzes todos os dias? Um ecomosqueteiro vai levar-te pelos caminhos alternativos que o lixo pode ter, depois de ser abandonado por ti. Sim, TU és DETERMINANTE no destino do TEU lixo!

Nesta atividade vamos perceber a importância da separação do lixo no nosso quotidiano. Quais as várias opções atualmente disponíveis para tratar o lixo (resíduos urbanos).

Dia: 26-nov 11h00, 12h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - sala 224

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Reconstrução 3D e Realidade Virtual

Apresentação de trabalhos na área de reconstrução 3D de ambientes reais a partir de dados laser assim como alguns projetos na área de visualização em ambientes de realidade virtual.

Durante esta palestra serão apresentados diversos resultados no campo da Reconstrução Tridimensional de ambientes reais existentes (edifícios, salas, ...) a partir de dados medidos com laser e fotografias digitais assim como alguns resultados de visualização 3D em ambientes de realidade virtual.

Dia: 26-nov 14h00

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: IEETA - Instituto de Engenharia Electrónica e Telemática de Aveiro - Anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 60

Inscrição Obrigatória


Recursos minerais: do interior da Terra até à nossa casa!

Sabias que a maioria das matérias-primas que usas no dia a dia são recursos minerais? Sabias que cada pessoa vai utilizar cerca de 1500 toneladas de recursos minerais durante a sua vida? Tens ideia de quantas explorações mineiras são necessárias para produzir um simples telemóvel? Sabias que para obteres umas simples 5 gr de ouro é necessário moer cerca de 1 tonelada de rocha? Sabias que gestos tão simples como acender uma lâmpada só são possíveis porque existem explorações mineiras? Não te parece que só por esta breve apresentação as Geociências oferecem um mundo de oportunidades de estudo e de trabalho? De facto, as geociências não são só partir pedra… São muito mais do que isso. Vão desde a prospeção, descoberta e exploração de matérias-primas energéticas, metálicas e não metálicas, à remediação ambiental, ao ordenamento do território e até ao seu contributo na saúde (geomedicina).

Pretende-se com esta atividade dar a conhecer aos participantes o ciclo de geoquímico dos recursos minerais, desde a sua génese, passando pela sua exploração e o seu impacte no ambiente, e às aplicações no quotidiano em materiais tão simples como uma pasta dentífrica até equipamentos de alta tecnologia. Nesta atividade serão utilizados vários modelos ilustrativos que visam mostrar o ciclo dos recursos minerais, nomeadamente, minerais metálicos. Num primeiro ponto serão explicados os processos envolvidos na concentração e formação de depósitos minerais, seguindo-se depois uma demonstração de como é feita a prospeção e a exploração desde a superfície até grandes profundidades. Serão ainda apresentados alguns exemplos relacionados com os impactes ambientais associados com as explorações mineiras, assim como de medidas aplicadas na recuperação ambiental das áreas minerais. Num último ponto serão apresentadas aplicações dos diferentes recursos minerais em diversos materiais do nosso quotidiano ou mesmo em materiais de alta tecnologia.

Dia: 24-nov 11h00, 14h30
Dia: 26-nov 11h00, 14h30

Duração: 50 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Exposição

Local: Departamento de Geociências - Sala 16.2.14

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Robótica Móvel, autónoma e cooperativa

Apresentação das atividades de robótica autónoma desenvolvidas no Laboratório de Robótica da Universidade de Aveiro.

A robótica móvel, autónoma e cooperativa é uma das muitas vertentes em que as aplicações robóticas podem ser divididas. Aborda a temática de criação de modelos que permitam que múltiplas plataformas robóticas possam estabelecer mecanismos de comunicação e decisão que possibilitem e desenvolvam, em conjunto, sub-tarefas que permitam atingir um fim comum.

Dia: 26-nov 11h00, 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto, Conversa/Palestra

Local: Edifício de Comunicações Óticas, Rádio e Robótica, IEETA – IRIS LAB

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 50

Inscrição Obrigatória


Rochas e minerais – como os vemos normalmente e como se revelam à escala microscópica

Nesta atividade os participantes são convidados a observarem minerais e rochas, quer à escala que nos é permitida pelos nossos sentidos quer à escala microscópica. Partindo destas observações, discutir-se-à as pistas que elas nos dão para a reconstituição de acontecimentos da história da Terra.

Os participantes serão convidados a: (a) observar diferentes amostras de mão (b) observar ao microscópio lâminas delgadas dessas mesmas rochas (c) deduzir diferenças e semelhanças (d) colocar hipóteses sobre a génese dessas rochas.

Dia: 26-nov 15h00, 16h00

Duração: 50 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Exposição

Local: Departamento de Geociências - Salas 16.2.13.1 e 16.2.17

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Saber em gel

Vem fazer gomas, falar sobre proteínas, açúcares e muitas outras coisas.

As gomas têm tanta ciência! Antes da derradeira prova poderemos ficar a saber diferenciar um gel e o que quer dizer gelificação.

Dia: 24-nov 11h00, 16h00
Dia: 25-nov 11h00, 16h00
Dia: 26-nov 11h00, 16h00
Dia: 27-nov 11h00, 16h00
Dia: 28-nov 11h00, 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - A Cozinha é um Laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Saúde em Movimento - Avaliação da postura

Avaliação da postura

Sensibilizar para a importância de uma postura correta e avaliar a postura de forma objetiva.

Dia: 25-nov 12h00

Duração: 60 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - Sala 30B.2.10

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 16

Inscrição Obrigatória


Saúde em Movimento - capacidade de realização de exercício físico

A capacidade de realização de exercício físico

Avaliação da capacidade de realização de exercícios e concretização de testes de avaliação das funcionalidades e teste submáximos de avaliação cardiorrespiratória. Avaliação da sua condição cardio-respiratória. Espera-se a realização de alguns testes de campo e de exercícios que permitiram às pessoas sair da ESSUA com uma ideia mais clara de: a. como estão os seus pulmões e de que forma a sua condição cardio-respiratória está a influenciar a sua condição física.

Dia: 25-nov 14h00

Duração: 60 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - Sala 30B.1.36

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 16

Inscrição Obrigatória


Será que o ar que respiramos está limpo?

Esta atividade pretende alertar para o problema da poluição do ar e para os seus impactes na saúde humana.

O Laboratório Móvel da Qualidade do Ar estará instalado na UA para monitorizar a qualidade do ar que se respira no Campus Universitário. Esta atividade pretende introduzir o conceito da qualidade do ar, dar a conhecer os equipamentos de monitorização utilizados, os instrumentos legislativos europeus e nacionais que regulam a qualidade do ar e ainda, alertar para o impacto da poluição do ar na saúde humana.

Dia: 24-nov 10h00
Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Visita Guiada

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - Unidade móvel de monotorização da qualidade do ar

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Show da Física

O Show de Física é uma atividade de palco envolvendo a apresentação de diversas experiências. Trata-se de uma viagem ao mundo da física, que visita temas como ótica, termodinâmica, mecânica, eletricidade e magnetismo

O Show de Física apresenta um variado número de ideias e teorias importantes da história da física num ambiente não formal e divertido. Os estudantes poderão assistir a um show de palco, onde se irão realizar interessantes experiências e colocar questões e desafios relacionados com variados temas, tais como: luz, cor, queda de corpos, ilusões, explosões, faíscas e levitação. Alguns estudantes serão convidados para subir ao palco e participar em alguns desafios ou ajudar em experiências como elemento integrante.

Dia: 26-nov 15h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Reitoria - auditório

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 450

Inscrição Obrigatória


Show da Física (alunos do 1.º, 2.º e 3.º ciclo)

O Show de Física é uma atividade de palco envolvendo a apresentação de diversas experiências. Trata-se de uma viagem ao mundo da física, que visita temas como ótica, termodinâmica, mecânica, eletricidade e magnetismo

O Show de Física apresenta um variado número de ideias e teorias importantes da história da física num ambiente não formal e divertido. Os estudantes poderão assistir a um show de palco, onde se irão realizar interessantes experiências e colocar questões e desafios relacionados com variados temas, tais como: luz, cor, queda de corpos, ilusões, explosões, faíscas e levitação. Alguns estudantes serão convidados para subir ao palco e participar em alguns desafios ou ajudar em experiências como elemento integrante.

Dia: 26-nov 11h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Reitoria - auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 450

Inscrição Obrigatória


Sítio dos Robôs

Uma viagem com as Rodas da Robótica pelo mundo dos robôs autónomos e móveis: como observam o mundo, como se deslocam e como se estabelecem os seus comportamentos, isto é, como funcionam!

O anfitrião de serviço chama-se "Zé Rodas", um experiente robô da era pós-Micro-Rato que nos guia pelas Rodas da Robótica e que nos deixa trocar-lhe os "nervos" e assim fazê-lo reagir de formas diferentes!Há ainda aspiradores, animóides, humanóides e outras criaturas. Uma exposição interactiva sobre robótica autónoma e móvel.

Dia: 24-nov 16h00
Dia: 25-nov 16h00
Dia: 26-nov 16h00
Dia: 27-nov 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Sítio dos Robôs

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Tecnologia Automóvel

Compreendender um dos produtos mais complexos do nosso quotidiano, o automóvel...

Com esta sessão pretende‐se introduzir alguns princípios de tecnologia automóvel, dando ênfase aos aspetos construtivos do automóvel, a noções de potência e transmissão assim como de novas tecnologias. Procurar‐se‐á também mostrar a interligação da tecnologia automóvel com diversos campos de conhecimento, nomeadamente com a física, engenharia e design. A sessão contará com espaços de exposição de conteúdos teóricos, de exercícios teórico‐práticos e experimentação.

Dia: 27-nov 14h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Mecânica - Auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Terapia Fotodinâmica - A fotomedicina no tratamento do cancro e infeções

A Luz no tratamento de várias enfermidades! Parece-te estranho?

A Terapia Fotodinâmica (PDT) é uma metodologia clínica emergente utilizada no tratamento e diagnóstico de vários cancros, nomeadamente da pele e cavidades, como por exemplo esófago e bexiga. É também usada com bastante sucesso no tratamento da degeneração macular da retina relacionada com a idade, bem como no tratamento da acne.
A Luz no tratamento de várias enfermidades! Parece-te estranho? Breve retrospetiva histórica, presente e um possível futuro melhor! Aparece e ficarás a conhecer os mais recentes e reconhecidos agentes fotoativos desenvolvidos na Universidade de Aveiro para o tratamento de cancro da bexiga e eliminação de microrganismos multirresistentes aos atuais antibióticos. Demonstração e explicação breve de algumas das experiências em destaque na atividade experimental (Moléculas fotoexcitáveis versus fotossensíveis)!

Dia: 26-nov 14h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Complexo Pedagógico - Anfiteatro 23.1.6

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 90

Inscrição Obrigatória


Tertúlia Desporto Automóvel em Portugal

Gasolina? Borracha queimada? Emoções ao rubro? Bem-vindo ao mundo dos Desportos Motorizados!

Uma tertúlia em que estarão presentes pilotos conceituados de variados ramos do desporto automóvel e comentadores desportivos de relevo no panorama nacional. A tertúlia será complementada com a exposição de alguns veículos de competição (e não só...), bem como a presença de algumas entidades relevantes, e ainda de um simulador de corridas profissional.

Dia: 26-nov 15h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Exposição

Local: Complexo Pedagógico, Científico e Tecnológico - 23.1.5

Destinatários preferenciais: Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 190

Inscrição Obrigatória


Uma viagem ao mundo das espumas

Vem conhecer o mundo espetacular das espumas, desde a espuma de cerveja até às espumas leves de polímero, de metal, de vidro e de cerâmico, desenvolvidas pelo homem para aplicações em engenharia.

Uma conversa com apoio a vídeos, filmes e amostras, acompanhada ainda, com pequenas experiências (demonstrações) sobre as espumas (fabrico & propriedades). Vem conhecer o mundo espectacular das espumas, desde a espuma de cerveja até às espumas leves de polímero, de metal, de vidro e de cerâmico, desenvolvidas pelo homem para aplicações em engenharia. Terás a oportunidade de veres como se obtém, quais as suas propriedades que fazem delas, um dos materiais que mais interesse tem suscitado na comunidade científica e na indústria (ex. química, biomédica, aeroespacial, automóvel e construção civil), e onde estão já a ser usadas. Nesta viagem fantástica terás a oportunidade de tê-las nas tuas mãos.

Dia: 27-nov 09h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Mecânica - Auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Uma viagem experimental pelo design de produto

Como funcionam os produtos que utilizamos no nosso quotidiano? Quais as fases necessárias para desenvolver um produto? Durante quanto tempo? Quais as áreas de saber e as competências envolvidas?

Num percurso interativo, os visitantes ficarão a conhecer as diferentes fases do processo de desenvolvimento de um produto, desde o seu desenho até ao protótipo final, passando pela digitalização de peças e pela realidade virtual. Os visitantes vão ainda descobrir algumas das mais recentes tecnologias disponíveis na ESAN, tais como: Modelação 3D; Digitalização 3D; Fabrico aditivo (Impressão 3D); Realidade virtual 3D imersiva em tempo real; Robótica; Tecnologias de processamento de materiais metálicos, poliméricos e compósitos.

Dia: 26-nov 14h30

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Visita Guiada

Local: Escola Superior Aveiro Norte

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 45

Inscrição Obrigatória


Vamos descobrir vulcões extintos e as placas tectónicas no fundo do mar

A superfície do nosso Planeta Terra é dinâmica e surpreende-nos diariamente com sismos e erupções vulcânicas. Parte da explicação reside na existência das placas tectónicas que cobrem a superfície terrestre e estão em constante movimento. Existem vários tipos de fronteiras de placas tectónicas, e uma das mais fascinantes é a fronteira convergente. Nestas, a crusta oceânica que se forma nas cristas médias oceânicas, é devolvida ao interior da Terra em suturas, formadas por fossas de grandes dimensões, num processo que se chama subducção. Nesta sessão vamos descobrir os vários tipos de fronteiras de placas tectónicas e falar em especial na zona de subducção Izu-Bonin-Mariana, no Oceano Pacífico, onde em 2014, cientistas de todo o mundo participaram em 3 expedições do International Ocean Discovery Program. Nestas expedições foram perfuradas as rochas do fundo do mar que testemunham a atividade vulcânica desta zona de subducção durante os últimos 50 milhões de anos da história do Planeta Terra.

A sessão começa com a introdução ao tema das Placas Tectónicas. Serão formados grupos de trabalho com 8 alunos, cada um dos quais receberá 4 mapas mundiais e uma folha de papel vegetal. Cada mapa mundial tem informação sobre evidências geológicas que foram medidas na Terra ao longo de vários anos e por diversos cientistas: Geocronologia, Sismologia, Vulcanologia e Batimetria. Os grupos vão analisar e interpretar a informação de cada um dos quatro mapas, de modo a conseguirem esboçar e classificar as fronteiras das Placas Tectónicas. Em seguida, vamos falar sobre a zona de subducção Izu-Bonin-Mariana (no Oceano Pacífico) e a cientista portuguesa que participou numa das expedições do International Ocean Discovery Program, onde foram perfuradas as rochas do fundo do mar desta zona de subdução, vai contar na primeira pessoa como foi a vida e o trabalho a bordo do navio JOIDES Resolution durante os dois meses em que se desenrolou a expedição.

Dia: 25-nov 11h30
Dia: 27-nov 11h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto, Filme

Local: Departamento de Geociências - Sala 16.3.4

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 24

Inscrição Obrigatória


Vem medir o barulho que fazes!!!!

Todos os dias fazemos barulho: a brincar na escola, a desembrulhar rebuçados, a tocar num tambor, a comer pipocas no cinema, a fazer birras, a bater palmas, a estalar os dedos, a festejar o golo de Portugal… Ou será ruído? Vem descobrir!

A atividade tem como objetivo relacionar o conceito de ruído, com a saúde e o bem-estar, através da identificação do ruído produzido nas ações do dia-a-dia. Mas será que todos os ruídos são iguais? Os participantes serão desafiados a emitir ruído através de atividades simples. Todo o ruído produzido será medido por um sonómetro para determinar os diferentes níveis atingidos. Os alunos serão então convidados a identificar qual dos ruídos lhes pareceu atingir o maior valor e qual os incomoda mais. Depois em contraponto ir-se-à medir o silêncio.

Dia: 25-nov 10h00, 11h00
Dia: 28-nov 10h00, 11h00

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: IDAD - Instituto do Ambiente e Desenvolvimento

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


WEBMAT: manipulando através das TIC

Pretende-se nesta atividade explorar a WEBMAT – Materiais Manipuláveis (www.webmat.org), plataforma de acesso gratuito que permite o desenvolvimento de tarefas na área da matemática. A WEBMAT pode ser utilizada tanto por docentes como por alunos, essencialmente, do pré-escolar e do primeiro ciclo. As tarefas construídas têm por base os materiais manipuláveis, tais como: blocos lógicos, cuisenaire, blocos geométricos, poliminós, azulejos coloridos, geoplano e tangram. Os tópicos matemáticos explorados no desenvolvimento das tarefas são definidos pelo utilizador, que poderá guardar as suas tarefas online, permitindo-lhe aceder às mesmas com facilidade e em qualquer lugar.

O uso de materiais manipuláveis é indispensável ao ensino e aprendizagem da Matemática, porque envolve os alunos ativamente, respeita as diferenças individuais, beneficia o ritmo particular de aprendizagem, aumenta a motivação e é um óptimo instrumento de avaliação. A maneira como os alunos manuseiam o próprio material, as questões que colocam, as reflexões que manifestam, as conclusões que apresentam, exprimem o seu grau de desenvolvimento e oferecem pistas ao Educador/Professor para intervir, no momento oportuno. São os materiais, suportes de aprendizagem, que permitem envolver os alunos em etapas fundamentais na construção sólida das bases matemáticas. No contacto direto com o material, as crianças agem e comunicam simultaneamente, adquirindo o vocabulário fundamental, associando uma ação real a uma expressão verbal, traduzindo uma experiência que é sua. Pretende-se neste workshop explorar, essencialmente, o material manipulável cuisenaire através da WEBMAT. O Cuisenaire é um material estruturado com aplicação em múltiplas situações de sala de aula. É de fácil manipulação pelas crianças e ao mesmo tempo é sugestivo e alegre, devido às suas diversas cores. Baseia-se num sistema de relação entre cores e comprimentos e, é composto por um conjunto de barras coloridas, cujo comprimento varia de um a dez centímetros e a cada comprimento está associada uma cor e um valor. Enquadramento teórico: Como surgiu Em que consiste o Cuisenaire Como explorar o Cuisenaire Funcionalidades da WEBMAT Propostas de trabalho: Construção livre de figuras Construção orientada de figuras Operações elementares: adição, subtração, multiplicação e divisão (exata e não exata) Sequências e padrões Transformações geométricas

Dia: 25-nov 18h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Educação - lem@TIC

Destinatários preferenciais: Professores e Educadores

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


ZooMat

Jogo educativo de matemática para o 1.º Ciclo

Gostas de jogos de tabuleiro? Então esta é a actividade que não vais querer perder… Dados, puzzles … enigmas… tudo isto num só jogo! Vem divertir-te com o Geometrix! Esperamos por ti!

Dia: 28-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Jogo

Local: Departamento de Matemática

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 28

Inscrição Obrigatória


imprimir
Apoios da Semana Aberta da Ciência e Tecnologia