Programa completo para impressão

Programa em constante atualização

A Bancada Móvel de Ciências vai as estações

A Bancada Móvel de Ciências permite a realização de várias atividades experimentais num ambiente não formal. Os participantes são convidados a encontrar explicações científicas acerca de alguns fenómenos do quotidiano.

Durante esta atividade os participantes terão oportunidade de realizar algumas atividades experimentais de impacto visual considerável, com recurso a materiais de uso comum e de fácil aquisição. Assim, pretende-se que qualquer pessoa, independentemente da sua idade ou do nível de escolaridade em ciências, seja capaz de realizar as experiências e de explicar alguns fenómenos do dia a dia.

Duração: 45 min

Tipo de atividade:

Local: Estação de Porto São Bento e Estação de Aveiro

Destinatários preferenciais:


A biologia e a química no tratamento de águas residuais...

As águas residuais são uma consequência inevitável de diversas atividades humanas (doméstica, industrial, comercial, agrícola, etc.) e quando lançadas no meio ambiente podem provocar graves problemas de desequilíbrio nos ecossistemas naturais. Para minorar esses problemas existem várias opções de tratamento. Nas situações mais comuns, um sistema completo de tratamento de águas residuais envolve operações físicas e processos químicos e biológicos. Esta atividade pretende ilustrar alguns aspetos do tratamento de águas residuais por técnicas físico-químicas e por processos biológicos. Os participantes poderão realizar ou observar uma pequena experiência laboratorial de tratamento de uma água residual industrial por um processo físico-químico. Poderão também observar o funcionamento de reatores biológicos no tratamento de águas residuais bem como observar ao microscópio a variedade de microrganismos que se desenvolvem nesses reatores.

A atividade será composta por duas partes: 1 - Realização de experiência de tratamento físico-químico de uma água residual industrial, semelhante a um dos processos que ocorrem nas ETARs. Será seguido um protocolo simples em que a determinados volumes de água residual são adicionadas, sob agitação, pequenas quantidades de produtos químicos (coagulante e floculante). Após um período de repouso observa-se a formação de flocos e a sedimentação. O resultado é um sobrenadante límpido com um aspeto muito diferente da água residual inicial. 2 – Visita guiada para observação do funcionamento de reatores biológicos laboratoriais utilizados para tratamento de águas residuais e recolha de amostras para observação ao microscópio. Nestes sistemas a água residual poluída é alimentada ao reator, no interior do qual os microrganismos decompõem a matéria orgânica para se alimentarem, resultando numa corrente líquida de saída com concentração de poluentes reduzida. Num reator biológico serão colhidas amostras que permitirão observar ao microscópio a variedade de microrganismos presentes no sistema.

Dia: 25-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - laboratório C

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 8

Inscrição Obrigatória


A cor dos metais - luz e calor

Como foram identificados os elementos que formam as estrelas? E os compostos recentemente descobertos em Marte (percloratos) que parecem demonstrar a existência de água neste planeta? A resposta pode ser resumida numa palavra- espectroscopia. Esta técnica vai ser usada para observar a cor de elementos quando aquecidos a temperaturas elevadas ou de soluções de sais quando absorvem luz.

Nesta atividade experimental os participantes poderão ver dois dos processos responsáveis pela cor de algumas substâncias: a emissão de luz após a absorção de calor por alguns elementos e a cor que resulta da absorção de uma parte da luz branca. Estes processos fundamentais têm aplicações tão diversas como a identificação dos elementos que constituem as estrelas ou a quantificação de lítio no sangue ou de sódio numa água. Os participantes irão preparar soluções de sais de diferentes elementos para verificarem que quando aquecidos a temperaturas elevadas, os elementos são atomizados e os eletrões dos átomos ocupam níveis de energia superiores à energia do nível fundamental; quando regressam ao estado fundamental emitem luz que pode ou não ser visível, dependendo do elemento. Quanto maior a concentração da solução, maior o número de átomos e mais intensa será a emissão de luz.

Dia: 25-nov 14h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Química - laboratório de química analítica 15.3.42

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


À descoberta de vulcões extintos e as placas tectónicas no fundo do mar

A superfície do Planeta Terra é dinâmica e surpreende-nos diariamente com sismos e erupções vulcânicas. Este dinamismo deve-se em parte à existência de placas tectónicas que cobrem a superfície terrestre e estão em constante movimento. Existem vários tipos de fronteiras de placas tectónicas, e uma das mais fascinantes é a fronteira convergente. Nestas, a crusta oceânica que se forma nas cristas médias oceânicas, é devolvida ao interior da Terra em suturas, formadas por fossas de grandes dimensões, num processo que se chama subducção. Nesta atividade vamos descobrir os vários tipos de fronteiras de placas tectónicas e falar em especial da zona de subducção Izu-Bonin-Mariana, no Oceano Pacífico, onde em 2014, cientistas de todo o mundo participaram em 3 expedições do International Ocean Discovery Program. Nestas expedições foram perfuradas as rochas do fundo do mar que testemunham a atividade vulcânica desta zona de subducção durante os últimos 50 milhões de anos da história do Planeta Terra.

A atividade começa com a introdução ao tema das Placas Tectónicas. Serão formados grupos de trabalho com um máximo de 8 alunos, cada um dos quais receberá 4 mapas mundiais e uma folha de papel vegetal. Cada mapa mundial tem informação sobre evidências geológicas que foram medidas na Terra ao longo de vários anos e por diversos cientistas: Geocronologia, Sismologia, Vulcanologia e Batimetria. Os grupos vão analisar e interpretar a informação de cada um dos quatro mapas, de modo a conseguirem esboçar e classificar as fronteiras das Placas Tectónicas. Em seguida, vamos falar sobre a zona de subducção Izu-Bonin-Mariana (no Oceano Pacífico) e a cientista portuguesa que participou numa das expedições do International Ocean Discovery Program, onde foram perfuradas as rochas do fundo do mar desta zona de subdução, vai contar na primeira pessoa como foi a vida e o trabalho a bordo do navio JOIDES Resolution durante os dois meses em que se desenrolou a expedição.

Dia: 27-nov 11h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto, Filme

Local: Departamento de Geociências - sala 16.3.4

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 24

Inscrição Obrigatória


À descoberta dos minerais: experimentar e conhecer para utilizar

Os minerais são substâncias naturais, que dependendo da sua composição e das condições em que se formaram na Terra, apresentam propriedades que foram decisivas na construção da história da humanidade, desde a pré-história até à atualidade. Sabes porque os minerais têm cores tão diferentes? E porque pequenas amostras de certos minerais são mais pesadas que amostras grandes de outros minerais? Sabias que há minerais fluorescentes? Porque são tão procurados e caros os diamantes? Alguns minerais são até capazes de produzir energia! Sabes quais? Fazes ideia da quantidade e quais os tipos de minerais que estão presentes na tua casa? E que há minerais capazes de cortar rocha? Qual foi um dos primeiros minerais a ser utilizado pelo Homem e qual a razão para isso acontecer? Este é o desafio que te propomos: vem conhecer os minerais e as suas propriedades, e perceber porque são tão importantes na nossa vida! Estudar minerais não é partir pedra, mas também te vamos propor esse desafio…

A atividade que se propõe tem como objetivo testar as diferentes propriedades físicas e químicas dos minerais e contextualizar a importância destas propriedades na sua aplicação, quer em contexto histórico, quer na fabricação de objetos comuns do nosso quotidiano. Assim, de forma experimental e com auxílio de monitores, os participantes vão testar por eles próprios as diferentes propriedades dos minerais, comparar as diferenças que existem entre os diferentes minerais e como podem servir para fazermos a sua identificação. Através de sucessivas etapas vão ser desafiados a interpretar porque têm diferentes cores os minerais, a proveniência (etimologia) dos nomes, porque têm diferentes densidades, quais as características que lhe permitiram diferentes usos, entre outros características de especial interesse ou particularidade. No final serão ainda convidados a visitarem a exposição de minerais do departamento que conta com exemplares de várias regiões do mundo.

Dia: 23-nov 11h00, 14h30
Dia: 25-nov 11h00, 14h30

Duração: 50 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Exposição

Local: Departamento de Geociências - sala 16.2.14

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


A difração de raios-X ao serviço da investigação criminal

Foi encontrado, na bagageira de um automóvel, um animal premiado dado como desaparecido pelo seu dono. Sem outras pistas que possam indicar quem levou a cabo o cativeiro e onde ficou preso o animal, a análise de amostras arenosas encontradas no carro poderá identificar o local do cativeiro. Como? Venham descobrir connosco!

Com a atividade pretende-se, através da preparação física de amostras (moagem) e posterior análise das mesmas por Raios X para identificação dos seus constituintes minerais, localizar o local de cativeiro e, assim, contribuir para desvendar o crime.

Dia: 23-nov 10h00
Dia: 24-nov 10h00
Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Geociências - sala 16.1.6 e sala 16.3.43

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 8

Inscrição Obrigatória


A história de um lançamento - 1º ciclo

História com ciência que, a partir de um enredo ficcionado, desperta a curiosidade e o interesse por conceitos básicos de ciência que a seguir se exploram num momento prático.

Um dia a Maria zangou-se com os adultos, fez mira a uma casa no espaço, preparou a sua estadia com rigor científico e começou: 10, 9, 8… Aquela contagem que se faz quando coisas importantes vão acontecer, como o lançamento de foguetões: 2, 1, ZÉRÔÔÔ! E assim experimentou, muito divertida, a 3ª Lei de Newton!

Dia: 23-nov 14h00
Dia: 24-nov 14h00
Dia: 25-nov 14h00
Dia: 26-nov 14h00
Dia: 27-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Na barriga do caracol

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


A história de um lançamento - pré-escolar

História com ciência que, a partir de um enredo ficcionado, desperta a curiosidade e o interesse por conceitos básicos de ciência que a seguir se exploram num momento prático.

Um dia a Maria zangou-se com os adultos, fez mira a uma casa no espaço, preparou a sua estadia com rigor científico e começou: 10, 9, 8… Aquela contagem que se faz quando coisas importantes vão acontecer, como o lançamento de foguetões: 2, 1, ZÉRÔÔÔ! E assim experimentou, muito divertida, a 3ª Lei de Newton!

Dia: 23-nov 10h00
Dia: 24-nov 10h00
Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - na barriga do caracol

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


A magia da ótica

Quando falamos em ótica falamos essencialmente de luz. A luz está presente em todos os aspetos das nossas vidas e podemos dizer até que é um fator essencial à nossa existência. Sabem porque se forma o arco-íris? E porque é que precisamos de óculos especiais para ver um filme em 3D? Estas são apenas algumas das perguntas que podem ver respondidas nesta atividade.

No Ano Internacional da Luz, a Associação de Ótica da Universidade de Aveiro associa-se à Semana da Ciência e Tecnologia, pretendendo explicar de forma simples e intuitiva muitos dos conceitos físicos subjacentes ao conceito de luz e que estão por detrás das tecnologias óticas tão frequentemente usadas pela nossa sociedade.

Dia: 23-nov 17h00
Dia: 24-nov 14h00, 16h00
Dia: 25-nov 17h00
Dia: 26-nov 16h00
Dia: 27-nov 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop, Conversa/Palestra, Espetáculo/Teatro

Local: Instituto de Telecomunicações - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 95

Inscrição Obrigatória


A resistência ao fogo dos edifícios

Vem conhecer o Laboratório de Estruturas e Resistência ao Fogo (LERF)

O laboratório está equipado com um forno vertical com 3,10 m x 3,10 m de abertura livre, capaz de realizar ensaios de resistência ao fogo de acordo com a regulamentação Europeia em vigor. Para além da investigação experimental no domínio da Resistência ao Fogo, este Laboratório, único no país, serve a Indústria nacional, permite determinar a resistência ao fogo de acordo com as funções desempenhadas pelos elementos de construção, nomeadamente, suporte de cargas (critério R), estanquidade a chamas e gases quentes (critério E) ou isolamento térmico (critério I). Um exemplo da necessidade da determinação desta resistência ao fogo são os ensaios a portas corta-fogo.

Dia: 23-nov 14h30
Dia: 24-nov 14h30
Dia: 25-nov 14h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Civil

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Afinal, para que serve um túnel de vento?

O vento desempenha um papel cada vez mais preponderante nas nossas vidas, desde fonte de energia a mecanismo de purificação do ar que respiramos. Em muitas aplicações, é fundamental percebermos os efeitos do vento sobre todo o tipo de objetos. Para estudarmos estes efeitos, é muito frequente utilizarmos um túnel de vento.

A atividade inicia-se com uma curta introdução aos túneis de vento, os tipos de ensaios neles realizados e alguns dos equipamentos de medição utilizados. De seguida, analisaremos o contributo do vento para diferentes aplicações através de alguns ensaios aerodinâmicos em túnel de vento. Pretende-se que no final da atividade os participantes compreendam a grande utilidade dos túneis de vento e seu contributo para inúmeras aplicações com que nos deparamos no nosso quotidiano, especialmente na forma como o vento atua na dispersão de poluentes à escala urbana e a importância dos ensaios em túneis de vento para nos ajudar a perceber como diferentes escoamentos e geometrias podem afetar a qualidade do ar.

Dia: 25-nov 10h00, 11h00, 12h00, 14h00

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Visita Guiada

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - laboratório túnel de vento

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Amor natura – exposição de fotografia

A natureza é a maior das forças. Unificadora, pacificadora, pedagoga. Enquanto privilegiados testemunhos da sua incomensurável beleza, nem sempre nos permitimos senti-la, admirá-la, respirá-la. Enquanto humanidade, nem sempre a respeitamos, sendo paradoxalmente ela quem nos alimenta, quem nos dá a vida.

Amor Natura é uma coleção de 40 fotografias de pessoas num cenário natural (floresta, dunas, lagoa, etc.), cada foto vem acompanhada de um testemunho escrito pela pessoa retratada, sobre como o contacto com a natureza mudou a sua perceção sobre os valores naturais, ou a sua própria vida. Este projeto pretende promover o contacto com a natureza e partilhar atitudes positivas perante os valores naturais. Esta exposição é organizada por Milene Matos, investigadora da UA e vencedora do Prémio Internacional Terre de Femmes, instituído pela Fundação Yves Rocher. A exposição conta com a colaboração do fotógrafo Bernardo Conde.

Dia: 23-nov 09h00>20h00
Dia: 24-nov 09h00>20h00
Dia: 25-nov 09h00>20h00
Dia: 26-nov 09h00>20h00
Dia: 27-nov 09h00>20h00

Tipo de atividade: Exposição

Local: Reitoria - átrio

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

Entrada Livre


Análise de alimentos – é necessário tratamento prévio das amostras?

A análise de alimentos requer um tratamento prévio das amostras que é diferente para amostras diferentes, tal como água e peixe. Nesta atividade poderás ficar a saber porque é diferente o tratamento e como o podes fazer.

A atividade decorrerá no laboratório de preparação química do Laboratório Central de Análises. Esta atividade tem como objetivo demonstrar aos alunos como é efetuado o tratamento de diferentes tipos de amostras para posterior análise química. As amostras que utilizaremos para fazer a demonstração são amostras de água destinada ao consumo humano, amostras de solos onde se produzem diversos tipos de alimentos e amostras de peixes. Primeiramente será apresentado o tratamento que é necessário efetuar a amostras líquidas. Irá efetuar-se uma demonstração da metodologia de amostragem de águas, seguido do método de preparação de amostras de água destinada ao consumo humano. Após esta abordagem, passaremos a demonstrar o tratamento que é necessário efetuar a amostras sólidas. Far-se-à uma breve demonstração de como executar uma amostragem de solo/alimentos, seguida do respetivo pré-tratamento, que consiste na secagem e moagem para se obter uma amostra homogénea. Segue-se a exemplificação do processo de tratamento a efetuar às amostras para posterior análise química. O processo de tratamento de amostras sólidas consiste na pesagem, acidificação e digestão com recurso a um sistema de micro-ondas. No fim recolhem-se e preservam-se as amostras para posterior análise química.

Dia: 24-nov 09h30, 10h30, 11h30
Dia: 27-nov 09h30, 10h30, 11h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: LCA - Laboratório Central de Análises

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 10

Inscrição Obrigatória


Aprender ciência a brincar – uma experiência indiana - 2º e 3º ciclo

Vem descobrir como se brinca na Índia e a ciência e tecnologia que estes brinquedos encerram

Workshop com materiais acessíveis, como papel, elásticos, garrafas de plástico, clips, etc. e, claro, muita ciência… Vamos brincar com brinquedos que, em tempos, fizeram as delícias das crianças, mas que hoje ainda são capazes de surpreender pela sua simplicidade e beleza! A observação do seu funcionamento permite-nos a apreensão de conceitos básicos de ciência.

Dia: 23-nov 15h00
Dia: 24-nov 15h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - Sala Exposições Temporária

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Aprender ciência a brincar – uma experiência indiana - pré-escolar e 1º ciclo

Vem descobrir como se brinca na Índia e a ciência e tecnologia que estes brinquedos encerram

Workshop com materiais acessíveis, como papel, elásticos, garrafas de plástico, clips, etc. e, claro, muita ciência… Vamos brincar com brinquedos que, em tempos, fizeram as delícias das crianças, mas que hoje ainda são capazes de surpreender pela sua simplicidade e beleza! A observação do seu funcionamento permite-nos a apreensão de conceitos básicos de ciência.

Dia: 23-nov 10h00
Dia: 24-nov 10h00
Dia: 26-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - sala exposições temporária

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Aprender ciência a brincar – uma experiência indiana - secundário

Vem descobrir como se brinca na Índia e a ciência e tecnologia que estes brinquedos encerram.

Workshop com materiais acessíveis, como papel, elásticos, garrafas de plástico, clips, etc. e, claro, muita ciência… Vamos brincar com brinquedos que, em tempos, fizeram as delícias das crianças, mas que hoje ainda são capazes de surpreender pela sua simplicidade e beleza! A observação do seu funcionamento permite-nos a apreensão de conceitos básicos de ciência.

Dia: 25-nov 10h00
Dia: 26-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro- sala exposições temporárias

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Aprender e pensar sobre ciência na companhia do sal

Esta atividade surge integrada no projecto “SalCiência II”, que visa, entre outros objetivos o estudo interdisciplinar (Física, Química, Biologia e Geologia) do cloreto de sódio, água do mar e salmoura por alunos do ensino secundário. Almeja-se que o trabalho à volta, ou na companhia, do Sal potencie aprendizagens de qualidade e também motivação para a escolha de uma carreira profissional na Ciência.

A atividade será organizada em duas fases. Na parte inicial serão explorados alguns conteúdos teóricos relacionados com a Química e a Biologia exemplificativos da importância do Sal (30min). Numa segunda parte, os alunos são desafiados a conceptualizarem um pequeno projeto de investigação, concretizável em contexto escolar. Esta parte será complementada com observações ao microscópio. A segunda etapa será realizada em grupo, sendo os alunos apoiados por dois investigadores na área da Química (Prof. Clara Magalhães) e da Educação (Betina Lopes). Dar-se-á particular atenção à clarificação de variáveis de estudo. Ambiciona-se que a dinâmica de trabalho crie oportunidades de os alunos também tirarem dúvidas sobre o que é ser investigador e viver (profissionalmente da Ciência).

Dia: 24-nov 15h00, 16h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop, Conversa/Palestra

Local: Departamento de Educação - sala 5.2.23

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Áreas de intervenção do terapeuta da fala – mitos e verdades

O conjunto de atividades que irão ser realizadas tem como objetivo dar a conhecer algumas das áreas de atuação do terapeuta da fala na sua prática clínica e na investigação aplicada.

A primeira atividade consiste, inicialmente, na formação de dois grupos. De seguida, deverá proceder-se a apresentação de alguns mitos e verdades relativos às diferentes áreas de atuação do terapeuta da fala, sendo que cada grupo deve dar a sua opinião face às questões lançadas. Por cada resposta correta o grupo obtém um ponto. Esta metodologia pretende a participação ativa dos elementos e tem como finalidade o esclarecimento de algumas ideias erradas que estão relacionadas com o papel/áreas de intervenção do terapeuta da fala. Exemplo: Mostrar a frase: “O terapeuta da fala só trabalha com a fala?”. Os grupos deverão responder se é mito ou verdade e, posteriormente, será dada a resposta correta e a respetiva justificação. De seguida atribui-se 1 ponto caso tenham acertado e 0 caso tenham errado. A segunda atividade consiste na formação de pares, aos quais será solicitado que um dos intervenientes utilize uma forma alternativa de comunicar (e.g. tabela de comunicação), face a um contexto em que lhe seja impossibilitado falar. Será solicitado ao outro membro do grupo que interprete a mensagem que está a ser transmitida, ser ter qualquer conhecimento prévio da mesma. Esta atividade tem como objetivo não só elucidar os estudantes ao trabalho do terapeuta da fala nesta área, mas também sensibilizar para as dificuldades sentidas por quem não pode utilizar a fala como meio de comunicação e seus parceiros comunicativos. A terceira atividade consiste na formação de grupos, aos quais, após uma breve exposição do tema, serão dados a experienciar as diferentes consistências. Após a visualização de uma videofluroscopia, será dada a oportunidade de realizar a auscultação cervical durante a deglutição, de modo a percecionarem o movimento das estruturas a que está associada.

Dia: 25-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - sala 30B.3.9

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Artes marciais

O treino de uma arte marcial é benéfico em diversos aspetos, isto é, tem um papel importante no desenvolvimento do praticante, tanto a nível físico, como a nível intelectual e moral, o que irá mais tarde refletir-se na formação como indivíduo de cada praticante.

Com raízes que remontam a 520 DC, a arte do Kempo teve a China como berço. Segundo os registos Canónicos do Templo de Lo-Yang, Bodhidharma era um monge sobre a tutelagem de Prajnatara. Consta, que com o aproximar da sua morte, Prajnatara mandou chamar Bodhidharma para que este viajasse até à China, onde os valores do Budismo estavam em declínio. Bodhidharma viajou então até à China. Após uma viagem difícil e dolorosa a sua chegada à China terá sido em 496 AC, ao mosteiro de Shaolin-sí. Aí deu a conhecer a sua crença religiosa (dhyana) baseada na meditação pura. A Bodhidharma é também dada a criação do sistema de defesa pessoal, sem armas, que acabaria por ser origem de todas as outras artes (18 Mãos de Lohan). O Kempo Chinês é uma arte marcial única, representa a capacidade de adaptação ao meio e à situação envolvente. A originalidade e realismo das suas técnicas, combinadas com o treino mental, elevam o praticante da arte a uma perfeita harmonia entre o espírito, mente e corpo. O Caminho do Punho, como também é conhecido, deve a sua implementação no Ocidente ao Grande Mestre James Mitose, 21º descendente do fundador do sistema Kosho Shorei Ryu Kempo (Arte do Velho Pinheiro). O Lohan Tao Kempo Chinês é um sistema de artes marciais caraterizado pela combinação de vários estilos e sistemas ecléticos tais como: Kempo Chinês, Kara-ho, Kajukenbo, Kosho Ryu, Kung Fu, Kobudo, Karate, Tae Kwon-Do, Tai Chi, Shaolin Kempo, Escrima, etc… ainda assim não reclamando ser nenhum dos descritos. Tem como objetivo primordial a utilização de técnicas de continuidade muito rápidas com a intenção de inutilizar o seu oponente – eficácia. O Lohan Tao é sobre seguir uma via, respeito, honra e Ohana (família). O sistema foi desenhado para dar a todos os seus praticantes uma base sólida. Os praticantes são encorajados a treinar todas as vertentes da arte, não descorando assim o equilíbrio necessário entre Espírito, Mente e Corpo. O treino é baseado nos princípios do Chi, estando o programa técnico repartido por: História, Teorias, Formas (Tao), Armas (Tao), Escrima, Defesa Pessoal, Chi Kung, Chin Na e Combate em todas as suas variantes e distâncias. O Kempo Chinês que praticamos ensina e reflete a origem das artes marciais chinesas passadas de geração em geração por centenas de anos – uma tradição que as nossas escolas continuam nos dias de hoje. Sob o reconhecimento e liderança da BOA (Board of Advisors) o sistema cresceu e começou a ser popular com o reconhecimento oficial da Comunidade das Artes Marciais.

Dia: 23-nov 10h30
Dia: 26-nov 10h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Espetáculo/Teatro

Local: Instituto Confúcio

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 12

Inscrição Obrigatória


As câmaras digitais não servem só para fotografia

Mas será que as câmaras digitais servem apenas para registar os nossos momentos do dia a dia? Será a fotografia a única aplicação destes dispositivos?

Com o avanço da tecnologia, o acesso a máquinas fotográficas digitais tornou-se muito mais acessível ao público em geral, principalmente devido ao seu preço acessível e às possibilidades infinitas que esta solução oferece (capacidade de guardar milhares de imagens a custo reduzido, partilha nas redes sociais, pós edição de imagem, etc.). Por outro lado, inúmeros equipamentos pessoais passaram a ter câmaras digitais integradas (telemóveis, computadores, tablets, etc).

Nesta atividade serão apresentadas muitas outras aplicações das câmaras digitais, neste mundo em que vivemos cada vez mais digital. A título de exemplo, pensem em carros autónomos, inspeção de produtos após a sua produção, verificação de identidade com base no nosso rosto, imagem médica, entre muitas outras aplicações interessantes.

Dia: 23-nov 15h00
Dia: 25-nov 15h00
Dia: 27-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Instituto de Engenharia Eletrónica e Telemática de Aveiro - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 50

Inscrição Obrigatória


As pautas da rádio

Nesta atividade será explicada a forma como os diferentes serviços de rádio são organizados no espectro eletromagnético. Curiosamente, existem semelhanças com a forma como as notas musicais são estruturadas e essa relação é explorada para que os jovens compreendam a organização do espectro eletromagnético.

Esta atividade começa com uma descrição da organização no espectro eletromagnético dos diferentes serviços de rádio, tais como FM, telemóveis, televisão, etc.. De seguida será realizada uma breve explicação do significado de frequência utilizando para isso sinais sonoros audíveis que permitem ilustrar de uma forma mais clara este conceito. Será analisado ao vivo o conteúdo de frequência da voz e alguns instrumentos musicais. Regressando aos sinais de rádio, será pedido a um dos alunos que realize uma chamada com o seu telemóvel ao mesmo tempo que o sinal de rádio emitido é analisado em frequência. Esta atividade finalizará com uma demonstração de emissão local de FM que os alunos poderão receber nos seus telemóveis.

Dia: 26-nov 09h30
Dia: 27-nov 09h30

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Instituto de Telecomunicações - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


As pontes de Königsberg

Conheces o problema das sete pontes de Königsberg?

A cidade de Königsberg (agora designada por Kaliningrad) tornou-se célebre pelo problema das sete pontes. Parte desta cidade localizava-se em duas ilhas do rio Pregel que estavam ligadas às margens e uma à outra por sete pontes. Consta que os seus habitantes se divertiam a dar passeios pela cidade tentando efetuar um percurso que, partindo e chegando a um mesmo local, lhes permitisse passar por todas as pontes, mas passando apenas uma vez em cada uma. No entanto, andavam muito intrigados pois por mais que tentassem nunca conseguiam cumprir o objectivo. Ora, em 1736 Euler resolveu o problema modelando-o através de um grafo. Com recurso a algumas noções básicas da teoria dos grafos mostrar-se-á que o objetivo a que se propunham os habitantes de Königsberg era impossível de ser alcançado.

Dia: 27-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Matemática

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Associação David Melgueiro: Expedição científica "MARBOREALIS”.

Apresentação do projeto promovido pela Associação David Melgueiro com vista à construção de um veleiro de investigação científica para exploração Ártica.

Apresentação dos projetos promovidos pela Associação David Melgueiro: expedição científica “MARBOREALIS” e veleiro “David Melgueiro”. Nesta exposição serão apresentados alguns detalhes desta expedição que visa a recriação da viagem do navegador português David Melgueiro pelo Oceano Ártico, em XVII e a apresentação de alguns dos materiais e equipamentos produzidos por empresas nacionais, a utilizar na construção do veleiro.

Dia: 24-nov 11h00>17h00
Dia: 25-nov 09h30>17h00

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto, Exposição

Local: Reitoria - hall contíguo à Sala de Atos

Destinatários preferenciais: Alunos do 4º ano do 1º ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

Entrada Livre


Astroquímica: moléculas pela luz das estrelas

Sabemos hoje que espaço está repleto de moléculas e muitas moléculas do planeta Terra foram formadas no espaço sideral. Onde e como se formam as moléculas no espaço e, sobretudo, como é que sabemos que elas lá estão?

A palestra pretende explicar a deteção de moléculas no espaço, seguindo um roteiro de introdução de conceitos científicos numa linguagem acessível ao público em geral:
1 - Moléculas no Espaço: Notícias e press-releases
2 - As moléculas são feitas de Átomos
3 - Breve introdução à “Ligação Química”
4 - Moléculas no Espaço Sideral
5 - Mas como são detetadas? (Pela luz das estrelas!)
5.1 Introdução à espectroscopia
5.2 Espectroscopia Cósmica
6 - Onde/Como se formam as moléculas
7 – Alguns Exemplos de “moléculas recentes”
De acordo com a audiência, a palestra poderá ainda abordar os seguintes temas:
O Equilíbrio Químico no Espaço (inexistente!)
Bases de dados espectroscópicos e simulações computacionais
Isótopos e razões isotópicas: de onde vem a água dos oceanos?
Cinética vs. Termodinâmica: qual é a mais importante no espaço?

Dia: 26-nov 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Química - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 90

Inscrição Obrigatória


Banho de bolhas - 1º e 2º ciclo

Vamos fazer um produto que vai tornar o nosso banho uma experiência mais agradável, cheirosa e efervescente!

Numa viagem pela história da higiene, são exploradas as propriedades de algumas plantas e óleos essenciais, em particular do óleo de amêndoas doces

Dia: 23-nov 12h00
Dia: 24-nov 12h00
Dia: 25-nov 12h00
Dia: 26-nov 12h00
Dia: 27-nov 12h00(Esgotado)

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Banho de bolhas - 3º ciclo e secundário

Vamos fazer um produto que vai tornar o nosso banho uma experiência mais agradável, cheirosa e efervescente.

Numa viagem pela história da higiene, são exploradas as propriedades de algumas plantas e óleos essenciais, em particular do óleo de amêndoas doces.

Dia: 23-nov 14h00
Dia: 24-nov 14h00
Dia: 25-nov 14h00
Dia: 26-nov 14h00
Dia: 27-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Banho de bolhas - pré-escolar

Vamos fazer um produto que vai tornar o nosso banho uma experiência mais agradável, cheirosa e efervescente!

Numa viagem pela história da higiene, são exploradas as propriedades de algumas plantas e óleos essenciais, em particular do óleo de amêndoas doces.

Dia: 23-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - laboratório

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Carros que falam e as cidades inteligentes

Conhece as novidades nas redes de comunicação e a forma como os carros podem ser utilizados para formar uma rede para acesso à Internet e para formar uma cidade inteligente.

Dia: 23-nov 09h30, 10h30

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Instituto de Telecomunicações - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 40

Inscrição Obrigatória


Casas passivas de consumo energético quase zero

A problemática das alterações climáticas e a adaptabilidade dos edifícios no que diz respeito à independência energética e conforto térmico

Atualmente existe uma enorme preocupação em reduzir as emissões de carbono e evitar o sobreaquecimento da superfície terrestre, que se estima em 2°C até ao fim do século. O caminho enunciado dá continuidade à crescente adoção de energias de fonte renovável, associado a uma forma de construir e reabilitar mais sustentável, promovendo a eficiência energética com elevado índice de conforto térmico. Pretende-se mostrar as medidas que quer na construção de novos edifício quer na reabilitação dos existentes, contribuem de forma eficaz para se obter edifícios de consumo e de emissões de gases com efeito de estufa quase zero.

Dia: 23-nov 14h00
Dia: 25-nov 14h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Civil

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Champimóvel

Vamos fazer uma viagem interativa através do corpo humano, apresentada pela personagem Champi.

Champi começa por apresentar o mecanismo da visão, seguido da apresentação da célula e do seu material genético, da ação dos vírus, da terapia genética e finalmente das investigações recentes em células estaminais e nanotecnologias. Uma apresentação dinâmica e divertida que pretende despertar a curiosidade dos jovens estudantes para os temas científicos.

Dia: 23-nov 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 24-nov 09h00, 10h00, 11h00, 12h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 25-nov 09h00, 10h00, 11h00, 12h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 26-nov 09h00, 10h00, 11h00, 12h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 27-nov 09h00, 10h00, 11h00, 12h00

Duração: 25 min

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto, Filme

Local: Relvado junto à livraria da UA

Destinatários preferenciais: Professores e Educadores, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Professores do Ensino Secundário, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 17

Inscrição Obrigatória


Ciência e tecnologia na avaliação vocal

A ciência e tecnologia envolvidas na gravação e monitorização de diferentes sinais utilizados para avaliarem a qualidade vocal.

A atividade consiste na demonstração interativa de diferentes técnicas instrumentais utilizadas na avaliação da qualidade vocal. Avaliação da qualidade vocal durante a execução de tarefas fonatórias específicas. Caraterização do comportamento da glote e das pregas vocais durante a fonação.

Dia: 25-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - sala 30B.2.13

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Circo matemático

Espetáculo de circo matemático com atividades lúdicas atrativas e variadas, todas de cariz matemático.

O circo matemático é um projeto que tem por finalidade fomentar a curiosidade geral para a matemática mediante a realização de atividades lúdicas atrativas e variadas. O nome encerra em si o conceito que lhe subjaz, o de espalhar, de forma itinerante, o deslumbramento e o fascínio da matemática. A magia, o esplendor, a surpresa e o deslumbramento associados ao circo serão os meios a que o circo matemático recorrerá para exibir alguns efeitos matemáticos. Todas as atividades que estão incluídas ou que venham a fazer parte do reportório do circo, têm cariz matemático e muitas delas estão associadas a problemas matemáticos que, apesar de motivarem experiências lúdicas, têm a ver com áreas bastante relevantes e complexas. O espetáculo tem a duração de 1 hora e destina-se a crianças dos 8 aos 88.

Dia: 27-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 200

Inscrição Obrigatória


CMat1 - jogo de tabuleiro

CMat1 é um livro de exercícios, em forma de jogo (BookGame) cujas perguntas partem sempre de dados histórico-culturais de um município em particular

Neste jogo, a Matemática e o Património Cultural de cada região interligam-se de um modo simples, natural e harmonioso em questões formuladas de acordo com os três domínios matemáticos do programa do 1º ciclo: Números e Operações; Geometria e Medida e Organização e Tratamento de Dados. Dirigida em particular aos alunos do 1º ciclo de ensino e, de forma mais ampla, à comunidade escolar em geral, esta ferramenta de aprendizagem pode ser utilizada tanto em sala de aula, como em família, permitindo a envolvência de diferentes gerações em torno na Matemática e da Cultura local.

Dia: 25-nov 09h30, 10h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Matemática

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 24

Inscrição Obrigatória


Comandante GPT

Jogo pedagógico que veicula e consolida conhecimentos básicos sobre a atividade turística.

Atividade que inclui uma série de perguntas com múltiplas possibilidades de resposta, que favorece a interação entre os participantes e contribui eficazmente para despertar o interesse e consolidar conhecimentos fundamentais sobre turismo.

Dia: 23-nov 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop, Jogo

Local: Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial - sala 10.1.11

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 40

Inscrição Obrigatória


Como proceder para que um laboratório seja internacionalmente reconhecido

Um Laboratório consegue que a qualidade dos seus resultados seja internacionalmente reconhecida se tiver um adequado controlo de qualidade dos resultados e tiver implementado um sistema de gestão. Nesta atividade ir-se-á explicar como proceder para atingir objetivos de excelência nos resultados obtidos em análises químicas.

Iniciamos a atividade com a receção aos inscritos e posteriormente uma rápida visita aos laboratórios dos diferentes serviços de análises químicas e biológicas instalados no Laboratório Central de Análises (LCA), com uma breve explicação do que se faz em cada um deles. Segue-se uma explicação sobre o que é, e porque é que o LCA é um laboratório Acreditado e por isso reconhecido internacionalmente. Serão apresentadas algumas das regras que o LCA, por ser Acreditado, tem de respeitar desde o momento em que um cliente solicita uma análise, durante a execução do procedimento para determinar o parâmetro que o cliente comprou e até ao relatório que o cliente recebe em sua casa. Será dado um exercício prático aos participantes para verificar se um equipamento do LCA cumpre com o controlo de qualidade exigido pela legislação e pode ou não ser utilizado na obtenção de resultados analíticos.

Dia: 24-nov 09h30, 10h30, 11h30
Dia: 27-nov 09h30, 10h30, 11h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Laboratório Central de Análises

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 10

Inscrição Obrigatória


Comunicações rádio e transmissão de energia sem fios

Apresentação, desenvolvimento e demonstração de identificação por rádio frequência (RFID) usando plataforma Arduino e apresentação, demonstração e demonstração de transmissão de energia sem fios (Wireless Power Transmission) utilizando Arduino para medição.

Esta atividade está internamente dividida em 2 subatividades que incluem: - Comunicações rádio e transmissão de energia sem fios com Plataforma Arduino Nesta subatividade (1º grupo) será introduzida a plataforma Arduino que permite programação de alto nível (fácil entendimento) para demonstração de conceitos básicos de comunicações rádio (RFID) e transmissão de energia sem fios (WPT) para aplicações em futuras redes de sensores sem bateria. Os visitantes terão a oportunidade de “brincar” um pouco com as plataformas apresentadas e fazerem a sua própria programação muito básica para entendimento dos conceitos. - Visita ao IT-Aveiro e Apresentação de Projetos Referência Os visitantes (2º grupo) vão visitar o laboratório de Radiofrequência do Instituto de Telecomunicações – Aveiro, onde será dado realce a projetos que usem as comunicações rádio ou a transmissão de energia sem fios, como RF-ID em papel, Transmissão de Energia Wireless, Colheita de Energia Eletromagnética e Mixed-Signal Network Analyzer. Os visitantes (1º grupo e 2º grupo) trocam depois de subatividade.

Dia: 23-nov 11h00
Dia: 24-nov 14h30
Dia: 25-nov 11h00
Dia: 26-nov 14h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto, Atelier/Workshop, Visita Guiada

Local: Edifício das Comunicações Óticas, Comunicações Rádio e Robótica

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 16

Inscrição Obrigatória


Comunicações seguras usando criptografia quântica

O que é a criptografia quântica

A criptografia quântica baseia-se na utilização das propriedades quânticas das partículas de luz, os fotões, para proteger a informação. O que torna esta forma de comunicação perfeitamente segura é o facto de a sua segurança residir não na complexidade da resolução de problemas matemáticos, mas nas leis mais fundamentais da natureza. Qualquer tentativa de intercetar a comunicação causa alterações significativas nas propriedades dos fotões o que permite detetar a presença de um espião que pretenda aceder à mensagem que se está a transmitir.

Dia: 23-nov 16h00
Dia: 25-nov 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Instituto de Telecomunicações - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 50

Inscrição Obrigatória


Construção de pontes de esparguete

Vem projetar e construir pontes em esparguete e no final perceber quão resistentes elas são.

Uma das tarefas dos engenheiros civis é projetar e construir pontes que permitem ligar dois pontos à partida separados entre si, por exemplo, por um curso de água ou por uma depressão de terreno. No entanto, construir uma ponte não é uma tarefa nada fácil, contudo pode ser muito divertida. Nesta atividade desafiamos-te a construir e ensaiar pontes usando o esparguete e cola como materiais de construção. O objetivo é simples, construir uma ponte de esparguete e no final testar a sua resistência levando-a ao colapso. Vem ver como tal é possível e usa o teu engenho para construir a mais bonita e resistente ponte de esparguete. O desafio fica lançado.

Dia: 23-nov 10h00
Dia: 24-nov 10h00

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Engenharia Civil - laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 16

Inscrição Obrigatória


Conversão energética de biomassa florestal: um contributo para a economia e sustentabilidade energética de Portugal

A depleção de recursos energéticos de origem fóssil e os problemas de índole ambiental relacionados com a sua utilização, associados ao aumento do consumo de energia pela humanidade e ao seu impacto na economia, exigem uma consciencialização no sentido da utilização de recursos energéticos renováveis. Num país como Portugal, pobre em recursos energéticos de origem fóssil, e com uma economia bastante dependente deles, a necessidade de diversificação dos recursos energéticos e o aproveitamento de recursos endógenos e renováveis é de extrema importância para a economia do país. Neste contexto, a utilização da biomassa florestal para produção de energia térmica e elétrica coloca-se como uma de entre as várias opções que devem contribuir para o desenvolvimento de cenários energéticos mais sustentáveis. A utilização de biomassa residual para fins energéticos constitui também uma importante força motriz na perspetiva de uma gestão mais eficiente da floresta e da agricultura, e para o desenvolvimento industrial do país e respetiva criação de emprego, tal como se observa nas economias desenvolvidas de países escandinavos. De facto, verifica-se que a adoção de soluções energéticas eficientes baseadas na biomassa fomentam o desenvolvimento de sectores industriais e de serviços associados, e um correspondente nível elevado de conhecimento científico e tecnológico, conducentes ao respetivo desenvolvimento económico e competitividade. Em Portugal, esta opção poderá contribuir ainda para inverter a tendência de abandono para o qual têm sido remetidas a floresta e agricultura, setores fundamentais para o desenvolvimento económico e social do país, com as consequências que daí advêm para o ambiente, a sociedade e a economia.

Nesta atividade pretende-se dar a conhecer alguns tipos de biomassa florestal residual com potencial para produção de energia térmica e elétrica. Será efetuada a apresentação de alguns aspetos relacionados com a origem e principais características da biomassa florestal, bem como alguns processos em que pode ser utilizada para produção de energia térmica e elétrica, e impactos ambientais associados. A atividade decorrerá num laboratório de processos termoquímicos existente no Departamento de Ambiente e Ordenamento, onde são realizados estudos de desenvolvimento tecnológico em colaboração com empresas do sector industrial no domínio da conversão energética de alguns tipos de biomassa florestal. Serão apresentadas algumas tecnologias utilizadas no Departamento de Ambiente e Ordenamento para estudar e desenvolver os processos conversão energética de biomassa, e os respetivos princípios de funcionamento.

Dia: 23-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Visita Guiada

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - sala 318 e laboratório 40

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Conversas na academia - biomateriais... podíamos viver sem eles? Podíamos, mas não era a mesma coisa!

Vem descobrir os biomateriais. O que são e para que são utilizados.

O corpo humano é uma máquina fascinante e complexa. Como em qualquer máquina, para a manter em boas condições de funcionamento, é preciso fazer reparações, substituir “peças”… É aqui que entram os biomateriais! Mas será que os biomateriais só servem para substituir partes danificadas? Haverá materiais capazes de fazer com que os tecidos regenerem, como nas salamandras? Estará longe o dia em que se possa trocar um órgão doente por outro saudável, produzido no laboratório?

Dia: 23-nov 11h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 70

Inscrição Obrigatória


Conversas na academia - energia e materiais

Dúvidas sobre energia e materiais? Vem conhecer o professor Jorge Frade e descobrir várias coisas sobre este tema.

Estás preocupado com o consumo excessivo de energia? Queres saber mais sobre a relação entre o consumo de combustíveis e o efeito de estufa? Queres saber como pode ser feita a captura e armazenamento de CO2? Gostarias de saber como são utilizadas as energias renováveis noutros países? Tens a oportunidade de esclarecer algumas das tuas dúvidas com o professor Jorge Frade...

Dia: 25-nov 11h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 70

Inscrição Obrigatória


Conversas na academia - nanotecnologias: grandes coisas a partir de um pequeno mundo

Tal como os homens as tecnologias não se medem aos palmos. É o caso das nanotecnologias que constroem e utilizam materiais, dispositivos e máquinas à escala do nanómetro. E um nanómetro é um bilionésimo de um metro, ou seja, 1000000000 de vezes mais pequeno do que 1 metro, é mesmo pequeno… Mas assim sendo como é que as nanotecnologias irão resolver alguns dos problemas do mundo? Energia limpa, materiais mais leves e duráveis, dispositivos médicos e medicamentos para detetar e tratar doenças com menos efeitos colaterais…

Dia: 25-nov 10h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 70

Inscrição Obrigatória


Demonstração de sistemas embutidos

Irá ser apresentado um conjunto de demonstrações na área de sistemas embutidos. Estas demonstrações têm por objetivo dar a conhecer a infraestrutura computacional subjacente aos sistemas embutidos, bem como alguns dos problemas que lhes estão associados.

Esta atividade centrar-se-à na observação funcional de dois demonstradores, seguida de uma breve explicação da sua arquitetura interna e princípios de funcionamento. O primeiro dos demonstradores enquadra-se na área de comunicações veiculares, mostrando um sistema de “ECall”. Este tipo de sistema deteta a ocorrência de acidentes envolvendo viaturas automóveis, realizando, de forma automática, uma chamada de emergência, a qual reporta informações criticas (localização do veículo, número de passageiros, etc.). De seguida será apresentado um protótipo de um sistema de vídeo-vigilância, baseado no protocolo Ethernet tempo-real HaRTES. Este demonstrador contém 3 câmaras e é capaz de seguir automaticamente um dado objeto, dando automaticamente maior qualidade de serviço à câmara em que o objeto é detetado. Este demonstrador possui uma interface de operador que permite controlo direto, possibilitando assim a experimentação pela audiência.

Dia: 24-nov 10h00, 15h00
Dia: 25-nov 10h00

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Outra

Local: Instituto de Telecomunicações - edifício 1 - 19.2.11

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 95

Inscrição Obrigatória


É difícil saber a qualidade do que como e do que bebo?

Quantificar a presença de muitos elementos em amostras de bebidas e de alimentos não é difícil, mas exige conhecimentos sobre técnicas de tratamento diferenciado das amostras, de utilização de equipamentos sofisticados e de estatística que garanta a qualidade dos resultados obtidos. Poderás aprender um pouco de tudo isto nesta atividade.

A atividade terá lugar na sala dos espectrómetros de ICP do LCA. Será feita uma breve apresentação dos equipamentos de ICP-OES e ICP-MS, que incluirá a descrição dos princípios inerentes a cada uma das técnicas e respetivas potencialidades e diferenças. Proceder-se-á a à análise multielementar por ICP-MS de amostras de bebidas e de alimentos, que foram previamente digeridas. Serão salientadas as diferentes fases do procedimento analítico e a respetiva importância, nomeadamente: a) Calibração: o que é? Como se faz? b) Controlo de qualidade e sua importância: verificação da reta de calibração, verificação da inexistência de desvios ao longo da análise, ensaios de recuperação, análise de duplicados, análise de brancos.

No final será entregue uma folha com resultados de uma análise feita previamente a cada uma das matrizes. Os formandos poderão verificar as diferenças de concentração nos elementos determinados em cada matriz, nomeadamente ao nível dos elementos essenciais e dos potencialmente tóxicos, e avaliar a conformidade com legislação em vigor.

Dia: 24-nov 09h30, 10h30, 11h30
Dia: 27-nov 09h30, 10h30, 11h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Laboratório Central de Análises

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 10

Inscrição Obrigatória


Energia e ambiente: os desafios do século XXI

Conversamos sobre o tema Energia e Ambiente

A compreensão do binómio energia ambiente é hoje essencial para apreender o significado do conceito de “desenvolvimento sustentável”. Neste âmbito, a questão do desenvolvimento sustentável e, em particular, a problemática das alterações climáticas são discutidas e são apresentados instrumentos de política ambiental.

Dia: 25-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto, Conversa/Palestra, Filme

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento

Destinatários preferenciais: Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Engenheiro(a) por uma hora!

Vem conhecer o nosso mundo! Aprende um pouco sobre engenharia!

Ajudam-te no dia-a-dia. Passas por eles todos os dias e nem lhes deves dar importância. Não sabes do que estou a falar? Não fiques na ignorância! Vem conhecer um pouco melhor aquilo que te rodeia num ambiente divertido e desafiante. Com os teus colegas terás a oportunidade de fazer parte de uma equipa de engenheiros, que trabalhando juntos terão de superar os nossos desafios. Achas que és capaz?

Dia: 23-nov 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Engenharia Mecânica

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Equilibrar o equilíbrio

Com o passar dos anos o organismo humano suporta diversas alterações, quer a nível estrutural quer a nível funcional. O envelhecimento compromete as funções do sistema nervoso central responsáveis pelo equilíbrio postural. O aumento do risco de queda é uma das consequências destas alterações. À medida que envelhecemos, as quedas, enquanto acidente adverso, podem significar uma diminuição drástica na qualidade de vida. Assim, o envelhecimento bem-sucedido enquanto conceito emergente na sociedade atual, implica uma abordagem global, integrada e abrangente das diferentes condições de saúde associadas a este processo.

Com base nas baterias de Fullerton será elaborado um circuito com cinco etapas. Em cada etapa serão realizados exercícios de avaliação do equilíbrio, bem como exercícios que promovem o desequilíbrio (demonstrando artificialmente o que vai acontecendo no processo de envelhecimento). Em paralelo, serão realizadas atividades cognitivas relativas às temáticas expostas.

Dia: 26-nov 10h30, 11h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - sala 30B.1.29 - laboratório de gerontologia

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Esparguete à Estrutuguesa

Uma série de desafios únicos envolvendo esparguete, criatividade e estruturas complexas...

Nesta atividade vais construir um conjunto de estruturas complexas, utilizando apenas materiais básicos, num espaço de tempo extremamente reduzido. A capacidade de trabalho em equipa dos participantes, bem como a criatividade de cada um dos “engenheiros”, será posta a prova num desafio nunca antes visto.

Dia: 25-nov 16h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto

Local: Departamento de Engenharia Mecânica

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Espetáculo da física

Exposição interativa baseada em pequenas demonstrações de princípios físicos, explorando-se de forma lúdica e educativa os conteúdos apresentados

A exposição interativa “O Espetáculo da Física” pretende reunir num só espaço a oportunidade de contacto com experiências de caráter científico e pedagógico que ajudem a compreender melhor os fenómenos naturais que são estudados pela Física. Através da manipulação de diversos equipamentos e materiais é possível experimentar os princípios da Física Aplicada num itinerário de jogos simples e estimulantes, pelos mais diversos campos da Física. Esta exposição tem como principais objetivos atrair e divertir os participantes e promover o estudo da física junto dos mais novos.

Dia: 23-nov 14h30, 15h30
Dia: 24-nov 10h00, 11h00, 14h30, 15h30
Dia: 26-nov 10h00, 11h00, 14h30, 15h30
Dia: 27-nov 10h00, 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Física - átrio

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Experiências de química – vamos fazer creme hidratante e pasta de dentes

Realização de experiências relacionados com a vivência diária dos participantes, que permitem verificar como a química está presente em muitos produtos que usamos no nosso dia-a-dia.

Com esta atividade, adequada a participantes do ensino secundário, pretende-se demonstrar que a química está presente numa grande variedade de produtos que usamos no nosso dia-a-dia. Os participantes irão efetuar atividades simples, colocadas à sua disposição, que poderão testar após o seu “fabrico”. Estas atividades foram selecionadas e adaptadas de modo a poderem ser realizadas sem qualquer dificuldade, com materiais simples e sem perigosidade para os participantes.

Dia: 25-nov 15h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Química - laboratório 15.2.38

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 16

Inscrição Obrigatória


Explorar o interior do corpo humano através da imagem médica

As modalidades de imagem médica, através da utilização de diferentes técnicas, permitem explorar a anatomia e fisiologia do corpo humano de uma forma surpreendente! Vem navegar connosco no interior do corpo humano e descobre as potencialidades da imagem médica!

As modernas modalidades de imagem médica utilizadas para diagnóstico e investigação, particularmente a Tomografia Computorizada, a Ressonância Magnética e a Ecografia, permitem obter informação tridimensional (ou até tetra dimensional, se considerarmos a imagem dinâmica!) do corpo humano. Utilizando um software de processamento de imagem desenvolvido para o efeito, podemos visualizar os órgãos no interior do corpo e até “navegar” nas suas cavidades! A atividade proposta realiza-se no laboratório de processamento de imagem médica da Escola Superior de Saúde. Após uma breve introdução às modalidades imagiológicas, onde se explicará sucintamente com que tipo de equipamento e de que forma as imagens são obtidas, os participantes poderão utilizar o software de processamento de imagem disponível no laboratório (Syngo, Siemens) para descobrir os órgãos no corpo e o seu funcionamento.

Dia: 23-nov 11h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - sala 30B.2.12

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Fernão Mendes Pinto e os mares da China

Vem descobrir a vida de um bem sucedido mercador português!

A exposição está organizada em dois andamentos. No primeiro, acompanha-se a vida de Fernão Mendes Pinto em especial, as andanças de um bem sucedido mercador no Sueste Asiático e na Ásia Oriental, nos mares do sul e nos mares da China. No segundo andamento visita-se a Peregrinação, uma das obras sobre a Ásia de maior sucesso editorial na Europa do século XVII.

Dia: 23-nov 09h00>18h00
Dia: 24-nov 09h00>18h00
Dia: 25-nov 09h00>18h00
Dia: 26-nov 09h00>18h00
Dia: 27-nov 09h00>18h00

Tipo de atividade: Exposição

Local: Biblioteca da Universidade de Aveiro

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

Entrada Livre


Física viva - 1º e 2º ciclo

Física Viva é um espectáculo vivo de física do quotidiano

O Show de Física é uma atividade de palco, onde se realizam, de forma lúdica e divertida, diversas atividades laboratoriais. Trata-se de uma viagem ao mundo da física, que visita temas como ótica, termodinâmica, mecânica, eletricidade e magnetismo. Alguns participantes serão convidados a subir ao palco e colaborar nalguns desafios.

Dia: 27-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


Física viva - 3º ciclo, secundário e ensino superior

Física Viva é um espectáculo vivo de física do quotidiano

O Show de Física é uma atividade de palco, onde se realizam, de forma lúdica e divertida, diversas atividades laboratoriais. Trata-se de uma viagem ao mundo da física, que visita temas como óptica, termodinâmica, mecânica, eletricidade e magnetismo. Alguns participantes serão convidados a subir ao palco e colaborar nalguns desafios.

Dia: 27-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


Fislab

Visitas guiadas a laboratórios do Departamento de Física

Serão formados grupos para visitar os principais laboratórios e equipamentos de investigação (lasers, câmaras de vácuo, crióstatos, espectrómetros, etc.), sendo fornecida uma breve explicação sobre cada um, num ambiente informal e interativo. A atividade visa satisfazer/suscitar a curiosidade sobre os temas de investigação em curso no departamento, bem como mostrar as infraestruturas que o apoiam. Serão visitados laboratórios de áreas diferentes como a espectroscopia, crescimento de materiais amorfos e cristalinos, medidas elétricas e magnéticas, ótica, etc., chamando-se à atenção para a relação entre os assuntos estudados e os fenómenos do quotidiano. Os grupos visitarão os mesmos laboratórios de forma intercalada, de modo a proporcionar uma discussão posterior com referências comuns.

Dia: 23-nov 14h30
Dia: 24-nov 11h00, 14h30
Dia: 26-nov 11h00, 14h30
Dia: 27-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Visita Guiada

Local: Departamento de Física

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Foto química - exposição de fotografias

Pretende-se cativar visualmente os visitantes para a química, porque uma “imagem vale mais do que mil... fórmulas!”

No hall do Complexo Pedagógico, Científico e Tecnológico, estará presente durante toda a semana uma exposição fotográfica, representando desde o quotidiano do trabalho de um investigador, aos resultados mais bonitos, fotogénicos e cativantes que se obtém. Acompanhada duma legenda e uma breve explicação, cada imagem vai servir de mote para se conhecer um dos diversos temas de estudo que se englobam dentro da área da química, desde a luminescência à catálise e à cristalografia.

Dia: 23-nov 09h00>20h00
Dia: 24-nov 09h00>20h00
Dia: 25-nov 09h00>20h00
Dia: 26-nov 09h00>20h00
Dia: 27-nov 09h00>20h00

Tipo de atividade: Exposição

Local: Complexo Pedagógico, Científico e Tecnológico - hall

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

Entrada Livre


Foto-antibióticos

Palestra de caráter introdutório à fotoinactivação de microrganismos patogénicos (multi)resistentes aos atuais antibióticos, mostrando o efeito combinado da luz, moléculas fotoativas e oxigénio! Parece-te estranho? Breve retrospetiva histórica, presente e um possível futuro melhor!

Aparece e ficarás a conhecer os mais recentes e reconhecidos agentes fotoativos desenvolvidos na Universidade de Aveiro para a eliminação de diferentes microrganismos, quer em aplicações biomédicas quer ambientais. Demonstração e explicação breve de algumas das experiências realizadas durante os estudos fotofísicos, fotoquímicos e fotobiológicos!

Dia: 25-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Química - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 90

Inscrição Obrigatória


Furbys

Vem conhecer o espetacular mundo da robótica. Descobrir, interagir , tocar e ouvir são alguns dos pedidos te vamos fazer.

Depois da pequena história de um investigador da Universidade de Aveiro avançamos corajosamente para o desconhecido. Cinco “coisas” fofas, coloridas e falantes estão à nossa espera. Serão animais? serão máquinas? conseguirão ouvir-nos? apercebem-se quando lhes tocamos? Estas são algumas das perguntas que nos vais ajudar a responder.

Dia: 23-nov 10h00, 12h00
Dia: 24-nov 10h00, 12h00
Dia: 25-nov 10h00, 12h00
Dia: 26-nov 10h00, 12h00
Dia: 27-nov 10h00, 12h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - sala sítio dos robos

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Geogames – aprendizagem em movimento

Porque havemos de aprender dentro de quatro paredes no piso inferior de um Departamento quando temos um magnífico Campus Universitário que serve muito melhor o propósito de se aprender em contexto e em movimento? Porque devemos aprender apenas conteúdos de uma disciplina de forma isolada quando os fenómenos se manifestam no mundo real de forma integrada e holística? A tecnologia atualmente disponível pode permitir, em momentos oportunos, a libertação dessas quatro paredes e das barreiras disciplinares, e conduzir a aprendizagens significativas e à cocriação de conhecimento. Tendo como mote a literacia espacial e as possíveis interligações com outras disciplinas, é isso que se propõe desenvolver nesta atividade.

A atividade proposta consiste numa saída de campo experimental, com vista à pilotagem de duas Apps no domínio dos geogames, desenvolvidas no âmbito de um consórcio europeu financiado pelo programa Erasmus+, denominado ENAbLE – Educational Advacement of ICT-based spatial Literacy in Europe. Para além do desenvolvimento da literacia espacial (em particular de capacidades de orientação espacial), estas aplicações (OriGami e NavApps) permitem a integração de conteúdos de cada nível de ensino, de várias disciplinas, através de tarefas temáticas. É dado especial enfoque às disciplinas no domínio das STEM (Geografia, Ciências, TIC e Matemática), muito embora também seja possível desenvolver tarefas temáticas em disciplinas como as Línguas, a História, etc. Depois de uma breve apresentação sobre as potencialidades das Apps, os alunos serão organizados em grupos de quatro e irão configurar o jogo para outro grupo de alunos, desempenhando o papel de professor (definindo uma rota a seguir e atribuindo tarefas temáticas que se relacionem com conteúdos de disciplinas do nível de escolaridade que estão a frequentar). De seguida cada professor (devem estar no mínimo dois professores na sessão) e a dinamizadora acompanham 8 alunos (dois grupos de 4 alunos) para jogarem o jogo configurado pelos alunos, no Campus da UA. Cada par de grupos de quatro alunos joga alternadamente, enquanto os alunos que configuraram o jogo os seguem e observam, em conjunto com o professor/dinamizadora, sem darem pistas. No final regressam à sala do Departamento de Educação para recolher as perceções dos alunos e dos professores sobre as potencialidades educativas deste geogame bem como as sugestões de melhoria que considerem pertinentes.

Dia: 24-nov 15h30
Dia: 25-nov 15h30
Dia: 26-nov 15h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Visita Guiada, Jogo

Local: Departamento de Educação - sala C1.52

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 24

Inscrição Obrigatória


Grafeno e derivados

Grafeno: afinal terá este material, que esteve na origem de um Prémio Nobel, aplicações práticas no meu dia a dia?

Em 2012, dois cientistas da Universidade de Manchester ganharam um prémio Nobel pela descoberta de um nanomaterial: grafeno. Nesta atividade vamos perceber como se deu esta descoberta, o que é afinal o grafeno, para que serve e em que medida nos poderá ajudar a melhorar a nossa qualidade de vida. Serão dados exemplos da aplicação deste material, que vão desde a engenharia eletrónica e engenharia mecânica entre outras até à medicina.

Dia: 26-nov 14h30

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Laboratório de Nanotecnologia - edifício 3

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Holografia 3D

Sessão experimental na qual se dará a conhecer a técnica de registo holográfico de gravação a 3D com luz laser e permitirá construir um holograma.

O Laboratório de Holografia da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro abre as portas e convida os mais curiosos e destemidos a conhecerem o mundo dos hologramas. Os participantes irão trabalhar no laboratório, tornando-se “Hológrafos por um dia”. Nesta actividade será introduzida a teoria da holografia e explicada uma técnica de registo holográfico. Pretende-se que os participantes façam o seu próprio holograma durante uma sessão experimental, podendo para isso trazer pequenos objetos de metal.

Dia: 26-nov 11h00
Dia: 27-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - laboratório de holografia

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Hologramas desenhados à mão

Sessão experimental na qual se dará a conhecer uma técnica de registo holográfico de gravação que permitirá construir um holograma.

O Laboratório de Holografia da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro abre as portas e convida os mais curiosos e destemidos a conhecerem o mundo dos hologramas. Nesta actividade será introduzida a teoria da holografia e explicada uma técnica de registo holográfico. Pretende-se que os participantes façam o seu próprio holograma desenhado à mão, durante uma sessão experimental.

Dia: 23-nov 11h00
Dia: 24-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - laboratório de holografia

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Implementação de sistemas de monotorização e controlo de um motor elétrico

Introdução aos sistemas de supervisão e controlo de processos industriais

A atividade permitirá aos alunos terem um primeiro contacto com um software de supervisão e controlo de processos industriais utilizado no meio empresarial. Terá início com uma pequena apresentação de contextualização que inclui uma demonstração prática da monitorização e controlo de processos industriais tais com uma linha de maquinação ou tratamentos de águas. Em seguida, os alunos serão solicitados a definir um algoritmo para colocar um motor elétrico em funcionamento. Pretende-se que os alunos consigam fazer um programa para a o funcionamento do motor assim como inserir pequenas alterações de modo a introduzirem novas funcionalidades ao modo de funcionamento do motor.

Dia: 27-nov 09h00

Duração: 3h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto

Local: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 16

Inscrição Obrigatória


Interdisciplinaridade: métodos gráficos de representação de palavras-chave para uso na abordagem de conteúdos interdisciplinares

A inter-relação entre duas ou mais disciplinas de maneira clara e útil para a compreensão de alguns assuntos, embora fortemente desejável é, de um modo geral, difícil de conseguir. Quer os alunos quer os docentes têm dificuldades de ordem vária na utilização de conceitos/conhecimentos provenientes de outra(s) disciplina(s)/área(s). A aprendizagem. Em geral, os conhecimentos são colocados em “compartimentos estanques”, o que se traduz em pouca flexibilidade na sua utilização imediata e dificuldade em inter-relacioná-los Isto conduz a “incredulidade” da sua utilidade posterior, num futuro mais ou menos próximo. A construção de esquematizações que promovam interdisciplinaridade de modo visualmente apelativo e motivante, apresenta-se-nos de grande utilidade. Serão dados exemplos das chamadas “nuvens de palavras”, que se espera sejam, além de visualmente interessantes, de utilidade na promoção da interdisciplinaridade.

Num ambiente de comunicação oral informal, serão apresentados alguns exemplos de “esquematizações interdisciplinares”, sobre assuntos claramente interdisciplinares, a partir dos quais, em diálogo aberto com a assistência, será: i) discutido o modo de os construir, usando técnicas hoje em dia comuns em publicidade; ii) feita a análise da relação entre os conteúdos de cada esquematização/exemplo; iii) feita, para esquematização/exemplo, a contextualização dos assuntos/temas no âmbito do(s) programa(s) da(s) disciplina(s) envolvidas.

Dia: 25-nov 11h00

Duração: 20 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial - sala 10.2.7

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Professores do Ensino Secundário, Professores do Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Isto para mim é chinês

Chinês vs português. Vem aprender a dizer o teu nome em chinês assim como outras expressões do dia a dia.

Descobre a caligrafia chinesa/logogramas, pictogramas, ideogramas.

Dia: 25-nov 10h30
Dia: 27-nov 10h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Instituto Confúcio

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Jardins de sal

Fica a conhecer o papel do sal ao longo da história e a sua produção de forma artesanal em salinas tradicionais.

Com a ajuda da "Sal-e", uma maleta pedagógica, os participantes ficarão a saber mais sobre o sal, as salinas, a flora e a fauna dos espaços salineiros que fazem parte da rota “SAL TRADICIONAL – Rota do Atlântico”. Um conjunto de jogos e atividades experimentais vão permitir conhecer como se produz o sal, os recursos das salinas e como se cuidam delas, as ferramentas de trabalho dos marnotos / salineiros, a linguagem do sal, as características das plantas e os animais que vivem nestes espaços.

Dia: 23-nov 14h00
Dia: 24-nov 10h30
Dia: 25-nov 14h00
Dia: 26-nov 10h30
Dia: 27-nov 10h30

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop, Visita Guiada

Local: Marinha de Santiago da Fonte

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Jogo de contabilidade

Neste “Jogo de contabilidade” vais criar e gerir a tua empresa num ambiente virtual!

O “Jogo de Contabilidade” consiste numa atividade de simulação empresarial onde cada aluno, inserido num grupo de 2 ou 3 elementos, assume o papel de contabilista. As tarefas propostas para cada grupo são as seguintes: A cada grupo é atribuído um determinado montante de dinheiro para a criação e desenvolvimento da sua atividade empresarial. Cabe ao grupo gerir e rentabilizar o dinheiro da melhor forma, para que no final do jogo obtenha o maior lucro possível. Cada grupo constitui uma empresa que perante uma lista exaustiva de fornecedores dos diferentes serviços e respetivos custos, terá que realizar transações no mercado e fazer o registo contabilístico e financeiro das mesmas. Todas as operações vão ser realizadas numa realidade fictícia, gerada em computador com software apropriado.

Dia: 23-nov 9h00
Dia: 27-nov 10h00, 9h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Instituto Superior de Contabilidade e Administração - mini auditório

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 28

Inscrição Obrigatória


Jogos do Nim

Atividade onde os participantes vão poder jogar o Nim contra o computador ou contra outros participantes numa aplicação desenvolvida pelo projeto Geometrix.

O jogo do Nim é um jogo de estratégia no qual dois jogadores removem alternadamente objetos de pilhas distintas. Em cada jogada, um jogador tem que remover pelo menos um objeto, e pode remover os objetos que quiser desde que estejam todos na mesma pilha. Na versão normal, o jogador que retirar o último objeto ganha. O Nim também pode ser jogado na versão misère, onde o jogador que a retirar o último objeto perde. A estratégia vencedora do Nim foi publicada em 1902 pelo matemático americano Charles Leonard Bouton da Universidade de Harvard, tornando o Nim no primeiro jogo a ser estudado matematicamente. Nesta atividade terás oportunidade de jogar o Nim contra o computador ou contra um dos teus colegas!

Dia: 23-nov 16h30

Duração: 1 hora

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Complexo Pedagógico, Científico e Tecnológico - Sala 23.2.4

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Jornadas: “Englishes in the World”

Trata-se de uma série de intervenções, palestras e painéis subordinados ao tema de “Englishes in the World.”

A sessão da manhã debruça-se sobre “Communicating in English and Communicating English”. A jornada começa com uma palestra principal oferecida pela Professor Lachlan Mackenzie da Universidade de Amsterdão sobre a maneira como faladores não-nativos comunicam em inglês em contextos naturais. Embora o programa ainda não esteja completo é de prever a intervenção do Prof Barker sobre inglês como indicador das atitudes jovens e um painel sobre inglês no mundo dos negócios. A sessão da tarde vai apresentar o tópico “Englishes in the Academy” e consiste da intervenções de Prof. Susana Pinto sobre políticas de linguagem em ensino superior nacional, Prof. Gillian Moreira sobre os desafios, oportunidades e realidades em políticas de internacionalização. Além disso, Prof. Danuta Gabrys-Barker da Universidade de Silésia vai falar sobre “English in Multilingualism Research.” A sessão vai terminar com um painel de discussão constituído por diversos representantes dos departamentos da UA.

Dia: 24-nov 10h00, 14h30

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop, Conversa/Palestra, Outra

Local: Departamento de Línguas e Culturas

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 100

Inscrição Obrigatória


Mãos na massa

Exposição interativa composta por numerosos módulos, envolvendo diversas áreas da ciência.

A exposição interativa “Mãos na Massa” integra um conjunto de, aproximadamente, vinte módulos envolvendo várias áreas da ciência. Entre os módulos interativos que integram esta exposição, incluímos fenómenos e descobertas científicas relevantes para a sociedade, bem como equipamentos tecnológicos atuais, que muitas vezes utilizamos no nosso dia-a-dia sem nos apercebermos da sua importância. Pode observar as leis de ótica, através do manuseamento de um labirinto ótico, visualizar a temperatura das várias partes do corpo, através da projeção captada por uma câmara de infravermelhos ou descobrir como se forma um Tsunami, entre muitos outros módulos interessantes. O visitante ao longo da exposição é estimulado a interagir com os módulos, de forma a assimilar autonomamente os fenómenos científicos apresentados!

Dia: 23-nov 10h00, 11h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 24-nov 10h00, 11h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 25-nov 10h00, 11h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 26-nov 10h00, 11h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00
Dia: 27-nov 10h00, 11h00, 14h00, 15h00, 16h00, 17h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Exposição

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - Sala mãos na massa

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Matemática e tecnologias?! Uauuuuu!!!

Fazer matemática – "like"! Usar tecnologias – "like"! Fazer matemática com tecnologias …"lllliiikke" E, assim, também podes desenvolver a criatividade!

Neste workshop, os participantes serão desafiados a resolver, de forma criativa, um conjunto de tarefas ‘inesperadas’. Para isso, terão ao seu dispor diversos materiais e equipamentos. E serão convidados a partilhar e discutir as suas resoluções. Desse confronto, novas ideias surgirão para a resolução de outras tarefas. Ah - o computador não pode faltar!

Dia: 24-nov 10h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Educação - lem@tic - sala C.2.50

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Mecanismos incríveis - 1º ciclo

Vem construir, programar e colocar um robô a executar os desafios!

Através da construção e do uso de um interface de programação simples, de clicar e arrastar, as crianças aprendem a desenvolver um sistema robótico feito de peças Lego, sensores, motores e o próprio computador.

Dia: 23-nov 12h00, 14h00
Dia: 24-nov 12h00, 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - oficina dos robôs

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Mecanismos incríveis - 2º ciclo

Vem construir, programar e colocar um robô a executar os desafios!

Através da construção e do uso de um interface de programação simples, de clicar e arrastar, as crianças aprendem a desenvolver um sistema robótico feito de peças Lego, sensores, motores e o próprio computador.

Dia: 25-nov 12h00, 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - oficina dos robôs

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Mecanismos incríveis - 3º ciclo

Vem construir, programar e colocar um robô a executar os desafios!

Através da construção e do uso de um interface de programação simples, de clicar e arrastar, as crianças aprendem a desenvolver um sistema robótico feito de peças Lego, sensores, motores e o próprio computador.

Dia: 26-nov 12h00, 14h00
Dia: 27-nov 12h00(Esgotado), 14h00(Esgotado)

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - oficina dos robôs

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Medicina tradicional chinesa

O que é a medicina na tradicional chinesa

A medicina tradicional chinesa, também conhecida como medicina chinesa (em chinês 中醫, zhōngyī xué, ou 中藥學, zhōngyaò xué), é a denominação usualmente dada ao conjunto de práticas de medicina tradicional em uso na China, desenvolvidas no curso de sua história. É utilizada principalmente como medicina alternativa, com caráter complementar - e não substitutivo - à medicina convencional.

Tem por princípio básico a teoria da energia vital do corpo (chi ou qi) que circula pelo corpo através de canais, chamados de meridianos, os quais teriam ramificações que os ligam aos órgãos. A teoria e a prática da Medicina Tradicional Chinesa não são baseadas em conhecimento científico. Foi desenvolvida empiricamente a partir da experiência clínica. É fundamentada numa estrutura teórica sistemática e abrangente, de natureza filosófica, que inclui entre seus princípios o estudo da relação de yin/yang, da teoria dos cinco elementos e do sistema de circulação da energia pelos meridianos do corpo humano.

Dia: 24-nov 10h30, 14h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Instituto Confúcio

Destinatários preferenciais: Crianças em idade pré-escolar, Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Medir e avaliar o nosso corpo em ação

A necessidade das crianças tomarem consciência de que o excesso de peso e a obesidade começam bem cedo e que para além de uma alimentação saudável e equilibrada importa adotar um estilo de vida ativo, independentemente das atividades físicas e desportivas que cada um escolha. O fundamental é integrar a atividade física no seu quotidiano diário.

Ao longo da sessão serão medidas todas as crianças (peso e altura) e realizados testes de coordenação motora. Em paralelo serão realizadas atividades físicas e desportivas que promovam um estilo de vida ativo, independentemente da aptidão ou habilidade de cada criança.

Dia: 26-nov 10h00, 15h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Educação - ginásio

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Microscopia, microanálise e difracção de Raios-X nas comunicações, iluminação e biomateriais

A atividade pretende desvendar materiais em tecnologias que revolucionam as comunicações, as energias sustentáveis, a saúde, e outras áreas que fazem a diferença nas sociedades modernas.

A atividade contará com uma sessão de microscopia electrónica e microanálise na qual serão analisadas amostras de materiais usadas em diversas tecnologias (fibras ópticas, iluminação, eletrónica, energias renováveis, biomateriais), será ainda efectuada uma exposição sobre a utilização dos Raios-X no estudo de materiais e uma atividade prática de identificação de materiais por difracção de Raios-X.

Dia: 24-nov 09h30
Dia: 26-nov 09h30

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia de Materiais e Cerâmica

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Mini competições de ciência

Este ano o PmatE convida-vos a viver o momento mais intenso do ano condensado numa hora – as Competições Nacionais de Ciência. Vem pôr à prova os teus conhecimentos de literacia científica e jogar contra os teus colegas num ambiente de cortar a respiração. Conta também com uma atividade paralela para descontrair e aguardar pelos resultados onde serão divulgados os vencedores. E tu, serás capaz?

A equipa do PmatE procura que as atividades propostas sejam transversais, abrangendo conteúdos programáticos de diferentes áreas curriculares aliando a tecnologia às suas intervenções. As Competições Nacionais de Ciência são o evento mais conhecido do PmatE envolvendo, anualmente, milhares de alunos de todo o país. Este ano propomos a realização de uma mini competição em que os participantes poderão defrontar os seus colegas cara a cara, com direito a um momento de descontração e entrega de prémios.

Dia: 23-nov 09h30, 11h00
Dia: 24-nov 09h30, 11h00

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Outra

Local: UNAVE - Associação para a Formação Profissional e Investigação da Universidade de Aveiro

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Mini detetives da água

O Sr. Silva anda muito intrigado porque, quando comparou a sua conta da água com a dos amigos com quem joga futebol aos sábados de manhã, verificou que pagava muito mais. O Sr. Silva não percebe porquê, já que em casa são todos poupadinhos. A esposa, a D. Filomena, está sempre a avisar os filhos para não gastarem muita água quando tomam banho ou lavam os dentes… Como não sabe o que fazer mais, chamou os mini detetives da água para saber se o conseguem ajudar.

Traz uma fotocópia da conta da água da tua casa (sem os dados dos teus pais) para perceberes quanta água gastas em casa e como é que isso poderá ajudar os mini detetives a solucionar o mistério da água desaparecida da casa da família Silva. Vem também aprender o que se pode fazer para poupar água na tua casa. Facultativamente, se te quiseres habilitar ao título de “Grande detetive da água do ano” (porque os detetives não se medem aos palmos), regista a água que toda a gente consome durante uma semana em tua casa usando o kit de detetive da água disponível em: http://bit.ly/kitdetetive

Não te esqueças de fazer tudo com rigor e fica a saber se também há mistérios por desvendar na tua casa.

Dia: 24-nov 10h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Engenharia Civil

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Modelação e maquinação de uma peça recorrendo à tecnologia de fabricação CAD/CAM

Desenho do componente em computador usando o software Solid Edge, seguida da simulação da maquinação e produção do programa de maquinação no software PowerMill e posterior maquinação num centro de maquinação vertical com comando numérico.

A atividade será constituída pelas seguintes fases: primeiro os participantes desenham e modelam uma peça em computador, com o auxílio do software Solid Edge; em seguida transferem a peça modelada para o software PowerMill, onde simulam o processo de maquinação a partir do qual é gerado o respetivo programa de maquinação; por último, é realizada a fabricação da peça no centro de maquinação vertical. Entretanto, os participantes, para perceberem os princípios de simulação e operação das ferramentas utilizadas, recebem formação básica sobre o software Inventor, PowerMill e sobre a operação do próprio centro de maquinação.

Dia: 25-nov 9h30

Duração: 3h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Modelação e simulação de sistemas fisiológicos: transporte de gases

A modelação matemática de sistemas fisiológicos (ex: cardiovascular ou respiratório) tem diversas aplicações na investigação, no ensino e no treino ou na prática clínica. Esta atividade irá apresentar exemplos dessas aplicações, nomeadamente no transporte de uma substância num modelo de dois compartimentos homogéneos, realçando o papel importante da matemática.

Um sistema pode ser definido como um conjunto de elementos interligados de modo a formar um todo organizado. Exemplos de sistemas fisiológicos são o cardiovascular, respiratório ou nervoso central. A modelação matemática de um sistema fisiológico resulta numa descrição em termos de equações, que simulam a parte dinâmica e a parte estacionária destes sistemas. A simulação destes sistemas em computadores ajuda o estudo e a compreensão das suas propriedades. Ainda permite o desenvolvimento de simuladores que auxiliam o treino médico, bem como a criação de sistemas inteligentes de monitorização clínica. Através de exemplos, irão ser apresentadas algumas aplicações destes modelos matemáticos na investigação, no ensino e no treino, e na prática clínica. Como exemplo prático, irá ser descrito um modelo de transporte do oxigénio entre a mãe e o feto através da placenta. Alguns resultados de simulação serão também apresentados.

Dia: 26-nov 10h00
Dia: 27-nov 14h00, 15h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Matemática - sala Sousa Pinto

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 40

Inscrição Obrigatória


Na investigação de um crime

A popularidade das séries televisivas (CSI Miami, Bones, NCIS) e a forte divulgação de assuntos de justiça no prime-time mediático torna a temática forense aliciante para ser utilizada como ferramenta educativa com vista a combater o abandono escolar e o desinteresse pelas ciências e tecnologias.

Esta atividade tem como objetivo que os alunos passem por todas as etapas de uma investigação forense, desde a recolha de evidências até a identificação do suspeito. De uma forma lúdica os alunos podem-se aproximar da realidade de uma investigação forense, estimulando o interesse pelas STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática). Esta atividade insere-se no projeto europeu Euro4Science (www.euro4science.eu) coordenado pela Universidade de Aveiro, em linha com as orientações do programa Erasmus+ no contexto Horizonte 2020.

Dia: 23-nov 14h00
Dia: 25-nov 14h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 3h00

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto

Local: Departamento de Biologia

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 12

Inscrição Obrigatória


Negociar na bolsa de valores

A atividade procura sensibilizar e motivar o público alvo para negociação no mercado de capitais, alertando, contudo para as cautelas e riscos inerentes.

Após uma breve introdução o grupo será repartido e utilizar-se-à uma plataforma de negociação real onde poderão negociar em ativos financeiros reais, onde só o montante investido será virtual.

Dia: 27-nov 10h00, 11h00, 12h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Universidade de Aveiro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 10

Inscrição Obrigatória


No caminho da sustentabilidade – à descoberta do campus

Conhece o campus da UA através de um peddy paper

Os alunos, divididos em grupos de cerca de 5 elementos, farão um percurso que pretende dar a conhecer o campus da Universidade de Aveiro e simultaneamente alertar para a importância da sustentabilidade. A sustentabilidade não deve ser apenas um conceito, mas um modo de vida, para que as atividades humanas sejam capazes de suprir as suas necessidades, sem comprometer o futuro das próximas gerações.

Dia: 23-nov 9h30
Dia: 25-nov 9h30
Dia: 27-nov 9h30

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Jogo

Local: Campus Universitário - Reitoria (ponto de encontro)

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


O que é o azulejo?

Vais aprender sobre o que é o azulejo, sua produção e uso na reabilitação de fachadas de edifícios.

Os materiais, as técnicas e os desenhos utilizados no azulejo. Vamos aplicar azulejos segundo as técnicas tradicionais.

Dia: 24-nov 15h00
Dia: 26-nov 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra, Filme

Local: Departamento de Engenharia Civil

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 40

Inscrição Obrigatória


Observar, questionar e experimentar no Jardim da Ciência

Como posso elevar-me com menos esforço? Que espécies posso encontrar no ambiente estuarino da costa da região de Aveiro? Por que é que a minha imagem aparece deformada? Os exploradores do Jardim da Ciência são desafiados a encontrar respostas a estas e a outras perguntas experimentando diversos módulos interativos

No Jardim da Ciência, as crianças poderão explorar os módulos interativos dos três circuitos temáticos: Forças e Movimento (ex. alavancas e roldanas); Água (ex. ambiente estuarino); e Luz (ex. espelhos planos e curvos e prisma de água). No espaço “Oficina dos desafios” os pequenos exploradores poderão ainda construir, testar e explorar o funcionamento de dispositivos, maquetas e mecanismos. Durante a visita ao Jardim da Ciência, pretende-se despertar o gosto, a curiosidade, o questionamento sobre temas de ciências, através do envolvimento ativo das crianças na sua missão exploradora do Jardim da Ciência.

Dia: 25-nov 14h30
Dia: 27-nov 14h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Visita Guiada

Local: Departamento de Educação - Jardim da Ciência

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 26

Inscrição Obrigatória


Oficina de robôs NXT

Vem construir, programar e competir com um robô!

Construir um robô e escrever a programação do robô. Essas são tarefas que parecem apenas acessíveis a engenheiros ou técnicos altamente especializados. Mas aqui, crianças, jovens, adultos e idosos têm a possibilidade de o fazer e satisfazer a curiosidade. Recorrer à capacidade inventiva é obrigatório na resolução dos desafios colocados.

Dia: 23-nov 11h00, 16h00
Dia: 24-nov 11h00, 16h00
Dia: 25-nov 11h00, 16h00
Dia: 26-nov 11h00, 16h00
Dia: 27-nov 11h00, 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - oficina dos Robôs

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Os muros que nos suportam: como se fazem

Vem ver como se fazem os muros que suportam as nossas estruturas e que técnicas são utilizadas.

Todos os dias vemos muros que suportam as nossas casas, estradas, terrenos, entre outros. Nesta atividade queremos mostrar-te como se constroem estas estruturas e dar-te a conhecer as técnicas que são habitualmente utilizadas. Para além disso queremos convidar-te a construir um pequeno muro usando diversos materiais e técnicas. No final iremos destruir tudo…

Dia: 26-nov 10h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Engenharia Civil - laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 10

Inscrição Obrigatória


Os telemóveis não servem só para fazer chamadas...

Tens medo de aranhas? O ar que respiras é bom? Que tem isto a ver com smartphones – vem descobrir!

Os telemóveis não servem só para fazer chamadas e enviar SMS... Não será difícil convencer que isto é verdade mas o que podemos fazer com telemóveis de útil ou diferente? Vamos fazer uma visita a alguns projetos de alunos, que no meio da luta entre o Android e o iOS, conseguiram descobrir por onde andas, se tens medo de aranhas ou baratas, se estás deitado a dormir a sesta ou a fazer o jogging matinal. Iremos mostrar algumas aplicações móveis para auxiliar os bombeiros nos fogos ou ajudar os médicos no diagnóstico.

Dia: 24-nov 10h30, 11h30
Dia: 26-nov 10h30, 11h30

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto, Conversa/Palestra

Local: Instituto de Engenharia Electrónica e Telemática de Aveiro - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Produtos naturais e saúde

As plantas ao serviço da saúde

A medicina tradicional baseia-se nas propriedades farmacológicas de compostos existentes na constituição das plantas. A descoberta da estrutura desses compostos levou ao desenvolvimento de compostos semelhantes que são os princípios ativos de muitos medicamentos. Nesta conversa pretende-se apresentar os exemplos de compostos naturais que mais se destacam, explicando como o trabalho de um investigador pode contribuir para a descoberta de novos fármacos.

Dia: 23-nov 11h00
Dia: 26-nov 11h00

Duração: 45 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Geociências - 16.2.2

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Programação de um jogo de computador

Construir um jogo de computador com recurso a uma ferramenta, Scratch, que permite programar sem recorrer a uma linguagem formal de programação.

Faz-se uma apresentação geral do Scratch, após o que se propõe aos alunos o desenvolvimento de um jogo simples onde os docentes explicam, de forma interativa, as caraterísticas da ferramenta fornecendo pistas e sugestões para ultrapassar as dificuldades que vão surgindo aos alunos.

Dia: 25-nov 14h30

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda - laboratório 5.1.28

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 26

Inscrição Obrigatória


Psicologia em ação no laboratório!

Visita guiada ao PsyLab - Laboratório de Psicologia Experimental e Aplicada da Universidade de Aveiro, incluindo uma breve apresentação sobre o equipamento disponível e sobre os estudos em curso nas diversas unidades funcionais: NeuroLab, OlfactionLab, Evo-CogLab, Sleep & ChronoLab, e Stresslab. Os visitantes terão ainda oportunidade de participar em demonstrações práticas de tarefas experimentais em curso nas várias unidades.

Com a visita ao PsyLab (Laboratório de Psicologia Experimental e Aplicada) pretende-se dar a conhecer o laboratório e as atividades aqui desenvolvidas no âmbito das diferentes áreas de investigação em Psicologia. Assim, serão apresentadas as 5 unidades funcionais deste laboratório, que se dividem por 5 espaços diferentes, os quais serão visitados em pequenos grupos rotativos: o NeuroLab, dedicado a investigação no âmbito das neurociências cognitivas, com maior foco no processamento de faces, emoção, mentira e testemunho ocular; o OlfactionLab, dedicado a investigação no âmbito do olfato e processos emocionais associados; o Evo-CogLab, dedicado a investigação no âmbito dos processos psicológicos básicos, com particular ênfase no estudo da memória, segundo uma abordagem evolutiva; o Sleep & ChronoLab, que se dedica a investigação na área da cronopsicologia e estudos no âmbito do sono; e, o StressLab no qual são investigados os sintomas, fatores desencadeadores e programas de gestão do stress, tendo o stress na vida académica como área prioritária. Durante a visita, o grupo total será dividido em 5 grupos menores, que visitarão, em formato rotativo, os diversos espaços laboratoriais adstritos ao PsyLab. Em cada um dos espaços será feita uma breve apresentação pelos investigadores do laboratório sobre os estudos em curso, as principais metodologias de investigação e os instrumentos disponíveis. Em seguida, os participantes serão convidados a participar em breves experiências, que consistirão em demonstrações daquilo que foi apresentado. No final, os participantes terão ainda oportunidade de colocar questões e interagir com os investigadores.

Dia: 27-nov 10h00

Duração: 3h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Apresentação de Projeto, Visita Guiada

Local: PsyLab - Laboratório de Psicologia Experimental e Aplicada

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 50

Inscrição Obrigatória


Química por tabela 2.0 - 1º e 2º ciclo

Química por Tabela é uma atividade da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro criada com base no trabalho de Paulo Claro e Brian Goodfellow do Departamento de Química da Universidade de Aveiro.

Uma sequência de transformações químicas proporciona um espetáculo interativo e apelativo, que procura fazer a ligação constante com a química que nos rodeia no quotidiano.

Dia: 25-nov 11h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


Química por tabela 2.0 - 3º ciclo, secundário e ensino superior

Química por Tabela é uma atividade da Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro criada com base no trabalho de Paulo Claro e Brian Goodfellow do Departamento de Química da Universidade de Aveiro.

Uma sequência de transformações químicas proporciona um espetáculo interativo e apelativo, que procura fazer a ligação constante com a química que nos rodeia no quotidiano.

Dia: 25-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 85

Inscrição Obrigatória


Reci...quê?

O que fazes ao lixo que produzes todos os dias? Um ecomosqueteiro vai levar-te pelos caminhos alternativos que o lixo pode ter, depois de ser abandonado por ti. Sim, TU és DETERMINANTE no destino do TEU lixo!

Nesta atividade vamos perceber a importância da separação do lixo no nosso quotidiano. Quais as várias opções atualmente disponíveis para tratar o lixo (resíduos urbanos).

Dia: 25-nov 10h00, 11h15

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - sala 318

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Reconstrução 3D e realidade virtual

Apresentação de trabalhos na área de reconstrução 3D de ambiente reais a partir de dados laser assim como alguns projetos na área de visualização em ambientes de realidade virtual.

Durante esta palestra serão apresentados diversos resultados no campo da reconstrução tridimensional de ambientes reais existentes (edifícios, salas, ...) a partir de dados medidos com laser e fotografias digitais assim como alguns resultados de visualização 3D em ambientes de realidade virtual.

Dia: 25-nov 14h30

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Instituto de Engenharia Eletrónica e Telemática de Aveiro - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 60

Inscrição Obrigatória


Recursos minerais: do interior da Terra até à nossa casa!

Sabias que a maioria das matérias-primas que usas no dia a dia são recursos minerais? Sabias que cada pessoa vai utilizar cerca de 1500 toneladas de recursos minerais durante a sua vida? Tens ideia de quantas explorações mineiras são necessárias para produzir um simples telemóvel? Sabias que para obteres umas simples 5 gr de ouro é necessário moer cerca de 1 tonelada de rocha? Sabias que gestos tão simples como acender uma lâmpada só são possíveis porque existem explorações mineiras? Não te parece que só por esta breve apresentação as Geociências oferecem um mundo de oportunidades de estudo e de trabalho? De facto, as geociências não são só partir pedra… São muito mais do que isso. Vão desde a prospeção, descoberta e exploração de matérias-primas energéticas, metálicas e não metálicas, à remediação ambiental, ao ordenamento do território e até ao seu contributo na saúde (geomedicina)

Pretende-se com esta atividade dar a conhecer aos participantes o ciclo de geoquímico dos recursos minerais, desde a sua génese, passando pela sua exploração e o seu impacte no ambiente, e às aplicações no quotidiano em materiais tão simples como uma pasta dentífrica até equipamentos de alta tecnologia. Começamos por explicar os processos envolvidos na concentração e formação de depósitos minerais, seguindo-se depois uma demonstração de como é feita a prospeção e a exploração desde a superfície até grandes profundidades. Serão ainda apresentados alguns exemplos relacionados com os impactes ambientais associados com as explorações mineiras, assim como de medidas aplicadas na recuperação ambiental das áreas minerais. Por fim conhecemos as aplicações dos diferentes recursos minerais em diversos materiais do nosso quotidiano ou mesmo em materiais de alta tecnologia.

Dia: 24-nov 11h00, 14h30
Dia: 26-nov 11h00, 14h30

Duração: 50 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra

Local: Departamento de Geociências - sala 16.3.45

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Resolução de problemas

A aplicação da Matemática a situações da realidade passa fundamentalmente pela construção e exploração de modelos matemáticos. Os modelos matemáticos incluem, em geral, relações funcionais, tabelas, gráficos, etc., para exprimirem a situação. Nesta atividade serão apresentados problemas, envolvendo situações da realidade, que serão resolvidos com recurso a calculadoras gráficas e a sensores (CBR e CBL).

Perante uma situação real que se pretende analisar, através da construção e exploração de modelos, é fundamental que os participantes na atividade: - Formulem questões pertinentes acerca da situação; - Seleccionem fatores considerados mais relevantes nessa situação; - Identifiquem as variáveis que estão associadas; E finalmente, - Experimentem e analisem a adequação do modelo à situação colocada.

Dia: 27-nov 10h00

Duração: 3h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Educação - Lem@tic (laboratório de educação em matemática)

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Robótica móvel, autónoma e cooperativa

A robótica móvel, autónoma e cooperativa é uma das muitas vertentes em que as aplicações robóticas podem ser divididas. Aborda a temática de criação de modelos que permitam que múltiplas plataformas robóticas possam estabelecer mecanismos de comunicação e decisão que possibilitem e desenvolvam, em conjunto, sub-tarefas que permitam atingir um fim comum.

Dia: 26-nov 14h00
Dia: 27-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Edifício das Comunicações Óticas, Comunicações Rádio e Robótica - Laboratório de Robótica - sala 33.1.E7

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 50

Inscrição Obrigatória


Rochas e minerais – como os vemos normalmente e como se revelam à escala microscópica

Nesta atividade os participantes são convidados a observar minerais e rochas, quer à escala que nos é permitida pelos nossos sentidos quer à escala microscópica. Partindo destas observações, discutir-se-á as pistas que elas nos dão para a reconstituição de acontecimentos da história da Terra.

Os participantes serão convidados a: (a) observar diferentes amostras de mão (b) observar ao microscópio lâminas delgadas dessas mesmas rochas (c) deduzir diferenças e semelhanças (d) colocar hipóteses sobre a génese dessas rochas

Dia: 27-nov 14h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Conversa/Palestra, Exposição

Local: Departamento de Geociências - sala 16.2.13.1 e 16.2.17

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Saber em gel - 1º e 2º ciclo

Vem fazer gomas, falar sobre proteínas, açúcares e muitas outras coisas.

As gomas têm tanta ciência! Antes da derradeira prova poderemos ficar a saber diferenciar um gel e o que quer dizer gelificação.

Dia: 23-nov 11h00
Dia: 24-nov 14h00
Dia: 26-nov 14h00
Dia: 27-nov 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro- a cozinha é um laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Saber em gel - 3º ciclo, secundário e ensino superior

Vem fazer gomas, falar sobre proteínas, açúcares e muitas outras coisas!

As gomas têm tanta ciência! Antes da derradeira prova poderemos ficar a saber diferenciar um gel e o que quer dizer gelificação.

Dia: 23-nov 14h00, 15h00
Dia: 24-nov 15h00
Dia: 25-nov 14h00, 15h00
Dia: 26-nov 15h00
Dia: 27-nov 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Atelier/Workshop

Local: Fábrica Centro de Ciência Viva de Aveiro - a cozinha é um laboratório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Se as minhas costas falassem…

Breve abordagem teórica à anatomia da coluna vertebral e realização de exercícios posturais baseados no Pilates Clínico.

Com esta atividade pretende-se que os alunos adquiram consciência corporal, sendo capazes de identificar as posturas incorretas ao longo do dia e nas mais diversas atividades. A segunda parte da atividade terá uma componente prática que incluirá o ensino de exercícios posturais baseados no Pilates Clínico.

Dia: 25-nov 09h30, 10h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - sala 30B.1.36

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Ser enfermeiro na ESSUA

A presente atividade visa sensibilizar os estudantes do ensino secundário para a oferta formativa da Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro, com enfoque para a licenciatura em enfermagem.

A atividade inicia-se com um breve enquadramento do desenvolvimento da mesma. Segue-se uma atividade lúdico-pedagógica em grupos de 5 elementos, com a qual se pretende preparar os visitantes para a simulação de prestação de cuidados numa situação de queda com fratura úmero e escoriação do membro superior. Numa fase seguinte e, enquadrado numa visita guiada à instituição em dois grupos de 10 visitantes, durante a qual se procede à simulação da queda e consequente resposta de cuidados. Esta resposta de cuidados será simulada, num primeiro momento, no local do acidente com imobilização do membro superior e, posteriormente em contexto laboratorial para proceder à execução técnica de penso. Termina-se a atividade com um debriefing sobre a experiência de “Ser enfermeiro na ESSUA”.

Dia: 26-nov 10h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Visita Guiada

Local: Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro - sala 30B.2.7; sala 30B.1.53 e sala 30A.2.5

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Show de física

O Show de Física é uma atividade de palco envolvendo a apresentação de diversas experiências. Trata-se de uma viagem ao mundo da física, que visita temas como ótica, termodinâmica, mecânica, eletricidade e magnetismo

O Show de Física apresenta um variado número de ideias e teorias importantes da história da física num ambiente não formal e divertido. Os estudantes poderão assistir a um show de palco, onde se irão realizar interessantes experiências e colocar questões e desafios relacionados com variados temas, tais como: luz, cor, queda de corpos, ilusões, explosões, faíscas e levitação. Alguns estudantes serão convidados para subir ao palco e participar em alguns desafios ou ajudar em experiências como elemento integrante.

Dia: 25-nov 15h30

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 230

Inscrição Obrigatória


Show de física - 1º, 2º e 3º ciclo

O show de física é uma atividade de palco envolvendo a apresentação de diversas experiências, com a participação do público. Trata-se de uma viagem ao mundo da física, que visita temas como ótica, termodinâmica, mecânica, eletricidade e magnetismo.

O show de física apresenta um variado número de ideias e teorias importantes da história da física num ambiente informal e divertido. Os estudantes, instalados num anfiteatro, poderão assistir a um show de palco onde se irão realizar interessantes experiências e colocar questões e desafios relacionados com variados temas tais como: luz, cor, queda de corpos, ilusões, explosões, faíscas e levitação. As experiências selecionadas exploram o carácter contraintuitivo de alguns fenómenos físicos, suscitando a reflexão e a discussão sobre os temas em causa e a sua relação com o quotidiano. Alguns estudantes serão convidados para subir ao palco e participar em alguns desafios ou ajudar em experiências como elemento integrante. Os conteúdos são ajustados à faixa etária da audiência.

Dia: 25-nov 11h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Espetáculo/Teatro, Outra

Local: Departamento de Ambiente e Ordenamento - anfiteatro

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 230

Inscrição Obrigatória


Sítio dos robôs

A viagem pelo mundo da robótica, das máquinas autónomas e programáveis começa aqui! Pode-se comprovar como detetam o meio que as rodeia, como se movem e como são estabelecidos alguns comportamentos… no mínimo curiosos!

Nesta atividade começamos por interagir com sensores de som, luz, movimento, etc, para conseguirmos entender como é possível a uma máquina ter reacções tão semelhantes às do homem. Passamos aos atuadores e verificamos que com um motor conseguimos fazer poucos movimentos, com 3 podemos imitar uma perna. O que será que conseguimos fazer com 20? Por fim analisamos vários robôs que por esta altura já não têm segredos para nós.

Dia: 23-nov 15h00, 16h00
Dia: 24-nov 15h00, 16h00
Dia: 25-nov 15h00, 16h00
Dia: 26-nov 15h00, 16h00
Dia: 27-nov 15h00, 16h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Fábrica Centro Ciência Viva - sítio dos robôs

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo, Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Som 3D

Nesta atividade serão explicados os fenómenos de propagação de som e os mecanismos de perceção auditiva que explicam a capacidade de localizar espacialmente as fontes sonoras. Serão apresentadas demonstrações práticas (nomeadamente do efeito de Haas) e projetos do DETI relacionados. Será organizada uma sessão prática de exploração de ‘software’ de manipulação de áudio para ilustrar os conceitos abordados.

Numa breve palestra, serão expostos e demonstrados os fenómenos (reflexão, absorção, interferência, difração, difusão, refração) que influem na propagação de ondas sonoras. Serão também discutidas as pistas percetuais que o cérebro humano explora para estimar a origem espacial dos sons, nomeadamente diferenças de intensidade e atraso relativo entre os estímulos auditivos e efeitos de filtragem espetral pelos pavilhões auriculares. Será apresentada uma demonstração prática do efeito de precedência de Haas e da sua aplicação em sistemas de amplificação de voz. Seguir-se-ão demonstrações de projetos relacionados com áudio espacial desenvolvidos no DETI, nomeadamente auralização em tempo real e auscultadores virtuais. A finalizar, os participantes poderão explorar os conceitos de áudio espacial e psico-acústica discutidos utilizando o programa de utilização livre ‘Audacity’, que serão convidados a instalar.

Dia: 24-nov 10h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop, Conversa/Palestra

Local: Laboratório de Computadores

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 26

Inscrição Obrigatória


Tecnologia automóvel

Compreendendo um dos produtos mais complexos do nosso quotidiano, o automóvel...

Com esta sessão pretende‐se introduzir alguns princípios de tecnologia automóvel, dando ênfase aos aspectos construtivos do automóvel, a noções de potência e transmissão assim como de novas tecnologias. Procura‐se também mostrar a interligação da tecnologia automóvel com diversos campos de conhecimento, nomeadamente com a física, a engenharia e o design. A sessão contará com espaços de exposição de conteúdos teóricos, de exercícios teórico‐práticos e experimentação.

Dia: 23-nov 11h00
Dia: 25-nov 14h00

Duração: 2h00

Tipo de atividade: Conversa/Palestra

Local: Departamento de Engenharia Mecânica

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Tecnologia de Alta Pressão (HPP)

Tecnologia alternativa de conservação de alimentos- 20 anos de sucesso comercial crescente e potencial futuro

Será que em breve vamos deixar de ter frigoríficos em casa para conservar alimentos, conservando os alimentos sem controlar temperatura e sem refrigeração se assim (quase) sem custos e com uma pegada ambiental muito, muito mais reduzida? Poderemos cozer ovos a frio? Para dar resposta a estas questões, nesta atividade serão explicados os princípios de funcionamento da tecnologia de alta pressão, as vantagens e desvantagens, as aplicações atuais e as aplicações futuras.

Dia: 25-nov 10h00
Dia: 27-nov 10h00

Duração: 30 min

Tipo de atividade: Outra

Local: Zona Técnica Central

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Testemunhos geológicos guardados nas rochas do campus e das salinas

Testemunhos geológicos guardados nas rochas, nos minerais e nos fósseis, estão à nossa disposição no chão do campus, nas esculturas e na salina de Santiago. Ao longo de um dado trajecto iremos observar diferentes tipos de rochas que constituem importantes testemunhos da história passada e recente do nosso planeta.

Os participantes serão convidados a: (a) usar uma carta topográfica (mapa) e uma bússola para se orientarem no campo (b) observar diferentes tipos de rochas (c) deduzir diferenças e semelhanças (d) colocar hipóteses sobre a génese dessas rochas e os processos geológicos que testemunham

Dia: 23-nov 15h30

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Saída de Campo, Visita Guiada

Local: Departamento de Geociências - ponto de encontro no átrio

Destinatários preferenciais: Alunos 2.º Ciclo, Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário, Público em Geral

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Testemunhos geológicos guardados nas rochas ornamentais da cidade de Aveiro

Páginas da história da Terra, conservadas nas rochas, nos minerais e nos fósseis, estão à disposição nas rochas ornamentais que utilizamos nas fachadas dos edifícios e nas calçadas dos caminhos. Ao longo de um passeio, na cidade de Aveiro, iremos observar diferentes tipos de rochas que constituem importantes testemunhos da história do nosso planeta.

Os participantes serão convidados a: (a) observar diferentes tipos de rochas, minerais e fósseis (b) deduzir diferenças e semelhanças (c) colocar hipóteses sobre a génese dessas rochas e os processos geológicos que testemunham.

Duração: 1h30

Tipo de atividade:

Local: Estação de Aveiro - ponto de encontro

Destinatários preferenciais:

Inscrição Obrigatória


Tu e a web – que competências digitais?

Descobre se sabes ou não utilizar bem as TIC

Muitos dos alunos pensam saber tudo sobre computadores, a Web e os dispositivos móveis que utilizam. Não é raro, no entanto, apercebermo-nos de que existe uma disparidade entre o que afirmam conseguir fazer e o que efetivamente são capazes de fazer. Tal pode acontecer com algo tão simples como procurar informação específica usando um motor de busca e avaliar a sua fiabilidade, gravar determinado conteúdo e recuperá-lo, uma vez guardado e arquivado, ou aplicar regras de comunicação online. Neste workshop de cariz muito prático, no qual os alunos são convidados a resolver diferentes tarefas-problema usando o computador, a Web e as instruções que vão recebendo durante a dinamização do mesmo. Pretende-se que seja dinâmico e que lhes proporcione interagir de forma espontânea e pró-ativa.

Dia: 24-nov 14h00
Dia: 25-nov 14h00
Dia: 26-nov 14h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: Departamento de Educação - sala C.1.52

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 25

Inscrição Obrigatória


Um rosto, uma língua, uma cultura

Com este ateliê intitulado “Um rosto, uma língua, uma cultura” e dinamizado pelo Laboratório Aberto para a Aprendizagem das Línguas Estrangeiras (LALE) pretende-se: i ) Consciencializar os alunos para a existência de estereótipos acerca de outros povos/nacionalidades e línguas; ii) Proporcionar o contacto com enunciados de diferentes locutores; iii) Promover competências culturais e conhecimentos acerca do "mundo dos povos” e do “mundo das línguas” e iv) Desenvolver competências metalinguísticas.

Breve apresentação do L@LE; . Exploração do título do ateliê “Um rosto, uma língua, uma cultura”; . Diálogo com os alunos sobre alguns países/regiões a fim de conhecer as suas representações acerca dos mesmos, do seu povo, da sua cultura, da sua língua; . Realização de um pequeno jogo “testar o conhecimento que os alunos possuem acerca destes países/regiões; . Diálogo introdutório sobre a imagem de abertura do ficheiro audiovisual, na qual se apresenta os rostos de locutores de diferentes proveniências; . Audição de 8 locutores oriundos dos países mencionados nas atividades anteriores, acompanhada de preenchimento da ficha de trabalho. Os alunos deverão identificar a língua falada por cada um dos locutores antes de proceder à nova audição do registo e respetiva tradução do Português. Correção das respostas dos alunos; . Reflexão sobre as representações/estereótipos dos alunos e sua origem. Discussão sobre a impossibilidade de reconhecer a nacionalidade de qualquer sujeito meramente de acordo com aspetos não-verbais; Preenchimento, por parte dos alunos, dos questionários de apreciação do ateliê.

Dia: 26-nov 10h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Apresentação de Projeto, Atelier/Workshop

Local: Departamento de Educação

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 30

Inscrição Obrigatória


Uma viagem experimental pelo design de produto

Quando olhamos para um objeto, imaginamos muita coisa sobre ele... porque tem aquela forma, de que material é feito, quanto pesa, quanto custa, como terá sido produzido? Quais as fases necessárias para o desenvolver, durante quanto tempo? Quais as áreas de saber e as competências envolvidas?

Num percurso interativo pelas instalações da ESAN, os participantes irão explorar a multidisciplinaridade associada ao desenvolvimento de novos produtos e ficar a conhecer as diferentes fases do processo desde o seu desenho até ao protótipo final, passando pela digitalização de peças reais, pela modelação tridimensional e pelas novas tecnologias de fabrico aditivo (impressão 3D).

Dia: 25-nov 14h00

Duração: 2h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental, Visita Guiada

Local: Escola Superior de Design, Gestão e Tecnologia de Produção Aveiro Norte (ESAN)

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 15

Inscrição Obrigatória


Vamos aumentar a produtividade de uma linha de montagem de aviões

Vamos simular a operação de uma linha de montagem de aviões de papel e melhorar o seu funcionamento em colaboração com os alunos do Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial da UA

Em sala de aula implantamos uma linha de montagem de aviões de papel, com a colaboração dos alunos do Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial. Os participantes são convidados a ser operadores da linha, controladores de qualidade e membros do departamento de medição do trabalho. Ao realizar várias simulações da operação da linha observamos os principais impactos decorrentes das alterações introduzidas no seu funcionamento, em termos de gestão das operações.

Dia: 23-nov 14h00

Duração: 1h30

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Departamento de Economia, Gestão e Engenharia Industrial - sala 10.3.2

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário, Alunos Ensino Superior

N.º máximo de participantes por sessão: 10

Inscrição Obrigatória


Vem escolher a localização de um novo aeroporto

Frequentemente é necessário tomar decisões acerca de localização de grandes infraestruturas as quais inevitavelmente produzem impactes ambientais e socioeconómicos significativos. Com o objetivo de minimizar os impactes negativos e maximizar os positivos é fundamental que o local para implantação da infraestrutura seja o mais adequado. Como encontrar o melhor local? É o que vamos tentar descobrir.

A atividade tem como objetivo identificar uma potencial localização para um novo aeroporto recorrendo ao sistema de informação geográfica. Os participantes serão desafiados a trabalhar em grupos para identificar fatores que condicionem a implantação deste género de infraestruturas. Após esse período será aberta a discussão e apresentada uma ferramenta informática que permite integrar os vários fatores por forma a encontrar a melhor localização.

Dia: 25-nov 10h00, 15h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atelier/Workshop

Local: IDAD - Instituto de Ambiente e Desenvolvimento

Destinatários preferenciais: Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


Vem medir o ruído que fazes e o ar que respiras!

Todos os dias fazemos barulho: a conversar dentro da sala de aula, a brincar na escola, a tocar instrumentos, a comer pipocas no cinema… Ou será ruído? E se for numa sala fechada? E se juntarmos ao barulho o ar que respiramos? Vem descobrir porque tens sono nas aulas, porque te dói a cabeça ou ficas irritado quando estás muito tempo num local fechado!

A atividade tem como objetivo relacionar o conceito de ruído e de qualidade do ar interior com a saúde e o bem-estar dentro de locais fechados como salas de aula, habitações, refeitórios, etc. Os participantes serão desafiados a emitir ruído através de atividades simples. Todo o ruído produzido será medido por um sonómetro para determinar os diferentes níveis atingidos. Os alunos serão então convidados a identificar qual dos ruídos lhes pareceu atingir o maior valor e qual os incomoda mais. Depois em contraponto ir-se-à medir o silêncio. Em simultâneo serão medidos valores dos principais poluentes atmosféricos do ar interior e posteriormente mostrados os valores medidos e a sua relação com reações como a sonolência ou as alergias.

Dia: 24-nov 10h00, 11h00
Dia: 26-nov 10h00, 11h00

Duração: 40 min

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: IDAD - Instituto do Ambiente e Desenvolvimento

Destinatários preferenciais: Alunos 1.º Ciclo

N.º máximo de participantes por sessão: 26

Inscrição Obrigatória


Viagem à mente do consumidor!

Desafiamos-te a experienciar, aplicar e avaliar um estudo de mercado. Vais aprender muito sobre a forma como sentimos, vemos, percecionamos e tomamos decisões enquanto consumidores. Vais aprender como existem um conjunto de escolhas que são inconscientes, e como é que elas nos influenciam no comportamento de consumo humano, como por exemplo, na escolha de preferência entre marcas. Esta viagem é o início da grande jornada humana científica na descoberta do universo do Marketing. Junta-te a nós nesta aventura e descobre mais sobre a ciência do consumo. Inscreve-te na atividade Viagem à Mente Consumidor

A sessão será composta por duas atividades experimentais comportamentais: um blind test e um teste com recurso à tecnologia de Eye Tracking em contexto de laboratório. Os participantes serão divididos em dois grupos de 10. Um dos grupos irá realizar um blind test e o outro grupo irá submeter-se a uma tarefa experimental com apresentação de estímulos com a tecnologia Eye Tracking. No final trocarão de atividades. Os participantes terão assim a oportunidade de participar em atividades que os investigadores de marketing realizam para interpretação do comportamento de consumo.

Dia: 23-nov 14h00
Dia: 27-nov 11h00, 14h00

Duração: 1h00

Tipo de atividade: Atividade Experimental

Local: Instituto Superior de Contabilidade e Administração - mini auditório

Destinatários preferenciais: Alunos 3.º Ciclo, Alunos Secundário

N.º máximo de participantes por sessão: 20

Inscrição Obrigatória


imprimir
Apoios da Semana Aberta da Ciência e Tecnologia